Autora: Mila Wander
Editora: Essência
Páginas:
 510
Classificação:
3.5/5 estrelas

Sendo bem sincera, assim que comecei a ler esse livro achei a história muito parecida com um livro da Alice Clayton, mas o desenrolar de O Safado do 105 foi tomou outro caminho e trouxe uma história totalmente nova; vizinhos pra lá de quentes, momentos tristes e diálogos muito engraçados. Vem que o livro é quente!

O sucesso do Wattpad me pegou de jeito. Comecei a ler o livro (com mais de 500 páginas) a tarde e só consegui parar quando finalmente li a última página. Uma história simples, onde mostra o que uma família um tanto desestruturada pode fazer no crescimento e índole de uma pessoa.

No livro, somos apresentados a Raíssa Magalhães, uma jovem que finalmente conseguiu sair das saias da mãe e decidiu começar uma vida adulta. Sozinha, em uma casa nova e com um emprego dos ‘sonhos’. Ao se mudar para a sua nova casa, ela conhece o seu vizinho: Um cara gostoso, safado, gostoso demais, inteligente, gostoso e o que posso dizer mais… MUITO GOSTOSO!

Os dois tem aquele encontro de molhar calcinhas, ele de cueca, ela arrumando as coisas e aqueles olhares que WOW! E já que ela dá de cara com tamanha belezura, ela decide não saber o nome do rapaz e o apelida de ‘Calvin’, como a cueca que ele está usando.

Meu queixo caiu. E caiu mais ainda, acho que a minha língua se apoiou no chão de madeira da minha varanda, quando o sujeito se virou de frente pra mim, depois que as garotas foram embora, mostrando uma protuberância protegida pela cueca. Foi só isso que consegui visualizar. Juro. Não consegui tirar os meus olhos daquele belo volume.

A relação dos dois começou naquele jogo, flertes, conversas aleatórias, uma amizade interessante, mas com o desejo latente, capaz de todo o universo sentir o tesão existente entre os personagens, e a Mila acertou bem na dose. Mas até as vias de fato, o gostosão pegou várias, se mostrou diversas vezes como se tivesse um cérebro do tamanho de uma ervilha e em outros momentos declamava Clarice Lispector para a sua nova vizinha.

Fechei os olho, sentindo-me embalada pelas palavras. Sinceramente, não me passou pela cabeça o que aquele homem estava tentando fazer comigo – e, pelo visto, estava conseguindo atingir seu objetivo em cheio, fosse ele qual fosse. Não parei pra racionar, e talvez tenha sido o meu maior erro.
– São violetas? – Dã. Pergunta mais idiota impossível.
– Uhum.
– E as palavras?
– Dona Lispector.

A primeira vez dos dois foi surpreendente. Liguem os ventiladores pois vocês vão precisar. Mas aí começam as complicações. Já perceberam que com sexo tudo se complica? E Mila Wander trouxe Calvin e Raíssa as inseguranças da vida. Ele com o clichê Não sou bom pra você e ela com Eu confio em você. A tentativa de mudar o personagem foi se tornando o ponto principal do livro, até que Calvin começa a mostrar um pouco do inferno que mora em si.

– Toda vez que gozar para mim, quero que seja na minha presença – sussurrou. Esticou os braços até alcançar os meus seios. Apertou-os com força e puxou as pontas, arrebitando-as. – É covardia fazer isso sem mim. – Levantou-se até ficar de joelhos na cama. Seus dedos alisaram a própria ereção, e então voltou a sorrir. – Meu pau te quer muito, mas a minha boca é incansável, Raíssa.

Depois de um trauma na família, Raíssa começa a reavaliar sua ‘pseudo-relação’ com o seu ‘safado do 105’. É claro que Calvin aprontou, era o que a gente já esperava dele, mas acho que até mesmo a mocinha exagerou nas exigências. A relação dos dois muda, deixam de ser parceiros de cama e vizinhos para amigos e vizinhos.

A coisa muda de figura novamente, muito drama, uma amiga recalcada, uma prima invejosa, os sentimentos a flor da pele. Vira uma quizomba daquelas. E nessa parte eu fiquei um pouco cansada, acho que a autora se perdeu um pouco, mas então veio a redenção dela ao trazer ele como locutor em alguns capítulos. Foi delicioso ver a mente perturbada do rapaz. Já digo logo que ele não tem nada de Grey, só foi um menino que perdeu todos que amava muito cedo.

– Eu preciso de você. Eu te amo. – Colocou os pontos finais nos lugares certos de cada frase. – Eu te amo, Raíssa…’Já era amor antes de ser’.

A história te envolve, te deixa louco pra saber o que vai acontecer no final, mas tudo é muito clichê como toda história de amor. Eu entendi o motivo do sucesso dos livros, finalmente temos uma mocinha e um ‘gostosão’ normais. Como pessoas que você encontra na rua. Sem nenhum grande super poder ou uma conta bancária exorbitante. Um livro leve, sobre amadurecer e não deixar o ‘conformismo’ fazer parte da sua vida. Primeiro livro da Mila Wander que eu leio e já estou ansiosa pelos próximos.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
4199 pessoas visitaram
Publicado em 10/07/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Daniele disse:

    Admito não sou exatamente fã de livros brasileiros, acredito que sempre acabo esperando de mais deles e por isso sempre acabo decepcionada, mas ultimamente tenho dado uma chance a eles e sua resenha me convenceu a dar uma chance ao Safado do 105!
    E, aliás, amei sua resenha! 🙂

  2. Hanna disse:

    Eu já havia lido o livro antes de ler a sua resenha e foi muito engraçado. Eu também comecei o livro e só sosseguei depois de terminá-lo (o que me deixou com um pouco de dor na consciência, às vezes a fome de saber o que vai acontecer pode fazer alguns detalhes passarem batidos). Eu também gostei muito por não se passar em um ambiente de glamour e riqueza, o cara a impressiona apenas com os atributos físicos.
    Eu até achei que a autora não entraria nos clichês, principalmente o “confio em você” e o “eu posso fazer o cara mudar”. Eu esperava que a Raíssa fosse mais autoconfiante e realista. Mas, também tenho que concordar que a maioria quer ver esses casos, ao menos, realizados na ficção. Romantismo ainda continua em alta.As citações de Clarice Lispector na trama foram bem realizadas e as cenas de sexo melhor ainda.
    De todos os livros do gênero, até o momento, este é o meu favorito.

  3. Thaise Jacobs disse:

    Eu comecei esse livro no wattpad e a primeira vez deles foi um estrondo, nunca li nada mais emocionante e sexy hahahahaha Mas,como lançou o livro físico e saiu do wattpad eu não tive a chance de continuar a leitura, ainda… Eu gostei de como a historia estava sendo contada e fiquei contente de ver que ela não era a pobre moça inocente nem ele o cara perfeito e perfeitamente rico. Contou vários pontos.

    Bjs

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!