Essa nova coluna, similar aos lançamentos da semana no exterior, vai focar principalmente no que está saindo lá fora e está sendo muito aguardado por leitores gringos.

Obviamente, um dos lançamentos mais comentados é o novo livro de Rick Riordan, A Espada do Verão – Magnus Chase e Os Deuses de Asgard, que dessa vez focará em mitologia nórdica. Para a alegria geral, o livro teve lançamento simultâneo no Brasil pela Intrínseca;

A vida de Magnus Chase nunca foi fácil. Desde a morte da mãe em um acidente misterioso, ele tem vivido nas ruas de Boston, usando de muito jogo de cintura para sobreviver e ficar fora das vistas de policiais e assistentes sociais. Até que um dia ele reencontra tio Randolph – um homem que ele mal conhece e de quem a mãe o mandara manter distância. Randolph é perigoso, mas revela um segredo improvável: Magnus é filho de um deus nórdico.
As lendas vikings são reais. Os deuses de Asgard estão se preparando para a guerra. Trolls, gigantes e outros monstros horripilantes estão se unindo para o Ragnarök, o Juízo Final. Para impedir o fim do mundo Magnus deve empreender uma importante jornada até encontrar uma poderosa arma perdida há mais de mil anos.
Quando um ataque de gigantes do fogo o força a escolher entre a própria segurança e a vida de centenas de inocentes, Magnus toma uma decisão fatal.
Às vezes é necessário morrer para começar uma nova vida…
Com personagens já conhecidos do público, como Annabeth Chase, prima de Magnus, e deuses como Thor e Loki, Rick nos apresenta mais uma aventura surpreendente, repleta de ação e humor.

Outro lançamento é o terceiro livro de Cormoran Strike, série escrita por Robert Galbraith, pseudônimo de J.K. Rowling. Os direitos de adaptação adquiridos pela BBC One TV, e Rowling já confirmou que serão um total de sete livros;

Quando um misterioso pacote é entregue a Robin Ellacott, ela fica horrorizada ao descobrir que ele contém a perna decepada de uma mulher. O seu chefe, o detetive particular Cormoran Strike, não se surpreende, mas fica preocupado. Há quatro pessoas de seu passado que podem ser responsável por esse ato – e Strike sabe que qualquer um deles é capaz de brutalidades indizíveis.

Com a polícia focando em um suspeito que Strike tem cada vez mais certeza que não é o autor do crime, ele e Robin vão precisar investigar o crime por si mesmos, e aprofundar os mundos escuros e torcidos dos outros três homens. Mas, como mais atos terríveis começam a ocorrer, o tempo começa a esgotar para os dois …

Carry On é o novo livro de Rainbow Rowell, um spin-off de seu livro Fangirl. A ideia do livro é dar vida a fanfic homônima criada pela protagonista de Fangirl, Cath;

Simon Snow só quer relaxar e desfrutar de seu último ano na Escola Watford Magicks, mas ninguém vai deixar isso acontecer. Sua namorada terminou com ele, seu melhor amigo é uma praga e seu mentor segue tratando de se esconder nas montanhas, onde talvez ele estará a salvo. Simon nem sequer pode desfrutar do feito de que seu companheiro de quarto e há muito tempo nemesis está desaparecido e não pode deixar de se preocupar pelo malvado garoto. Para piorar, há fantasmas. E vampiros. E coisas reais e ruins tratando de acabar com Simon. Quando você é o mago mais poderoso que o mundo já conheceu, você nunca pode parar para relaxar e desfrutar. Carry On é uma história sobre fantasmas, amor, mistério e dramas. Somente tem um pouco mais de beijos e dialogos do que se pode esperar de uma história de Rainbow Rowell– mas com muito, muito mais monstros.

O primeiro livro de The Young Elites, nova série de Marie Lu, ainda não saiu no Brasil, mas essa é uma trilogia para ficar de olho. A autora já ganhou muitos fãs com sua série Legend, mas aparentemente seu novo projeto não deixa nada a desejar. A história ocorre em um mundo onde a magia é nova, caótica e mal compreendida, e três rivais com habilidades sobrenaturais brigam pelo poder. Nesse mês o segundo livro, The Rose Society, foi publicado no exterior. No Brasil, o lançamento fica por conta da Rocco.;

Sinopse do primeiro livro:

“Alguns nos odeiam, acreditam que criminosos como nós devem ir à forca. Alguns nos temem, acreditam que demônios como nós devem arder na fogueira. Algum nos adoram, acreditam que somos os filhos divinos de deuses. Mas todos nos conhecem.”

