Autor: Brandon Sanderson
Editora: Aleph
Páginas: 392
Classificação: 5/5 estrelas

Imagine uma desconstrução de tudo que você conhece quanto ao universo fictício de pessoas com superpoderes como vemos em quadrinhos da Marvel e DC Comics. Imagine uma realidade onde os super-humanos são corrompidos pelo poder de tal forma que as pessoas comuns são obrigadas a viver dentro de um contexto tirânico. É trabalhando sob essa perspectiva que Brandon Sanderson entrega um dos maiores livros juvenis dos últimos anos.

O primeiro mistério da obra já é jogado para o leitor teorizar logo de cara: a origem dos poderes. Acredita-se que esteja ligada a Calamidade, uma espécie de estrela de fogo no céu que ninguém sabe dizer qual é sua origem, embora haja várias teorias. Desde o seu surgimento, pessoas comuns passam a ter poderes dos mais variados e destrutivos. Os seres humanos afetados passam a serem nomeados de Épicos, se tornando tanto extremamente poderosos quanto tiranos e egocêntricos, deixando o resto da população à mercê de suas vontades e caprichos.

Coração de Aço, um ser invulnerável a qualquer tipo de ataque e com capacidade de manipular e transformar objetos inorgânicos em metal que tomou Chicago para ser o seu domínio, é responsável pelo desenvolvimento desse primeiro livro de uma trilogia. Coração de Aço é o objetivo de Vingança de David, que viu ainda criança o seu pai ser assassinado pelo tirano, e desde então se especializou em estudar os Épicos e suas fraquezas, para enfim destruir o algoz de seu pai. Para tanto, David busca entrar no grupo “Executores”, seres humanos comuns que têm como objetivo a queda dos Épicos, e refletir quanto as suas reais motivações: seria apenas vingança ou algo que vai além do olho por olho?

Após ter lido certa quantidade de obras de Brandon Sanderson (um dos meus autores favoritos, por sinal), percebo que alguns de seus livros têm um escopo semelhante, o que é o caso de Coração de Aço e não é necessariamente é ruim, já que o autor prova a todo instante que a história está em mãos certas. Independente da faixa etária para qual escreve Brandon nos entrega mais um trabalho frenético com grande poder de prender o leitor e manter uma sensação de imersão na leitura. O autor usa de descrições de ambientes e cenas de forma precisa, um jeito despretensioso e necessário para a sua narrativa.

Personagens interessantes e cheios de dilemas trazem um ar importante ao livro que vai além do contexto e da mitologia criada. O “menor” em importância ainda causa no leitor uma pulga atrás da orelha quanto as suas motivações, seus valores e traumas do passado que os transformaram em quem são. O protagonismo de David foi idealizado na medida certa, balanceado e de fácil identificação com o leitor justamente por ser tão humano quanto o autor quis fazê-lo em sua essência. O crescimento dele da primeira página até o final é algo qual Brandon pode sair sentindo-se com um dever cumprido. Único ponto que não foi do meu agrado é a forma como todo o interesse romântico do personagem se desdobrou, me soando um pouco superficial. Tanto que no último ato do livro esse laço é de suma importância, mas nada que tenha me atrapalhado realmente ou que seja consenso entre todo mundo que o leu. Apenas uma observação.

Coração de Aço é a prova de que Brandon sanderson não é um autor de sorte, mas de talento. Mesmo produzindo em média três ou quatro livros por ano, a qualidade de sua narrativa e diversidade é inquestionável. A obra ainda fica atrás para mim de outros de seus trabalhos, como a trilogia Mistborn e Elantris, mas era de se esperar mesmo algo não tão complexo em sua essência se levar em consideração o público alvo qual é direcionado, e mesmo assim se destacando dentro desse meio. Espero amar tanto o segundo e terceiro livro da trilogia quanto amei o primeiro, então fico no aguardo para que a editora Aleph traga o mais rápido possível suas continuações. Caso não tenha lido nada do Brandon até aqui, afirmo que Coração de Aço pode ser uma ótima porta de entrada.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
20920 pessoas visitaram
Publicado em 27/01/2017
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!