A Roda do Tempo, de Robert Jordan, é uma das séries de fantasia mais famosas de todos os tempos, e quando um possível piloto vem a tona envolvendo a mesma teoricamente espera-se um rebuliço enorme, certo? Bem, não nesse caso.

Para resumir, o piloto “Winter Dragon” foi ao ar há alguns dias pela FXX, o que gerou um mal estar entre fãs, produtores e outras empresas envolvidas no trabalho. Aparentemente, tudo não passou de um esforço da Red Eagle Entertainment para continuar detentora dos direitos de adaptação da obra. Como qualquer contrato, há um tempo hábil para que algo seja produzido e extinguido esse tempo os direitos voltam a estar disponíveis.

O fato de que o piloto foi ao ar no meio da noite como programação paga não significa que não há planos maiores para uma série de Wheel of Time“, disse Rick Selvage, CEO da Red Eagle Entertainment. “Acreditamos que há uma grande procura por séries televisivas a nível internacional e estamos ansiosos para produzi-la e colocá-la no mercado.”

O piloto em tese deveria ser um prólogo para Olho do Mundo, primeiro livro da série. Selvage também comentou sobre a possibilidade de um filme, que foi considerada mas logo perdeu força pela imensidão do mundo criado por Robert Jordan. “Isso não significa que não vamos fazer um filme em algum momento no futuro,” acrescentou Selvage. “Mas, no momento, o projeto está voltado para tornar-se uma série de tv.”

Em contrapartida, temos uma nota da Bandersnatch sobre todo o caso.

Essa manhã trouxe notícias surpreendentes. Um “piloto” da série Wheel of Time, um “piloto” chamado Winter Dragon, foi ao ar às 1:30 da manhã, horário da Costa Leste, pela Fxx TV.

Ele foi feito sem meu conhecimento ou cooperação. Eu nunca vi o roteiro. Ninguém associado ao Bandersnatch Group […] estava ciente disso.

Bandersnatch tem um contrato com a Universal Pictures que concede os direitos de televisão para eles até esta quarta-feira, 11 de fevereiro — é a data em que os direitos regressam para a Bandersnatch.

Eu não vi qualquer menção a Universal no “piloto”. Também não, repito, foi a Bandersnatch, ou Robert Jordan, informados sobre isso de alguma forma.

Estou pasma com o que ocorreu, e tomando medidas para que não aconteça novamente.

Harriet P McDougal
Presidente e CEO
Bandersnatch Group, Inc.

O que acham? Alguma chance de uma adaptação sair ainda essa década?

Frequentemente citado pela crítica especializada como sucessor de J. R. R. Tolkien (O senhor dos anéis), Robert Jordan, pseudônimo do americano James Oliver Rigney Jr., começou a escrever em 1984 o primeiro volume da série, lançado em 1990, porém faleceu enquanto ainda trabalhava no 12º livro, em 2007, aos 58 anos. A saga foi concluída por Brandon Sanderson com o lançamento de A Memory of Lightem janeiro de 2013.

A Intrínseca publica a série no Brasil.

A Roda do Tempo gira e Eras vêm e vão, deixando memórias que se tornam lendas. Lenda desvanece para mito, e até mesmo mitos são esquecidos quando a Era que deu a início a ele volta novamente. Na Terceira Era, uma Era de Profecia, o Mundo e o Tempo se penduram na balança, O que era, o que será e o que é, pode cair sob a Sombra.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1450 pessoas visitaram
Publicado em 12/02/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!