Adelina Amouteru é uma sobrevivente da praga de sangue: marcada por uma cicatriz, cabelo e cílios brancos como a neve. Exilada por sua família, Adelina finalmente encontrou um lugar a pertencer dentro da sociedade secreta dos Young Elites. Para alguns, eles são heróis, estão aqui para salvar inocentes de situações desesperadoras. Mas para a Inquisição, os soldades de branco de Kenetta, eles são monstros com poderes demoniacos que devem ser levados à justiça. Enquantro Adelina aprende mais sobre esse perigoso mundo onde a política e a magia se chocam, logo ela se dá conta que seus próprios poderes podem provocar uma era de pânico que o mundo jamais viu.

Outra série para ficar de olho é Snow Like Ashes. Apesar da trilogia ser a estreia de Sara Raasch no mundo editorial, seu primeiro livro foi um sucesso de vendas e o segundo, Ice Like Fire, um dos lançamentos mais aguardados do ano! A história promete ser uma fantasia maravilhosa sobre lealdade, amor e encontrar o próprio destino, com a protagonista sendo descrita como “uma garota com o coração partido. Uma guerreira forte. Uma heroína em fabricação.” EU QUERO! Mas até o momento nada de editora no Brasil para esse livro (que eu saiba);

Sinopse do primeiro livro:

Uma garota com o coração partido. Uma guerreira forte. Uma heroína em fabricação.

Dezesseis anos atrás o Reino de Inverno foi conquistado e seus cidadãos foram escravizados, os deixando sem magia e monarquia. Agora, a única esperança de liberdade dos Winterians são os oito sobreviventes que conseguiram escapar, e que estão esperando pela a oportunidade para roubar de volta a magia de Winter e reconstruir o reino novamente.

Uma criança órfã durante a derrota de Winter, Meira viveu toda a sua vida como uma refugiada, criada pelo general Winterian, treinada para ser uma guerreira – e desesperadamente apaixonada por seu melhor amigo, e futuro rei, Mather – ela faria qualquer coisa para ajudar seu reino ter o poder de novo.

Então quando olheiros descobrem a localização do medalhão antigo que pode restaurar a magia de Winter, Meira decide ir atrás dele por si só. Finalmente, ela está escalando torres, lutando contra soldados inimigos, e servindo ao seu reino assim como ela sonhava em fazer. Mas a missão não sai como o planejado, e Meira logo se vê jogada em um mundo de magia maldosa e política perigosas – e finalmente chega a perceber que o seu destino não é e nunca foi seu próprio.

A estreia de Sara Raasch é um conto ultra-rápido cheio de fantasia e sobre a lealdade, amor e encontrar o seu próprio destino.

The Illuminae Files é uma nova série escrita por dois autores de sucesso, Amie Kaufman e Jay Kristoff. O mais engraçado é que a escrita dos dois não são nada similares e isso deu super certo, é de longe um dos melhores livros de outubro, ultrapassando a marca de 700 resenhas no Goodreads e sendo classificado com 4.24 estrelas. Tá bom ou quer mais?! Parece que ainda não há editora no Brasil, mas o Grupo Penguim Random House adquiriu os direitos para Portugal e é bem possível que seus selos Seguinte ou Suma de Letras se encaixem no perfil para publicar esse livro que tem tudo para ser maravilhoso;

O ano é 2575, e Kady, uma adolescente que pensava que terminar com o seu namorado – Ezra -, acreditava que a coisa mais difícil que teria de fazer naquela manhã seria terminar um namoro. Nesse mesmo dia, horas depois o planeta onde vive é invadido. Como se isso não bastasse, uma praga mortal ameaça a população, e Kady é jogada em um mundo de segredos para descobrir a verdade, sabendo que a única pessoa que realmente pode ajudá-la é o seu ex-namorado, aquele mesmo que ela prometeu ignorar pelo resto de sua vida.

