8 livros de fantasia para ler depois de Game of Thrones


uCdS4jbGame of Thrones tem um grande valor no meio da cultura geek/nerd. Após a estreia de sua série de TV há sete anos atrás, a série de livros teve o seu sucesso ainda mais consolidado no topo das sagas de fantasia que são adoradas pelo mundo. Assim como, por exemplo, Cinquenta Tons de Cinza, que seja de conteúdo que divide opiniões ou não e de gêneros literários totalmente diferentes, abriu a mente de incontáveis pessoas para ingressar no mundo da leitura.

Depois de muitas alegrias e morte e sangue e mais morte e Jon Snow, Game of Thrones cada vez está próximo de seu final. A adaptação tem até mesmo data para o seu fim: meados de 2018. Foi vendo por aí lamentos e pesar que eis aqui indicação de algumas obras maravilhosas para que ninguém precise ficar órfão de uma boa fantasia.

 

A Roda do Tempo, de Robert Jordan

Eu sou suspeito pra falar dessa série, porque amo absurdamente a narrativa de Robert Jordan. A série, que é publicada no Brasil pela editora Intrínseca, assusta pelo tamanho: “apenas” 14 volumes com uma média de mil páginas cada livro. Isso se dá pelo universo incansável que o autor criou, cheio de mitologias e povos com sua própria cultura. Ao pegar o primeiro livro para ler você se pergunta como tal universo vai se expandir a partir dali, mas no próprio citado que começamos a ter ideia da magnitude do mundo de Rand al’Thor. Por diversas vezes, a extensão fantástica de WoT foi comparada até mesmo com o universo de Tolkien.
Para quem aprecia uma adaptação ou é viciado em seriados como eu, fique sabendo que um grande estúdio, qual nome ainda não foi revelado, adquiriu os direitos dos livros depois de muita burocracia de uma outra produtora que segurava o contrato. Eu acredito que seja a FOX, mas seria lindo se a HBO comprasse, já pensando no vindouro fim de GoT.

14-A-Memory-of-Light

 

A Torre Negra, de Stephen King

Nem que seja indiretamente, a maioria dos conhecedores de literatura geek já se esbarrou com o nome de Stephen King por aí. Não é por menos: o autor é a mente criativa atrás de grandes clássicos do terror, com uma versatilidade incrível para bolar narrativas. O seu trabalho mais grandioso, como ele mesmo afirma, é a série de sete livros que compõem a Torre Negra. Pra se ter uma ideia, a história mistura elementos de fantasia, terror e ficção científica, tudo trabalhado de forma coesa! Além de ser inspirada no universo de Tolkien e em um poema do século XIX de Robert Browning, Childe Roland à Torre Negra Chegou”.
Além da narrariva maravilhosa, o interessante da saga, principalmente para os fãs do trabalho de King, é que o autor faz diversas referências de outros de seus livros, tendo, inclusive, personagens conhecidos dando as caras mais uma vez, mesmo que sob outra alcunha.
Uma adaptação para os cinemas está com data de estreia para o ano que vem. Um ponto importante: a produção é continuação da história do último livro, e não uma adaptação dos livros publicados. Fico um pouco receoso, mas vale lembrar que sempre divulgaram a ideia de se fazer uma série de TV. Quem sabe?
darktower

 

Mistborn, de Brandon Sanderson

Não é exagero falar que Brandon Sanderson é o cara. Quebrando o mito de que livros de fantasia épica só são bons devido ao tempo qual os autores costumam levar para escrevê-los (Oi, Martin), Brandon escreve diversas séries de fantasia quase que simultaneamente, não faltando publicações suas nos EUA. Pra provar que ele não é pouca coisa, o mesmo foi escolhido para escrever o fim de A Roda do Tempo após a morte do autor, que deixou manuscritos com o rumo que sua história deveria seguir.
Dentre tantos trabalhos (inclusive Elantris que muitos já devem ter visto por aí), Mistborn é uma série que me arrebatou! Emoção, grandes reviravoltas, um sistema de magia muito eficiente e muito, muito carisma mesmo dos personagens. Me senti realizado quando terminei o primeiro volume da série.
Apenas um ponto me entristece: a série é publicada pela editora Leya, que não parece muito empenhada em trazer num espaçamento de tempo aceitável os outros livros da saga. Atualmente estamos empacados no segundo livro, sendo que a série se divide em duas trilogias, por enquanto. Felizmente, a Aleph comprou os direitos das obras de Sanderson no Brasil, sendo que Stormlight Archive, obra tanto quanto épica, chegará em breve pelas mãos da editora. De todo modo, vale a pena conferir a maravilha que é Mistborn.
foto_1652(1)

