[NOTÍCIA DE LIVROS] Confira os ganhadores do “GoodReads Choice Awards 2012”


Foi divulgado os ganhadores do GoodReads Choice Awards desse ano. Apesar de não concordar em alguns pontos (no caso de The Casual Vacancy, de J.K. Rowling, quem ganhou não foi o livro, mas o prestígio da autora, não acham?), e nem todos em que votei ganharam, o resultado foi ótimo.

Confira os vencedores:

Melhor Ficção – The Casual Vacancy, de J.K. Rowling

Quando Barry Fairbrother morre em seus quarenta e poucos anos, a cidade de Pagford fica em estado de choque.

Pagford é, aparentemente, uma idílica cidade inglesa com uma praça de mercado de paralelepípedos e uma antiga abadia, mas o que está por trás da fachada bonita é uma cidade em guerra.

Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com os pais, esposas em guerra com maridos, professores em guerra com seus alunos… Pagford não é o que parece ser.

E o lugar vazio deixado por Barry no conselho municipal logo se torna o catalisador para a maior guerra que a cidade já viu. Quem triunfará em uma eleição repleta de duplicidade, paixão e revelações inesperadas?

Melhor Mistério e Thriller – Gone Girl, de Gillian Flynn

Em uma manhã quente no Norte de Carthage, Missouri, é o quinto aniversário de casamento de Nick e Amy Dunne. Presentes estão sendo embalados e reservas estão sendo feitas quando a bonita mulher de Nick desaparece da McMansion alugada no rio do Mississippi. O Marido do Ano Nick não está fazendo a si mesmo nenhum favor com seus devaneios sobre a inclinação e forma da cabeça de sua esposa, mas trechos no diário de Amy revelam que ela poderia ter colocado alguém perigosamente no limite. Sob crescente pressão da polícia e mídia—e dos pais de Amy—o garoto de ouro da cidade caminha em uma série infindável de mentiras, enganos, e comportamento inadequado. Nick está estranhamente evasivo, e definitivamente amargo, mas é ele realmente um assassino?

Com os polícias próximos, cada casal da cidade logo se pergunta o quão bem eles conhecem seus companheiros. Com sua irmã gêmea, Margo, do seu lado, Nick diz ser inocente. O problema é que, se Nick não fez isso, onde está sua bonita mulher? E o que havia na caixa de presente prateada escondida na parte de trás do armário do quarto?

Melhor Ficção Histórica – The Light Between Oceans, de M.L. Stedman

Após quatro anos na Frente Ocidental, Tom Sherbourne volta à Austrália e aceita um emprego como faroleiro em Janus Rock, quase metade de um dia de viagem da costa. Nessa ilha isolada, onde o barco de abastecimento vem uma vez a cada temporada  e é permitido ir à costa a cada dois anos na melhor das hipóteses, Tom leva sua jovem, ousada e amorosa esposa, Isabel. Anos mais tarde, depois de dois aborto e um natimorto, Isabel ouve gritos de um bebê no vento. Um barco chegou à terra carregando um homem morto e um bebê vivo.

Tom, cujos registros como faroleiro são meticulosos e os princípios morais resistiram a uma guerra horrível, quer relatar o homem e a criança imediatamente. Mas Isabel tomou o pequeno bebê em seu peito. Contra o julgamento de Tom, eles o tomam para si e a chamam de Lucy. Quando ela possui dois anos, Tom e Isabel retornam ao continente e são lembrados que há outras pessoas no mundo. Sua escolha devastou uma delas.

Melhor Fantasia – The Wind Through the Keyhole (The Dark Tower #4,5), de Stephen King

