[REVIEW] “Touched” – Corrine Jackson


Autora: Corrine Jackson
Editora: Kensington Teen
Páginas: 343
Classificação: 4/5 estrelas

Em Touched, primeiro volume de Sense Thieves, Remy O’Malley tem o dom de curar as pessoas—porém, tudo o que cura é revertido para ela. E viver com seu padrasto abusivo trouxe um número incontável de ossos quebrados e queimaduras para curar. Mas uma noite ele vai longe demais e seu pai ausente finalmente entra em cena. Contra sua vontade, ela deve mudar de cidade e viver com sua nova família. E então tudo muda quando ela conhece Asher Blackwell.

Você acha que você é mais homem pois bate em mulheres?”

 Quando a guerra entre os Sanadores e Protetores teve início, tudo o que Asher queria era vingança, e a imortalidade foi o preço que ele teve que pagar por ela. Anos depois, após o massacre dos Sanadores, Asher encontra uma garota com escoriações por todo o corpo e um olhar triste, e fica fascinado. Ele jamais esperou apaixonar-se ou ligar-se com uma Sanadora novamente.

Qualquer sentimento é melhor do que nenhum. Mesmo a dor.

Eu acho que a minha estrela está brilhando mais forte ultimamente, só estou pegando lançamentos bons para ler. Nesse primeiro volume, conhecemos bem Remy (que diacho de nome é esse?), e sua família, e eles são um estouro. Remy é uma azarada: ficou em segundo plano em grande parte de sua vida, e vive sendo espancada. Com isso, ela aprendeu bem a esconder seus sentimentos, é uma guerreira, e dá o sangue, literalmente, pelos outros, é uma protagonista que dá gosto de ler. Com todos os segredos envolvendo sua mãe e o passado de ambas, a trama só se espande e a cada página fica mais interessante. Já Asher (novamente, que diacho de nome é esse?) é tão carinhoso e superprotetor com seus irmãos e Remy que ao longo do livro ele me causou vários suspiros.

Eles estão errados. A imortalidade é uma maldição. Humanos devem morrer. É o medo da morte que dá sentido à nossa vida—saber que o que é precioso pode ser tirado de nós a qualquer momento faz com que cada minuto signifique mais. Quando todos os dias são os mesmos você se torna insensível.

Esse livro é um ataque do coração em linhas e páginas, e cada página é melhor do que a anterior. Os personagens erram bastante, nada é preto no branco, e tudo é um tanto poético, questionando crenças e desafiando Remy a querer mais, confiar mais e amar mais. Eu já conhecia os livros de Corrine antes de Touched mas esse foi o primeiro que li, e eu adorei sua escrita. Confesso que eu esperava que a autora se embolasse um pouco, afinal é uma história paranormal envolvendo violência doméstica, um pai ausente, e uma guerra secular, mas ela soube dar o espaço necessário para cada assunto e fez isso muito bem.

Você pode imaginar viver para sempre e nunca ser capaz de sentir o toque de outra pessoa?


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!

0

Qual sua Reação?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win
Gabrielle

"Guerra é Paz. Liberdade é Escravidão: Ignorância é Força"

Primeiros comentários

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Choose A Format
Quiz Personalizado
Série de perguntas que pretende revelar algo sobre a personalidade
Trivia quiz
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
Notícia ou resenha
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
Os clássicos da Internet Listicles
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Rankeada
Vota ou desce para decidir o melhor item da lista