Autora: Maureen Johnson
Editora: Rocco Fantástica 
Páginas:
 392
Classificação:
 3.5/5 estrelas

O Nome da Estrela é o primeiro livro de Sombras de Londres, série escrita por Maureen Johnson, que já conta com quatro livros confirmados (sim, todos acreditavam que seria uma trilogia, mas não é o caso). O livro é um thriller juvenil envolvendo uma série de assassinatos que possuem um toque de Jack, o Estripador, e uma garota vai entrar no caminho do assassino e será forçada a tentar resolver os crimes… ou morrer tentando.

Rory Deveaux é uma jovem americana que decide passar um ano em Londres e viver, quem sabe, um dos melhores anos de sua vida. Mas a expectativa é bem diferente da realidade e quando o mistério envolvendo diversos assassinatos se aproxima cada vez mais de seu colégio interno, Rory acaba frente a frente com o suspeito e torna-se a principal testemunha.

Bem, é algo inerente dos seres humanos acreditarem que as tragédias que veem nas notícias nunca o atingirão e essa bolha fantasiosa só estoura quando o sangue espirra, e esse é o caso do bando de jovens excitados que frequentam Wexford, todos loucos para entender mais sobre a novidade envolvendo crimes característicos de Jack, o Estripador, que estão ocorrendo na cidade. E então eles entram no caminho do assassino e se tornam alvo.

O medo não pode machucar você.

Isso é basicamente o feijão com o arroz de um suspense, e é nesse ritmo que as cem primeiras páginas transcorrem, até perceber que algo ainda mais estranho está acontecendo — não só em relação aos assassinatos, mas com Rory também.

Infelizmente, mesmo com todas as surpresas, a trama está longe de ter um ritmo alucinante e a protagonista, junto ao leitor, muitas vezes são jogados ao posto de espectadores, sem viver toda a adrenalina esperada por uma história com esse calibre. Basicamente, é muita conversa para pouca ação.

O que realmente se destaca e me fez seguir em frente com vontade ao ponto de acabar o livro em poucas horas é a escrita da autora. Maureen Johnson tem uma habilidade maravilhosa para descrever e narrar histórias que conseguem puxar o leitor e brincar com a nossa imaginação, ela só não soube utilizar esse dom muito bem e se em algum momento Maureen se soltou foi no desfecho incrível que construiu para O Nome da Estrela, poderoso o bastante para me tornar ávida para os próximos livros, mas não suficiente para dissipar a sensação de que por melhor que fosse a escrita, ela não é nada se não acompanhada por altas doses de paixão, algo que faltou no livro.

Não posso viver deste jeito. Não posso viver sem saber como termina.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
3280 pessoas visitaram
Publicado em 27/10/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!