RESENHA ROCCO | “Sob o Céu do Nunca” – Veronica Rossi


Autora: Veronica Rossi
Editora: Rocco
Páginas: 336
Classificação: 3.5/5

Quando li Sob o Céu do Nunca pela primeira vez, foi em busca de um ótimo distópico, algo beirando ao inesquecível. Não foi bem isso que eu acabei encontrando, infelizmente. Hoje a saga é uma promessa para quem curte uma boa aventura com uma grande dose de romance. Agora que eu já abri meus olhos quanto a isso, reler o livro foi mais prazeroso do que minha primeira experiência referente a obra.

Never Sky é ambientado em um mundo assolado pela fome e a destruição causada pelo Éter, onde duas almas distintas estão destinadas a se encontrarem. Ária toda sua vida esteve protegida em Quimera, uma entre tantas outras cidades encapsuladas onde se vivem em mundos de multi dimensões. E no mundo real está Peregrine, um selvagem com dons especiais que vive por sua tribo e, principalmente, por seu sobrinho. O caminho de ambos não deveriam se cruzar até que Aria percebe, da pior forma possível, que Quimera não é assim tão protegida e que a pior praga pode habitar dentro da cidade.

Como ela fazia isso? Como fazia com que ele se sentisse fraco e forte? Empolgado e apavorado?

Perry, como já anda tornando-se comum nos distópicos, é um garoto-homem ranzinza que encontra-se obrigado a conviver com Ária, uma garota que não entende nada sobre sobrevivência, em uma viagem para salvar as pessoas que mais amam. Nos primeiros feitos desse personagem, apesar das grandes responsabilidades que carrega, ele também tem seus bicos e vive emburrado, tomando atitudes drásticas sem pensar.

Já Ária não se mostra de grande ajuda, mesmo não fazendo bico algum. Afinal, ela nada sabe do mundo sem seus Reinos e dar os primeiros passos não é tarefa fácil. Pouco a pouco ela percebe que tudo que sentiu não é nada comparado com a realidade, tantos as coisas ruins quanto as boas.

Ela absorveu o terror e a beleza dele e de seu mundo. De todos os momentos vividos nos últimos dias. Tudo isso a preenchendo, como se fosse o primeiro sopro de ar a encher seus pulmões. E ela jamais amara tanto a vida.

Na primeira metade do livro, não dá pra dizer que Sob o Céu do Nunca tem algo de extraordinário, se é realmente outro ótimo distópico. Ficou claro que o objetivo da autora nesse primeiro volume era evoluir os personagens principais e, mesmo havendo uma trama, ela não avançou muito. Já os personagens secundários não deixaram nada a desejar,  cada qual com seus próprios problemas e diferenças.

Esse livro até pode ser comparado a uma novela em seus trinta primeiros capítulos, onde se apresentam os personagens, a trama e alguns culpados, sendo suas últimas páginas povoadas de momentos que fizeram valer toda  a leitura. Apesar de odiar novelas, já estou louca aguardando o próximo capítulo.

Todos se sentem perdidos às vezes. É a maneira de agir de uma pessoa que a distingue das demais.


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!

0

Qual sua Reação?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win
Gabrielle

"Guerra é Paz. Liberdade é Escravidão: Ignorância é Força"

Primeiros comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Já virei fã dessa série, li os dois primeiros livros e já fui conquistada desde a primeira página de Under The Never Sky.
    Uma pena que não tenha sentido o mesmo, mas gosto é gosto rs.
    Eu amei o mundo criado por Veronica, amei os personagens e um dos meus preferidos é um dos secundários, Roar *-*
    Não tenho nada a reclamar da série e agora quero ver como ficou a versão brasileira porque já senti diferenças nos nomes que eu me acostumei em inglês rs.
    Amo distopias e essa não me decepcionou!

    Bjos.

  2. Quando li a sinopse eu fiquei muito curiosa pra ler o livro, ainda mais que mistura distopia e sobre natural, duas coisas que adoro. E agora sua resenha me deixou mais curiosa ainda *-*
    bjs

  3. Eu gostei muito da capa brasileira, apesar da grande maioria preferir a original que também é LINDA!!
    Morro de vontade de ler esta distopia, embora minhas expectativas baixaram um pouco depois de ler sua resenha, o que eu acho ser algo bom, pois não vou me decepcionar, porém isso me desanima a comprar o livro já que ele tem um valor um pouco mais elevado…
    hehehehe
    Está na listinha de desejados e não vejo a hora de ler e dar a minha opinião. 😉

    Beijos ;*

  4. A-D-O-R-O histórias românticas novelescas com uma pitada de aventura, e pela resenha Sob o Céu do Nunca parece ser super apaixonante, sem esquecer de mencionar que já tô de olho nesse livro já faz um tempinho.