 

A Crônica do Matador do Rei, de Patrick Rothfuss

Essa é uma série que é bem conhecida no Brasil, escrita pelo criativo Patrick Rothfuss. A trilogia fantástica não deve nada aos grandes nomes da literatura épica. Tudo é narrado em uma teia tão envolvente que, quando o leitor se dá conta, já foi absorvido pela história. É uma receita de bolo que poucos sãos os que conseguem fazer com maestria: uma história bem elaborada e expansiva com personagens cativantes ao mesmo passo que misteriosos.
Para se ter uma ideia do quanto a obra é bem visada, há em planejamento não só um filme, como uma série de TV. é um projeto de plataforma multimídia. Eu, na verdade, prefiro um ou outro, mas não dá negar que surge uma curiosidade para conferir o resultado final caso o projeto vingue.
3216795_orig

 

Trono de Vidro, de Sarah J. Maas

Trono de Vidro, de Sarah J. Maas, é uma série que fica responsável por trazer uma atmosfera mais Young Adult para fantasia, embora a riqueza de seu universo não peque em muita coisa diante dos grandes nomes da fantasia. Inicialmente planejada como uma trilogia, a série terá um total de seis livros, sendo que quatro deles podem ser encontrados pelas livrarias do país, sendo um grande sucesso da Galera Record.
Uma série de TV está em produção inicial, e espero sinceramente que vingue. A história tem um apelo muito grande, não sendo à toa que arrebata fãs por onde passa. Lembrando que o estúdio por trás de “Grey’s Anatomy”, entre outros projetos, são os responsáveis em levar a história de Celaena Sardothien para as telinhas. Seria meu sonho ter o dedo da Shonda na adaptação? Seria!
trono-de-vidro-coroa-da-meia-noite-primeiro-capitulo-capa-experimento42

 

A Queda dos Reinos, de Morgan Rhodes

A Queda dos Reinos é meu xodozinho, embora a autora resolve publicar dois livros novos do universo a cada um que sai (estou brincando, gente! Aparentemente serão só seis). Mesmo que eu queria que termine logo, não tenho que reclamar de nenhum dos livros porque todos trazem uma narrativa tão envolvente e ágil que não tenho como deixar a leitura pra depois. Assim como Trono de Vidro, a saga traz uma superfície com apelo mais jovial, embora possa agradar qualquer faixa etária. Tenho que parabenizar a editora Seguinte, que quase sempre acerta na escolha de seus títulos. O 4º livro, Maré Congelada, foi publicado há pouquíssimo tempo e estou muito ansioso para lê-lo.
Em resumo, diria que A Queda dos Reinos traz muito de Game of Thrones com uma narrativa mais juvenil, mas ainda assim com os seus próprios méritos. Morgan Rhodes sabe como ninguém costurar fios e mais fios que levam para um final de tirar o fôlego em todos os livros até aqui. Mais que recomendado!
5283747-hyper2016004_int3-0

 

Shannara, de Terry Brooks

Shannara é um caso complicado, sabe? A extensa saga, que é dividida em várias séries e trilogias. Além disso, a ordem de publicação dos livros não é a ordem cronológica da histórica. Eis que a prematura Saída de Emergência, extinta oficialmente em meados deste ano, escolheu publicar a trilogia Espada de Shannara, que foi também a primeira que Terry Brooks escreveu. O triste é que a editora não publicou o terceiro livro, ficando nas mãos da Arqueiro não só concluir a trilogia, como também trazer outras obras desse universo riquíssimo.
recentemente, a MTV dos Estados Unidos adaptou essa trilogia que começou a ser publicada por aqui para uma série de TV. Para falar a verdade, pularam o primeiro livro, tendo os acontecimentos do mesmo apenas mencionados vez ou outra, e adaptaram o segundo, “Pedras Élficas de Shannara”. A série foi renovada para a segunda temporada garantida para o ano que vem.
Para quem quer se arriscar na leitura, vale a pena. Acredito que a Sextante/Arqueiro guarda boas surpresas para nós.
foto_1631

