RESENHA ARQUEIRO | “Ligeiramente Escandalosos” – Mary Balogh


Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Páginas:
 288
Classificação:
 3.5/5 estrelas

Há algum tempo atrás li Ligeiramente Perigosos (Slightly Dangerous, no original), livro dos Bedwyn que gira em torno do patriarca da família e encerra a série, e desde então decidi que nenhum outro livro da série seria tão bom quanto. Logo, nem me dei ao trabalho de conferir. Erro meu, claro.

Ligeiramente Escandalosos é o terceiro livro e eu decidi dar uma chance ao resto da família (não, eu não leio na ordem, me processe), e em suas primeiras páginas o livro já não se encaixou no que eu esperava a partir de sua sinopse. Nossa protagonista, Freyja Bedwyn, mostrou-se ser uma cretina fria, e seu par, Joshua Moore, o marquês de Hallmare, também não era nenhum santo. Juntos, eles me mostraram que não é só um elemento da família que vale a pena ler sobre e que todos tem muito mais a mostrar.

Eles se encontram quando Freyja decide ir a Bath para lamber suas feridas após seu quase noivado não sair como esperado. No caminho, ela encontra um patife que a provoca ao ponto da loucura. Entre encontros e desencontros, eles acabam chegando a cidade de Bath e conhecendo a identidade um do outro, ambos tornando-se destaques na sociedade por seus títulos, e eles parecem perfeitos juntos, mas está longe do que eles desejam para um futuro, onde casamento não é uma alternativa.

Porém, quando uma megera chega a cidade, a alternativa de Joshua é pedir a ajuda de Freyja com um falso noivado, e ela aceita. Mas enquanto se unem para zombar das convenções sociais, pouco a pouco as camadas entre eles vão sendo tiradas (figurativamente e literalmente), e a paixão se torna elemento em uma receita que não deveria passar de uma simples brincadeira.

Um patife. É isso que você é, Joshua? A vida era tão simples quando eu não tinha dúvidas da resposta para essa pergunta.

O que encontramos aqui é uma briga de gigantes, duas pessoas lutando de iguais para iguais, uma luta que vai garantir boas risadas para os leitores. E gargalhada atrás de gargalhada, foi impossível resistir a evolução desse casal, evidente a cada página.

Josh é um galanteador de mão cheia que gosta de ver a vida de forma leve e descontraída enquanto seu par leva tudo muito a sério, uma característica que só piora quando Freyja fica amargurada ao levar um pé na bunda de seu objeto de desejo. Só que o casal é muito mais do que isso, cada qual enfrentou a vida e seus desafios como achou que deveria, sem precisar ou até querer se encaixar nos moldes que a sociedade esperavam para eles, o que torna essa leitura ainda mais gostosa.

Vou sair pelo mundo em busca do meu próprio final feliz. Aidan, Ralf, você… Finais felizes estão começando a se tornar uma epidemia entre nós.

Outra coisa deliciosa nesse livro é ver a outra faceta de Wulfric, que age todo preocupado e fomenta ainda mais sua fama de homem de gelo (e você precisa ler o livro desse cara porque ele é muito mais do que isso). Me apeguei ainda mais ao personagem e, de presente, também fiquei encantada com os outros personagens ao ponto de realmente querer saber mais sobre eles.

Minha maior lição em Ligeiramente Escandalosos foi perceber que cada Bedwyn se destaca por características diferentes, com seu próprio brilho, e um livro ser melhor que o outro não quer dizer que os outros não valham a leitura, porque valem. Mary Balogh não chegou entre as autoras de mais destaques nos romances de época somente por um personagem, a autora tem a habilidade de pegar algo clichê e transformar em algo divertido e diferente — mesmo quando eu já vi a mesma trama em cem outros livros. Agora não vejo a hora de me apaixonar por outro de seus personagens.

“Está apavorada com a ideia de me amar. O que vai fazer a respeito?”
“Vou amá-lo de qualquer modo.”


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!

0

Qual sua Reação?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win
Gabrielle

"Guerra é Paz. Liberdade é Escravidão: Ignorância é Força"

Um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Eu amo essa série, amei todos os livros que foram lançados até agora e foi nesse que me descobri apaixonada por Wulf, já quero ler o livro dele, pena que é o último 😀

Choose A Format
Quiz Personalizado
Série de perguntas que pretende revelar algo sobre a personalidade
Trivia quiz
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
Notícia ou resenha
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
Os clássicos da Internet Listicles
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Rankeada
Vota ou desce para decidir o melhor item da lista