Para leitores que ainda não conhecem A Torre NegraThe Wind Through the Keyhole é um romance independente, e uma maravilhosa introdução para a série. É uma história dentro de uma história, tanto com o jovem e o velho pistoleiro Roland em sua busca para encontrar a Torre Negra. Fãs dos sete livros existentes na série também irão adorar descobrir o que aconteceu com Roland e seu ka-tet entre o tempo que eles deixaram a Cidade de Esmeralda e chegaram na fronteira de Calla Bryn Sturgis.
Esse romance em forma de boneca russa, uma história dentro de uma história, visita o último pistoleiro do Mundo Médio, Roland Deschain, e seu ka-tet enquanto uma feroz tempestade atrasa seu progresso no Caminho do Feixe (o romance pode ser inserido entre o 4° e 5° volume da série). Roland conta uma história de seu passado como pistoleiro, no ano repleto de culpas que seguiu à morte de sua mãe. Enviado por seu pai para investigar evidência de um assassino transformo  Roland começa a cuidar de Bill Streeter, um valente mas aterrorizado menino que é o único sobrevivente do massacre mais recente da fera. Roland, na época um adolescente, acalma o garoto recitando uma história do Livro do Eld que sua mãe costumava lhe contar na hora de dormir: “The Wind Through the Keyhole”. “Ninguém nunca é velho demais para histórias”, ele diz para Bill, “Homem e menino, menina e mulher, nós vivemos por elas.” E histórias assim, elas vivem por nós. (fonte da sinopse)

Melhor Fantasia Sobrenatural – Shadow of Night (All Souls #2), de Deborah Harkness

Logo depois que Diana Bishop e Matthew Clairmont viajaram no tempo para Londres em 1590, eles descobriram que o passado pode não ser um lugar seguro. Reclamando sua identidade anterior como poeta e espião Mattew Roydon, o vampiro adormecido juntamente com um grupo de radicais conhecidos como a Escolha da Noite que compartilhavam ideias perigosas sobre Deus, ciência e humanidade. Muitos de seus amigos são desregrados daemonsn – mentes criativas que perambulam na fina linha entre a genialidade e a loucura – incluindo o dramaturgo Christopher Marlowe e o matemático Thomas Harriot. Matthew, ele mesmo, é esperado a continuar como espião da Rainha Elizabeth, que o colocou em um contato interno com o submundo cutthroat de Londres. Juntos, Matthew e Diana procuram quiosques de livro e laboratórios de alquimia em Londres onde eles seguem a fuga indiscritível de Ashmole 782 – e procuram pela bruxa que vai ensinar Diana a controlar seus poderes.

Melhor Romance – Fifty Shades Freed (Cinquenta Tons #3), de E.L. James

Quando a ingênua Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda. Agora, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele precisa aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar do que o atormentava no passado. Quando parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, a malícia, o infortúnio e o destino conspiram para transformar os piores medos de Ana em realidade.

Melhor Horror – The Twelve (A Passagem #2), de Justin Cronin

No final de “A Passagem”, a grande praga havia deixado um pequeno grupo de sobreviventes que se agarram à vida em meio a um mundo transformado em um pesadelo. No segundo volume desta trilogia épica, esse mesmo grupo de sobreviventes, liderados pela misteriosa e carismática Amy, partem para o ataque, liderando uma insurreição contra os virais: a primeira ofensiva da Segunda Guerra Viral.

Para fazerem isso, eles devem se infiltrar em uma dúzia de colmeias, uma por uma, até chegar ao Doze original. Sua arma secreta: Alicia, transformada no final do livro um em uma híbrida, meia-humana, meia-viral – mas de que lado, no final, ela estará?

Melhor Não Ficção – Quiet: The Power of Introverts in a World That Can’t Stop Talking, de Susan Cain

O que Albert Einstein, Barack Obama, Chopin, Steven Spielberg, J. K. Rowling e Bill Gates têm em comum? A resposta é o sucesso, e a introversão. Pelo menos um terço das pessoas que nós conhecemos são introvertidas. Eles são aqueles que preferem escutar a falar, ler a ir a festas; que inovam e criam, mas não gostam de autopromoção; que se beneficiam trabalhando por conta própria mais do que em grupo. Embora sejam rotulados de quietos, é aos introvertidos que devemos muitas das grandes contribuições à sociedade. Com argumentos cativantes, uma pesquisa extensa e cheio de inesquecíveis histórias reais, O poder dos quietos mostra como os introvertidos são subvalorizados, e como todos perdem com isso. Partindo da ascensão do ideal de extroversão no século XX, Susan Cain questiona os valores dominantes no mundo empresarial de hoje, no qual a colaboração forçada pode bloquear o caminho da inovação e no qual o potencial de liderança dos introvertidos é frequentemente negligenciado. De modo inspirador, a autora nos apresenta histórias de introvertidos de sucesso e oferece inestimáveis conselhos sobre como os tímidos podem tirar vantagem das suas características. Em O poder dos quietos, Susan Cain contempla também as crianças introvertidas em capítulo especial com dicas para pais e professores. Um livro extraordinário, que tem o poder de mudar para sempre a maneira como os introvertidos se veem e, talvez mais importante, como as outras pessoas os veem.

