Autora: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
Páginas:
 256
Classificação:
 5/5 estrelas

Objetos Cortantes conta a história Camille Preaker, que é repórter de um jornal sem prestígio em Chicago e recebe a incumbência de voltar a sua cidade natal para cobrir o caso de meninas que foram sequestradas e depois assassinadas. Assim, Camille vê-se obrigada a voltar a conviver com sua família problemática, formada por uma mãe neurótica que nunca se importou com ela, um padrasto indiferente e uma meia-irmã que é praticamente uma desconhecida. E quanto mais se envolve nas investigações, Camille vai descobrindo os segredos macabros que envolve a sua família e a cidade.

Esse é o primeiro livro de Gillian Flynn, a autora do genial Garota Exemplar, que foi um dos melhores livros que eu li em 2014 e um verdadeiro favorito. No entanto, eu não esperava muita coisa desse livro, já que geralmente o primeiro nunca é sempre tão bom, afinal o autor ainda está desenvolvendo a escrita e descobrindo qual será o seu estilo. E foi grande e prazerosa a minha surpresa ao descobrir que estava redondamente enganada, Gillian já mostra para o que ela veio, criando uma história macabra e perturbadora com um narrativa eletrizante que não vai te deixar soltar o livro até terminar.

O livro é curto, mas a autora sabe desenvolver a trama como ninguém, todos os seus personagens são bem desenvolvidos e o enredo parece criar vida a cada página ao ponto de fazer você segurar o fôlego em cada momento de tensão, além de deixar louco para conseguir descobrir quais são os segredos ocultos em Wind Gap — quem diria que uma cidade tão pequena poderia esconder tantos segredos sórdidos.

As personagens femininas de Gillian são um show a parte, cada uma delas mais complexa que a outra e nenhuma delas parecidas com o tipo de protagonistas femininas que vemos povoar a literatura. Suas mulheres podem ser cruéis e problemáticas, mas elas são tão diversificadas que é difícil não despertar alguma emoção ao leitor,  não importa se é ódio ou amor.

No entanto devo dizer que essa não é uma trama para um leitor fraco de estômago, algumas partes são muito pesadas e a autora não esconde até que ponto pode chegar a sordidez humana. Como já sabemos,  Flynn ama chocar o leitor e isso é nítido na trama, sendo que os fatos se tornam cada vez mais perturbadores com o aprofundamento do enredo e em alguns momentos a leitura chegou ao ponto do desconfortável, foi impossível não ficar enojada com os relatos de algumas situações.

Assim, devo dizer que Objetos Cortantes é um livro difícil de esquecer e que deve ser lido por quem gosta de uma história policial diferente e, claro, altamente recomendado para quem já gostou dos trabalhos de Gillian Flynn e quer mais um gosto da escrita dessa brilhante autora.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1233 pessoas visitaram
Publicado em 28/04/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!