Autora: Marissa Meyer
Editora: Rocco
Páginas:
496
Classificação:
5/5 estrelas
Essa resenha contêm spoilers. Altamente indicada para quem curte distopias e recontagens, você deve primeiro ler ESSA resenha se deseja conhecer mais sobre a série.

Cress é a prova que mesmo uma série boa ainda pode melhorar e a autora vem mostrando isso a cada livro, com um mais intenso do que o anterior, e terminei mais esse volume me perguntando se vou ter chão para ler Winter, o último livro de Crônicas Lunares.

Se eu soubesse, jamais teria ido embora. Teria encontrado um jeito de salvar você. Sinto muito.

Nessa nova etapa, nos aprofundamos em uma nova personagem, Cress, que há sete anos foi presa em uma satélite pela taumaturga Sybil, e desde então ela se tornou uma ferramenta nas mãos da rainha Lunar e vem ajudando-a em seu objetivo de invadir e dominar o planeta Terra.

Porém, com os últimos acontecimentos, Cress finalmente encontrou um objetivo próprio: ajudar Cinder e seus aliados a derrotar Levana. E com um ousado plano, a cascuda finalmente alcança a liberdade — ainda que o preço a pagar tenha sido enorme. Agora, ao lado de Cinder, elas vão começar uma guerra e nenhuma das garotas está disposta a desistir sem salvar àqueles que amam, e uma coisa é certa: ninguém vai sair dessa batalha ileso.

Não estamos no meio de uma guera, estamos no comecinho. E eu vou acabar com ela.

Bem, dessa vez encontramos uma adaptação da famosa Rapunzel, e apesar das várias similaridades, nossa protagonista se mostra muito mais cheia de personalidade e até um tanto maluca — mas depois de anos em sua própria companhia, não dá para esperar uma mente muito sã. E nesse meio tempo presa, Cress leu romance atrás de romance, pouco a pouco construindo uma ideia de como seria sua vida lá fora, e como seu príncipe encantado mudaria tudo para melhor. Nem preciso dizer que não demorou muito para ela perceber que os príncipes encantados são todos sapos, certo?

“Nem sei de que lado você está!”
“Estou do meu lado.”

E essa peculiaridade da personagem acrescentou e muito a trama. Cress é divertid e muito desajeitada,  um sopro de ar fresco em uma história que se encaminha para um destino sombrio. Ela é a prova de que apesar de toda a carga com os outros personagens, ainda há espaço para mais, mais dramas, mais desafios, e, infelizmente, mais perdas.

A tristeza não bastava. O sofrimento também. Mas era tudo o que tinha.

Marissa Meyer ainda consegue não deixar ninguém de lado, cada uma das protagonistas amadurece de alguma forma, e ela cumpre esse feito sem saturar a leitura em momento algum, apresentando uma trama dura, de sangue e sacrifícios, e fugindo do óbvio a cada página, me obrigando a derramar mais de uma ou duas lágrimas por esse livro.

Cress também evidência uma nova fase da série e desvenda uma realidade ainda mais cruel do que o esperado, jogando pro alto a ideia de ser uma história bonitinha, com um romance avassalador, para destacar mulheres dispostas a buscar seu próprio felizes para sempre e escrever uma nova história — um conto de fadas sangrento, é verdade, mas melhor.

Ela está vindo atrás de você, minha rainha, ela vai destruir você!

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
3788 pessoas visitaram
Publicado em 30/10/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Gis disse:

    Puta série foda acabei de terminar Cress agora e foi impressionante, Winter promete muitoooo. Mais uma série que me foi apresentada por vcs. TOP!

    1. Gabrielle disse:

      AWWWWWWWN <3 Péra, tô morrendo de amores

  2. Ana disse:

    Essa série é, de longe, uma do meu top 3. É absurdo o nível de amor que eu tenho por ela, o quanto eu aprendi, o quanto eu me envolvi e o quanto eu sofri por cada um dos personagens. Acabei de terminar Winter, meu primeiríssimo livro em inglês – simplesmente porque a espera não podia ser tão longa – e, acredite, é um dos melhores livros que eu já li. Provavelmente o melhor da série e sem dúvida, o que mais me emocionou. Leia em breve, por favor, e resenhe aqui! Certeza que você vai amar.

  3. Ana disse:

    Essa série é, de longe, uma do meu top 3. É absurdo o nível de amor que eu tenho por ela, o quanto eu aprendi, o quanto eu me envolvi e o quanto eu sofri por cada um dos personagens. Acabei de terminar Winter, meu primeiríssimo livro em inglês – simplesmente porque a espera não podia ser tão longa – e, acredite, é um dos melhores livros que eu já li. Provavelmente o melhor da série e sem dúvida, o que mais me emocionou. Leia em breve, por favor, e resenhe aqui! Certeza que você vai amar.

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!