Melhor Autor do Goodreads – Insurgent (Divergente #2), de Veronica Roth

Uma chance pode transformar você – ou destruí-lo. Mas em cada chance há consequências, e com tumultos surgindo em todas as facções ao seu redor, Tris Prior precisa continuar a tentar salvar à todos que ama—e a si mesma—enquanto luta com questões de dor e perdão, identidade e lealdade, política e amor.

O dia da iniciação de Tris deveria ser marcado com a celebração e vitória da facção que escolheu; em vez disso, o dia terminou com horrores indescritíveis. A guerra assoma-se com os conflitos entre as facções e suas ideologias crescem. E em tempos de guerra, lados devem ser escolhidos, segredos emergirão, e as escolhas se tornarão ainda mais irrevogáveis— e ainda mais poderosas. Transformada por suas decisões, mas também assombrada pela dor e culpa, e novas descobertas radicais, Tris deve aceitar plenamente seu Divergence, mesmo que ela não saiba o que ela pode acabar perdendo por fazê-lo.

Melhor Ficção Jovem Adulto – The Fault in Our Stars, de John Green

Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Melhor Fantasia e Sci-Fi Jovem Adulto – Insurgent (Divergente #2), de Veronica Roth

Uma chance pode transformar você – ou destruí-lo. Mas em cada chance há consequências, e com tumultos surgindo em todas as facções ao seu redor, Tris Prior precisa continuar a tentar salvar à todos que ama—e a si mesma—enquanto luta com questões de dor e perdão, identidade e lealdade, política e amor.

O dia da iniciação de Tris deveria ser marcado com a celebração e vitória da facção que escolheu; em vez disso, o dia terminou com horrores indescritíveis. A guerra assoma-se com os conflitos entre as facções e suas ideologias crescem. E em tempos de guerra, lados devem ser escolhidos, segredos emergirão, e as escolhas se tornarão ainda mais irrevogáveis— e ainda mais poderosas. Transformada por suas decisões, mas também assombrada pela dor e culpa, e novas descobertas radicais, Tris deve aceitar plenamente seu Divergence, mesmo que ela não saiba o que ela pode acabar perdendo por fazê-lo.

Melhor Infanto Juvenil – The Mark of Athena (Heróis do Olimpo #3), de Rick Riordan

Em O Filho de Netuno, Percy, Hazel, e Frank se reuniram no Acampamento de Júpiter, o equivalente romano ao Acampamento Meio Sangue, e foram para além da terra dos deuses para completar uma missão perigosa. O terceiro volume de Heróis do Olimpo unirá Jason, Piper, e Leo. Mas juntos eles são seis—quem completará a Profecia dos Sete?

Os semideus gregos e romanos terão que cooperar uns com os outros a fim de derrotar os gigantes enviados por Gaia. E logo terão que ir até a terra antiga para encontrar as Portas da Morte. O que exatamente são as Portas da Morte? Grande parte da profecia continua a ser um mistério…

Com velhos e novos amigos unindo forças, um maravilhoso navio, inimigos temíveis e um exótico ambiente, The Mark of Athena promete ser mais uma aventura inesquecível do mestre contador de histórias Rick Riordan.


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!

0

Qual sua Reação?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win
Gabrielle

"Guerra é Paz. Liberdade é Escravidão: Ignorância é Força"

Primeiros comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Concordo totalmente! The Casual Vacancy ganhou por causa da J.K. Rowling. Haviam livros muito melhores nessa categoria que mereciam ter ganho.

    E esse livro nem é tão bom assim… =/

    1. Sim, a concorrência estava alta nessa categoria, eu fiquei em dúvida em qual votar pois tinha muitos bons, mas jamais votaria no The Casual, foi desmerecido!

Choose A Format
Quiz Personalizado
Série de perguntas que pretende revelar algo sobre a personalidade
Trivia quiz
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
Notícia ou resenha
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
Os clássicos da Internet Listicles
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Rankeada
Vota ou desce para decidir o melhor item da lista