Infinity Lost (The Infinity Trilogy #1), de S. Harrison

Lançamento: 1 de novembro
Comentário: Achei a sinopse bem interessante e fiquei curiosa para ler o primeiro livro da autora.

Em um future próximo, uma corporação, Blackstone Technologies, mudou o futuro: sem desastres, sem pobreza e a vida repleta de tecnologia. A Blackstone tem a impunidade para destruir – ou criar – como ela achar melhor.

Infinity “Finn” Blackstone é a filha de dezessete anos do gerente Blackstone — mas ela nunca o conheceu. Quando sonhos perturbadores sobre um passado que ela não se lembra começa atormenta-la, Finn sabe que apenas uma pessoa pode dar a ela as respostas: seu pai.

Depois de Finn e um grupo de elite são convidados para o secreto HQ da Blackstone, Finn percebe que ela pode ter uma chance de confrontar seu pai. Mas quando uma empresa sofisticada Al, se transforma em uma máquina de matar, a viagem se transforma em caos. Presa dentro de paredes que mudam de forma, Finn e seus amigos estão à mercê de um sabe-tudo que destruirá tudo para pegá-la.

Sem esperança de ajuda, os sonhos-lembranças de Finn, podem ser a única chance de sobrevivência. Mas ela vai se lembrar a tempo de salvar a sua vida e a daqueles próximos a ela?

Here & There Paperback de Joshua V. Scher

Lançamento: 1 de novembro
Comentário: Está aí uma boa escolha para quem gosta de suspense. Como eu não gosto muito do gênero, passarei longe.

Era pra ser uma simples prova de conceito. A física era audível. Mais de cem experimentos de teletransporte foram executados com sucesso…

Os debates crescem a respeito de se o desastre dos Testes Reidier aconteceu devido a um erro humano, conspiração do governo, ou sabotagem. Ninguém sabe a verdade. Mas Escondido dos olhos públicos, há um relatório do governo feito pela psicóloga penal, Dr. Hilary Kahn, narrando os acontecimentos.

A Dr. Kahn desapareceu sem vestígios.

Agora o filho dela, Danny, desenterrou e revelou o relatório, alimentando a controvérsia sobre os detalhes dos Testes de Reidier para refugir o tecido da realidade e manter sua família unida. Com poucas chances de encontrar sua mãe, Danny cai na clandestinidade para investigar. Mas nada pode prepará-lo para o que ele vai descobrir.

Nessa saga repleta de suspense, uma façanha demolidora pode alterar o future da humanidade com entrelaçamento quântico e teletransporte.

End of Day (Jack & Jill #1), de Jewel E. Ann

Lançamento: agosto
Comentário: Até agora não consigo entender como esse livro faz parte de uma série. Nem sei como é um livro. Realmente não gostei da sinopse e achei bem estranha.

Terra a Terra, cinzas as cinzas, pó ao pó; na esperança da ressurreição para a vida eterna.

Quatro caixões. Dois corpos.

Jessica e Jude Day testemunham seus funerais e ficam a alguma distância de seus parentes e familiares. Despojadas da única vida que conhecem, as Days dão adeus a São Francisco para sempre.

Quatro meses depois, dois desajustados de trinta anos com habilidades de autodefesa e inclinados a álcool, sexo e problemas chegam como um terremoto em Peaceful Woods, uma comunidade de aposentados em Omaha, Nebraska, que prospera em regras e fofocas. Bem vindos ao lar, Jackson e Jillian Knight.

Jackson celebra o seu novo começo por abraçar seu emprego e limpar o cavaleiro com um juramento temporário. Mas o passado de Jillian marcam a sua alma – a morte, insanidade, Dr. Luke Jones, e a necessidade de fazer os seus amantes sangrarem. Sua chance de redenção chega à forma de um vizinho, o Sargento Monaghan. Ele é sexy, perigosamente sedutor e cheio de problemas emocionais de anos de serviço. Ele também é tão mal humorado.

A missão deles é simples: Deixar pra lá, começar de novo e não matar ninguém, e orar para que ninguém acorde morto.

Lament for the Afterlife de Lisa L. Hannett

Lançamento: 6 de agosto
Comentário: Outro que também não me interessei e achei sem sentido. Lisa L. Hannett não é muito conhecida, mas, quem sabe ela acaba nos surpreendendo.

Um romance mosaico ambientado no mesmo mundo que The Good Window, uma história publicada em 2009.

Ninguém sabe quando a guerra contra os Cinzas começou. Há teorias, especulações, mas as únicas certezas são os ataques aéreos, abduções, e explosões. Assaltos não acabam, rápidos e letais; discrição insuperável do inimigo. Sussurros circularam por séculos, pensamentos passam pela cabeça de todos, claros para todos. Onde estão os Cinzas? Quando eles vão atacar? Como você pode lutar contra algo que não pode ver? E secretamente cheios de medo: Os Cinzas são mesmo reais?  Lament for the Afterlife segue um homem conforme ele negocia o território hostil de vida depois do combate. Peytr Borysson vem de uma longa linha de soldados, mas não nasceu para lutar. Seu vento é melhor em poesia do que em balas. Mesmo assim, qiando tinha dezesseis anos, ele seguiu os garotos em uma batalha – e nunca mais deixou-a. Entrelaçando a luta de Peytr com aqueles de sua família, Lament for the Afterlife leva os leitores para a frente e muito além, contando uma história de pessoas normais persistindo em circunstâncias extraordinárias. Um romance sobre a sobrevivência humana culpa, e o poder devastador da memória, Lament for the Afterlife examina as distâncias físicas e psicológicas que viajamos quando nossas crenças são ameaçadas – ou guardadas muito firmes.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1380 pessoas visitaram
Publicado em 17/07/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!