 

 

Berserk, de Kentaro Miura

Eu não poderia citar o que para mim é uma das obras máximas de fantasia. Berserk é um mangá, quadrinho japonês, que possui uma riqueza sem igual em sua construção. Sem exageros, é uma história fantasticamente sombria em uma realidade medieval de demônios, magia e espadas que me faz viajar em suas páginas. São 27 anos de publicação até o momento, com 38 volumes de aventuras soberbas.
A obra é publicada no Brasil pela Panini Comics, tendo inclusive uma edição especial de “luxo” que começou a ser publicada há pouco mais de um ano. Mas estejam avisados: não é algo pra quem tem estômago fraco. Há violência gráfica, mas não gratuitamente. O peso disso para a narrativa é imenso. Mas pra quem assiste Game of Thrones isso passa tranquilamente.
6622_berserk_hd_wallpapers_sword.jpg

Irvine's_apostle_form.png

Podem arriscar sem medo em qualquer uma dessas obras que só tem coisa boa, eu garanto! Sentiu falta de alguma que você goste? Comente para que a gente possa conhecer também!


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!

0

Qual sua Reação?

hate hate
0
hate
confused confused
2
confused
fail fail
2
fail
fun fun
2
fun
geeky geeky
2
geeky
love love
5
love
lol lol
2
lol
omg omg
0
omg
win win
2
win
Valdesson

Primeiros comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Genteeeee….. Amei esse post, estava carente de uma boa história épica, e mesmo não acompanhado GOT seja lendo ou assistindo,gosto de histórias com algo medieval, apesar de sempre preferir algo mais Light aka Queda dos reinos e Trono de vidro(que abandonei depois de decepções) e com romance(confesso)!
    Algumas das series citadas não tinha ouvido falar, Mistborn aperece que vou gostar?

  2. Essa semana fui em uma livraria em busca de novidades do gênero Fantasia e me deparei com um livro com o título “As Hudridas – A descoberta da sagrada Floresta de Shiva”, após ler a sinopse, achei interessante, mas continuei passeando pela livraria e mais a frente encontrei outro livro, “As Hudridas – O surgimento de uma nova Raça”, li a sinopse e me interessei mais ainda, resolvi me arriscar, comprei o primeiro e já no caminho para casa iniciei a sua leitura e adivinhem… Passei do meu ponto de ônibus, pois viajei na história e no outro dia lá estava eu para comprar o segundo livro que, ao contrário das outras trilogia, sim, será uma trilogia, já me informei, é tão interessante quanto o primeiro, estou na metade dele, já orando para que o terceiro saia logo.

    Então aqui está a minha dica: “As Hudridas” -Autor: Marcio Vettorazzi

    1. Olá pessoal, olá Roberto (estou te perseguindo kkkk)!

      eu segui a indicação de Roberto Zotti da trilogia NACIONAL nova “AS HUDRIDAS” do autor MARCIO VETTORAZZI e só me arrependi de não ter conseguido fazer pausa na leitura e agora estou com aquele gostinho de quero saber mais.
      No segundo livro da série, que eu mais gostei, é muita ação e mudança de cenário, porém o leitor não fica perdido e a linguagem, apesar de se passar em uma época antiga, é atual, o que me agradou, entretanto talvez irrite os mais conservadores.

      Eu indico e que o terceiro não demore tanto a sair, POR FAVOR!!!

Choose A Format
Quiz Personalizado
Série de perguntas que pretende revelar algo sobre a personalidade
Trivia quiz
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
Notícia ou resenha
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
Os clássicos da Internet Listicles
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Rankeada
Vota ou desce para decidir o melhor item da lista