[RECOMENDO] “Second Kiss″ – Natalie Palmer


Autora: Natalie Palmer
Editora: Tate Publishing
Páginas: 240

Eu comecei o livro rindo, logo chorei, e depois fiquei feliz. Aparentemente, a história seria sobre um romance adolescente, uma chance ao primeiro amor entre amigos. E, apesar de toda inocência que é ser criança, infelizmente o mundo é cruel. O livro é emocionante de mil maneiras, você sente que Palmer construiu o livro com calma, tijolo por tijolo, e a realidade em si tratada no livro já leva qualquer pessoa normal à lágrimas.

A história: Gemma e Jess sempre foram amigos, desde o jardim de infância. Eles sabem tudo um sobre o outro, e em tempos de tempestade, um apoia o outro. O que é ótimo, porque vem trovões e aguaceiro por aí.

É difícil dar uma prévia de Second Kiss porque há tantas mudanças que não sei por ordem começar. Gemma é simplesmente azarada! Sabe aqueles acasos que acontecia e ainda acontecem em nossa vida que nos fazem ficar vermelhos de vergonha? Pois bem, na vida de Gemma isso não tem nada de acaso, acontece todo dia mesmo. Não tem como não dar risada. Já Jess é o cara perfeito, o verdadeiro homem da família, apesar de ser só uma criança. Uma curiosidade é que o livro parece ser bem para adolescentes mesmo, sendo que Gemma e Jess começam o livro com, respectivamente, quatorze e quinze anos, e no final estão com dezesseis e dezessete. Mais maduros depois de tantas provações.

Odiei ao álcool. Odiei as pessoas cruéis. Odiei ao pai de Jess.

O principal tema tratado é o alcoolismo, apesar de haver outro drama, que não direi qual. E nos faz pensar… é engraçado que as crianças, jovens, e até mesmo adultos, dêem uma visão tão bonita do álcool. É veneno, mas mesmo assim passam a imagem de que somos melhores e temos melhores amigos se andamos de mãos dadas com a pinga. Depois de ler Second Kiss, talvez você se pergunte se a mãe espancada, ou filhos, que sofreram agressões físicas e verbais de um familiar bêbado acham o álcool uma coisa tão legal assim.

Minha vida havia sido perfeita uma vez. Agora estava em ruínas.

Como eu disse, Natalie Palmer escreveu um livro para jovens, mas recomendo para homens e mulheres de todas as idades. Há sim uma certa infantilidade, mas também há o amadurecimento. Temas corriqueiros misturam-se a dramas e assim não é a vida real? E, afinal, quem nunca sonhou que o cara do primeiro, segundo, terceiro beijo, fosse quem lhe desse o último também?


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!

0

Qual sua Reação?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win
Gabrielle

"Guerra é Paz. Liberdade é Escravidão: Ignorância é Força"

Primeiros comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    1. Na verdade, Helena, é o que eu falei, acaba englobando mais idades por não só focar no romance adolescente. Acho que seria mais drama familiar mesmo, doenças e alcoolismo imperam nesse livro.

      Beijão

Choose A Format
Quiz Personalizado
Série de perguntas que pretende revelar algo sobre a personalidade
Trivia quiz
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
Notícia ou resenha
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
Os clássicos da Internet Listicles
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Rankeada
Vota ou desce para decidir o melhor item da lista