lev

Autora: Sarah MacLean
Editora:  Arqueiro
Páginas: 336
Classificação: 4.5/5 estrelas

Depois de 9 regras a ignorar antes de se apaixonar e 10 formas de fazer um coração se derreter, a série Os números do amor chegou ao fim com seu último livro Onze Leis a Cumprir Na Hora de Seduzir. A série contou em cada livro a história dos irmãos Gabriel, Nicholas e Juliana, respectivamente. E se você ainda não leu e tem curiosidade de ler, é extremamente necessário que se leia na sequência, ainda que cada livro possua um casal diferente. Preciso aqui dar uma salva de palmas para a editora Arqueiro, que colocou capas maravilhosas nessa série (no último livro nem tanto), pois as capas gringas são de um mau gosto tremendo, cafonas que dói.

Bom, mas vamos lá…  Juliana é a protagonista da vez e já aparece chegando e causando no primeiro livro. Irmã bastarda dos gêmeos Gabriel e Nicholas, filha da mãe dos meninos com um italiano, ela foi abandonada pela mãe aos dez anos e vivia na Itália até que a morte de seu pai leva-a diretamente à Inglaterra, onde viverá com seus irmãos. E Gabriel, sendo o marquês e com o melhor interesse, quer intrega-la a sociedade aristocrata, e por isso pede a Lady Calpúrnia para ajudá-lo na questão.

Juliana, 20 anos, era linda, nenhuma mulher de Londres era páreo para ela. Uma mistura deslumbrante de inglesa delicada com sua pele de porcelana, límpidos olhos azuis, nariz perfeito e queixo atrevido e italiana exótica, dona de volumosos cachos negros, lábios cheios e curvas exuberantes que um homem teria que estar morto para não notar, seu grande defeito para a sociedade da época era sua ousadia, seu jeito impertinente, impulsiva, definitivamente um imã para problemas e o oposto das boas moças inglesas, sendo assim ela atravessa grandes preconceitos para ser aceita na sociedade.

Seu par é ninguém menos que Simon, Duque de Leighton, um personagem que encontrou no primeiro livro, e no desfecho da série o foco será todo desse casal.

O Duque, oposto de Juliana, é conhecido mais como o Duque do Desdém, um dos mais poderosos e respeitados pela sociedade inglesa, e cresceu preocupado com a reputação ao ponto de tornar-se frio e calculista, selecionando seus criados pela discrição e suas amantes pela ausência de emoção, e mesmo com toda a atração e encanto envolvendo Juliana, ele a vê somente como problemas, e um casamento com ela seria simplesmente um escândalo e mancha na reputação da sua família, então ninguém estranha quando ele fica noivo de Lady Penélope, filha de família tradicional, muito bem quista pela sociedade. Porém, Juliana tenta convencer o Duque do contrário, que a reputação não está acima de todas as coisas, e propõe uma aposta de 2 semanas para fazê-lo deixar a reputação de lado. Se ele resistisse a vida turbulenta dela, ele ganharia e se casaria com Lady Penélope, caso contrário estaria arruinado.

Você acha que está acima da paixão?Acha que seu mundo perfeito não precisa nada além de regras rígidas e experiências sem emoção?

Simon e Juliana vão atravessar grandes batalhas, e reviver juntos fantasmas do passado. Eles terão que por tudo numa balança e ver o que pesa mais, o que vale mais? Uma vida sem graça, rígida, fria, sem emoção, para ter um nome sempre impecável e respeitado? Ou uma vida sem títulos, ignorada pela sociedade, recheada de escândalos, mas uma vida com sentimentos abertos, podendo fazer o que quiser sem precisar se preocupar com a aristocracia inglesa? Será que o Duque do Desdém vai se render?

“Nunca na sua vida você levou o futuro em consideração, não é? nunca imaginou o que viria a seguir, depois do que estivesse vivenciando no aqui e agora…se isso não demonstra sua infantilidade, nada mais demonstra.”

Eu nunca tinha lido nada da Sarah Maclean, nunca tinha lido sequer um romance de época e só me entreguei ao primeiro livro da série porquê a capa me chamou muito a atenção e desde então só tenho elogios a essa série magnífica, os personagens são extremamente cativantes, envolventes e muito sensuais. As abordagens, apesar da época que se passa, são muito atuais.

O tema central são os preconceitos da época, que vai desde a beleza à raciais e posições sociais. A mensagem é simples e clara, nós ainda estamos vivendo reflexos do século XIX. As personagens femininas são de tirar o chapéu, sempre lutando pelo seu lugar na sociedade, tendo que enfrentar barreiras inimagináveis. E os masculinos, ahhh os masculinos… como são maravilhosos e enaltecem essas mulheres, mesmo o Duque de Leighton, com todos os seus preconceitos com Juliana, conquistou um lugar no meu coração. A escrita da autora é impecável e te faz querer ler o livro em um dia. Onze Leis a Cumprir Na Hora de Seduzir me deixou feliz pela maneira como terminou e triste porquê queria muito mais!

…você é linda e brilhante e ousada e tão apaixonada pela vida e pelo amor e por todas essas coisas nas quais acredita. E você me ensinou que tudo que acredito, tudo o que achei que queria, tudo o que pensei que deveria apoiar…tudo…é errado. Eu quero sua versão da vida…

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1301 pessoas visitaram
Publicado em 07/06/2017
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!