lev

Autora: Belle Aurora
Editora:  –
Páginas: 370
Classificação: 4.5/5 estrelas

Ainda me pergunto o que me levou a ler mais esse livro de Belle Aurora, pois por mais livros que eu tenha lido dessa autora, nenhum realmente me ganhou a ponto de eu me tornar uma. Até Lev, e esse livro é a prova que quem persiste alcança.

Ele me encontrou e, ele sabendo ou não, eu era sua. É como dizem, quem encontra fica.

O livro é o primeiro de uma série que girará em torno de um bar de stripe — e na família que o gerencia. Cada qual com suas particularidades, começamos com Lev, um homem taciturno, poderoso e disposto a tudo para proteger aqueles que ama. E então ele vê uma garota tentando roubar a carteira de seu irmão e é afetado completamente por ela. Sendo alguém que toda sua vida ouviu que não pode entender ou processar emoções, garotas magrelas não é algo que deveria interessá-lo, até chegar Mina.

Quando Mina Harris é pega em flagrante com uma carteira que não é dela, ela desmorona. Ela está cansada, solitária e não come nada há dias. Lev lhe dá um ultimato… uma cama quentinha, uma refeição quente e um emprego, ou os policiais. Mina aceita suas chances com Lev. Afinal de contas, uma pessoa que não tem nada, também não tem nada a perder.

“Eu não sei o que é amor,” eu comecei devagar. “Mas se eu pudesse amar alguém…” Eu dei um beijo suave atrás de sua orelha, puxando-a para perto. “Eu amaria você. Muito.”

Nem preciso destacar que um cara autista e uma mendiga já é algo ímpar, certo? E tinha tudo para dar errado, a autora poderia exagerar no drama, poderia ficar doce demais, bobo demais, enfim, poderia ser demais, mas não foi. O relacionamento cresce de forma leve, gostosa, e até soltei algumas lágrimas pela história de ambos. Para adicionar mais tempero ainda há o suspense.

E com a narração acontecendo de diferentes pontos de vista, só isso já torna possível entender bem o que está se desenrolando entre Lev e Mina, porque ainda que a ligação seja instantânea, a união entre eles cresce aos poucos, Lev não é uma pessoa fácil para se lidar, mas isso vem de forma natural para Mina, e ela, de forma inesperada, mostra-se forte o suficiente para ultrapassar cada barreira que encontra até chegar ao seu coração.

— Ela é um desastre. Os problemas perseguem-na. Ela me pressiona quando não quero falar. Sorri e ri de coisas que não são engraçadas. Rouba comida que estou prestes a colocar na boca. — Sacudi minha cabeça — E tudo isso a torna perfeita.

O livro atingiu picos inesperados, eu já li, reli, e dei uma olhada novamente só para não esquecer. E a forma como me envolvi com cada personagem é a carta na manga da autora, nem bem terminei o livro e já estava ansiosa para saber mais sobre Nas e Sasha, o grande filha da puta.

Eu diria que esse livro é a linha que separa os outros da autora, que ainda que sejam bons, não destoa de muito do que a gente encontra na livraria hoje. E Lev surpreende porque mesmo que cheio de uma trama que podemos já ter lido antes, a escrita da autora não é a mesma, ela está melhor. Não é só o romance, é tudo, cada página, cada situação entre o casal, cada palavra ou abraço entre essa louca família. No final, minha única escolha era me esbaldar. E sim, eu me joguei.

Dizem que os pinguins se amam para toda vida e eu quero ser seu pinguim.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
25281 pessoas visitaram
Publicado em 02/05/2016
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Alicia disse:

    Alguma previsão pra chegar ao Brasil? Fiquei muito interessada.

    1. Gabrielle disse:

      Ainda nada sobre ser publicado no Brasil ):

  2. Daniel Moraes disse:

    Oi, Gabriele!

    Muito interessante este livro, sua resenha me cativou, por isso, espero poder ler um dia desses.

    Visite-nos: http://www.irmaoslivreiros.com
    Beijos!
    Danny

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!