Uma lei vigente na Holanda aponta que os direitos autorais de propriedade intelectual de uma obra expiram 70 após o falecimento do autor. Com isso, o diário escrito por Anne Frank, que faleceu em março de 1945, deveria estar livre de direitos autorais no próximo ano, porém a Fundação Anne Frank iniciou uma batalha judicial para mudar isso.

Segundo a fundação criada pelo pai da jovem, Anne não escreveu o diário completamente sozinha e seu pai, Otto Frank, é coautor dos escritos, logo os direitos continuariam vigentes até 2050, já que Otto faleceu em 1980. Porém, até hoje Otto era oficialmente apenas o editor da obra e o comunicado vem gerando confusão.

Apesar do futuro dos direitos ser incerto, a Fundação já informou que prepara uma nova edição “livre” de Diário de Anne Frank. O livro é patriônio da literatura mundial e já foi traduzido em 70 idiomas.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1632 pessoas visitaram
Publicado em 18/11/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!