Nuts é outro que vem chamando a atenção. A autora, Alice Clayton, bombou após publicar uma fanfic, Wallbanger, que foi bem mal aproveitada no Brasil, diferente de sua outra série, Redhead. Já sua nova série, Hudson Valley, promete ser a autora em seu melhor, com muito bom humor e, claro, uma narrativa sexy;

Depois de ter perdido quase todos os clientes em um acidente, a chef hollywoodiana Roxie Callahan recebe uma ligação de sua mãe avoada, dizendo que precisa da filha para organizar um jantar em família em Nova Iorque.

Uma vez que ela está de volta em Hudson Valley, Leo, o fazendeiro orgânico local, entrega a Roxie um belo monte de nozes e logo faíscas – e roupas – começam a voar. Leo acredita que tudo que vale a pena fazer, é feito devagar… e como!

Mas Roxie irá permanacer em Nova Iorque, ou será que a tentação pela atrativa Costa Oeste irá convencê-la a voltar para Tinseltown?

Pretending to Dance é um romance de volume único escrito por Diane Chamberlain, uma autora que ganhou a lista de mais vendidos com seus romances dramáticos. Dessa vez a história girará em torno de uma mulher que quer seguir em frente ao adotar um bebe, mas isso mostra-se uma tarefa complicada com tantos segredos que vem acumulando durante os últimos anos. A Arqueiro publica seus livros no Brasil;

Molly Arnette é muito boa em guardar segredos. Ela mora em San Diego com um marido que ama, e eles estão tentando adotar um bebê porque eles não podem ter um. Mas o processo de adoção traz a tona muitas questões sobre o passado de Molly e sua família – a família que ela deixou para trás em Carolina do Norte vinte anos atrás. A mãe que ela disse estar morta mas que está muito viva. O pai que ela amava mas que cuja morte a fez fugir da pequena comunidade de Morrison’s Ridge. Sua própria mãe biológica cuja presença misteriosa na família criou tantos problemas que veio a tona. O verão de vinte anos atrás mudou tudo para Molly e conforme o passado se junta a história do presente, Molly descobre que aprendeu a mentir na família que a ensinou sobre fingir. Se ela descobrir a verdade sobre a morte do seu querido pai, ela conseguirá encontrar paz no presente e conseguir a vida que ela sempre quis?

Por fim, há o lançamento do novo livro de R.K. Lilley, uma autora que me conquistou com sua série Up in the Air, e Love is War promete ser ainda melhor! E como a voz do povo é a voz de Deus, Breaking Him já está com uma pontuação de 4.36 estrelas no GoodReads;

SCARLETT
Era o tipo de relacionamento onde eu investi mais do que tinha.
Eu lhe dei tudo.
E quando não deu certo, eu me perdi.
Isso me mudou.
Ele me mudou.
Eu fui para baixo junto com o navio.
Minha alma, brasas queimadas como consequência.
O fogo dele devastou tudo.
Ele me queimou.
Me quebrou.

Scarlett sempre sonhou grande. Ela iria diretamente para Hollywood. Destinada para a grandeza das telas.
Mas em seus sonhos mais loucos ela nunca imaginou que ficaria sem dinheiro e solteira aos vinte e oito anos, distribuindo bebidas a trinta e cinco mil pés de altura.
Ela era uma garçonete fabulosa nos céus.
Se passaram anos desde que ela o viu pela última vez.
Mas um dia, lá estava ele, olhando fixamente para ela, pronto para colocar tudo em chamas novamente.
Dante a queria. Novamente.
Claro, ela pode jogar… mas dessa vez, foi a vez dele.
Ela estava partindo-o.
Depois de tudo, amor é guerra.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
3110 pessoas visitaram
Publicado em 29/10/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Cris Souza disse:

    A sinopse do livro “Breakinh Him” da R. K. Lilley parece bem promissora e eu gostei muito da série “Up in The air”, mas infelizmente o problema é o tempo que vai levar pra chegar no Brasil, se é que vai…

    1. Gabrielle disse:

      “Up in The air” já tem editora no Brasil, pelo menos, mas também acho que demora para chegar ao Brasil, o ideal seria a Paralela publicar já que eles preferem publicar rapidamente

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!