  5. Nossa deve ser bem diferente o livro Never Sky,pelo cenário em que tudo acontece, com graves problemas como fome, destruição… um caos. E nesse momento Ária encontra Perry,e juntos vão lutar pela própria sobrevivência em uma viagem para salvar as pessoas quem mais amam.

  6. Gabs,

    esse é um livro que todos estão aguardando ansiosamente..Ouvi falar tanto dele e o pessoal louco pelo lançamento dele no Brasil bem enfim ele chegou..pela sua resenha meio que percebi que a história fica um pouco em segundo plano no primeiro livro da série e é mais voltado a apresentações e problemas dos personagens..mais quero ler…todos falaram tanto dele e fora que a capa eu curti =)

  7. Estou louca para lê-lo, mas serio essa capa e muito estranha, sou fútil para capas rsrs. Mas vou dar um chance a ele por ser um Distopia!

  8. Eu amo distopias desde que li Jogos Vorazes pela primeira vez. E Sob o Céu do Nunca me interessou logo de cara. É uma pena a história não ser tão boa quanto a premissa =/

  9. Estou com muita vontade de ler esse livro, e sendo uma distopia -adoro distopias! – é pra ontem a leitura! Apesar de eu saber que o livro possui alguns pontos negativos, ainda boto fé que será um livro ótimo.

  10. Meu Deus, eu estou apaixonada por esse livro, só que quando eu fui comprar ele, faltavam 10 reais, e eu já tinha gastado todo o dinheiro que ganhei esse mês e não estávamos nem na metade do mês, então comprei outro livro, que eu desgostei MUITO :((

  11. Tenho prazer em ler boas distopias e estou super curiosa com Never Sky, mas agora fiquei com o pé atrás em relação a ele. De certa forma, acho que irei gostar, por isso penso em dar uma chance a essa leitura assim que possível!!

  12. Esse livro tem chamado muito a minha atenção. Não só pelo enredo geral que achei bem diferente e interessante, mas a capa em si é uma tentação! Já quero!

  13. Bem esse livro foi um daqueles que veio prometendo bastante, mas claro que sempre devemos desconfiar né. Ainda bem que fiz isso, pois seus comentários a cima mostram que era isso que todos deviam fazer: começar a ler o livro sem muitas expectativas para não se frustar né. E bem acho que é isso que vou fazer quando for lero livro, pois me pareceu bem o que você disse, parece que a autora usou esse primeiro livro para dar uma introdução a série, pois aprenta personagens, cenários, personagens secundarios e alguns culpados, mas nada muiito “inesquecivel” assim…. Espero que o proximo livro seja tão bom quanto as ultimas paginas deste 😛
    Beijão :*

  14. Nossa, fala-se tanto desse livro e estou com uma vontade imensa de ler! A capa é maravilhosa, o título muito sugestivo e espero poder ler logo!!! Achei legal ser de autoria de uma “brasileira do mundo”. Ótima resenha!

  15. Esta capa esta me seduzindo. Estou me segurando, mas vou ter que falar. Este livro realmente se parece com “Caminhos de Sangue” da Moira Young, desde a capa com a garota de costas, dando um ar de mistério, até o enredo onde uma jovem sai em busca das pessoas que ela ama. KKKKK E eu AMEI Caminhos de Sangue, espero que minhas expectativas com Never Sky sejam atingidas.
    P.S. Este “céu/universo” atrás dela na capa ficou realmente bom, puxa a atenção da pessoa, além da história ter estas dimensões.

  16. Gosto de ler distopias e ver como os autores colocam seus medos do futuro em suas obras…me pergunto como seria minha distopia do futuro. Não seria com um mundo acabado, mas com mentes fracas, é meu maior medo: a ignorância!

    Miquilis

Choose A Format
Quiz Personalizado
Série de perguntas que pretende revelar algo sobre a personalidade
Trivia quiz
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
Notícia ou resenha
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
Os clássicos da Internet Listicles
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Rankeada
Vota ou desce para decidir o melhor item da lista