Autor: Gregório Duvivier
Editora: Companhia das Letras
Páginas:
 208
Classificação:
 3/5 estrelas

Gregório Duvivier é um dos nomes mais comentados tanto na mídia por seus trabalhos no canal Porta dos Fundos como no mercado editorial com a publicação de suas crônicas na Folha de São Paulo. Segundo o autor, Put Some Farofa ganhou esse título devido a uma de suas crônicas que cria uma conversa imaginária entre um brasileiro com um gringo visitando o Brasil durante a copa, e rapidamente se tornou um viral de internet.

Abrir mão do direito de ser detestável: nada mais adorável.

Mas em um vídeo com o autor, ele também diz que o título não veio somente desta crônica, mas que justamente essa mistura gostosa de vários textos em um só livro , como crônicas, esquetes, roteiros e monólogos, também tem grande peso na escolha do título. Ou seja, não espere uma história linear com começo, meio e fim.

Para quem nunca ouviu falar do Gregório ou caso ainda — de alguma maneira muito estranha — não tenha percebido que o autor é comediante, faz do humor sua profissão, aqui neste livro essa sua característica toma força e, não importa qual o tipo do texto, o humor está sempre presente. Seu estilo humorístico não precisa piada escancarada uma piada para fazer o leitor rir, mas aquilo que está subentendido entre as palavras é o que realmente te diverte.

Outro ponto bastante importante é que o autor usa do sarcasmo para mostrar situações cotidianas e como muitas vezes somos hipócritas, então ele reverte a situação e nos mostra como nossas ações beiram a algo estúpido. Então, usando do humor, o autor nos leva a reflexão com seus textos, algo que gosto e admiro.

Acontece que o grande-amor-da-vida dele não era o grande-amor-da-vida dela, e ela nem acreditava nessa história de amor-da-vida nem em filmes de amor.

O que pode incomodar é esperar desse livro algo politicamente correto, porque ele não é. O autor é ateu e não assume lados políticos, então tudo está na mira do seu humor — que muitas vezes se torna negro. Então há sim a possibilidade de achar alguns textos ofensivos caso a crítica mire exatamente naquilo que você acredita. Então só posso indicar que você leia de mente aberta e apenas aproveite os textos e relaxe, dê risadas!

Em contrapartida, há os roteiros, que mais uma vez me ganharam — assistia o Porta dos Fundos e alguns desses roteiros eu já havia visto por lá, mas alguns eram inéditos –, e fui levado a situações inusitadas e fora do comum, mas que ainda assim me identifiquei, e para colocar a cereja no bolo a escrita do autor é marcante, leve e até um tanto lírica. Com seu senso de humor nas entrelinhas ou piadas descaradamente ácidas, Gregório Duvivier ganha o público pelas risadas, mas ainda surpreende com esse novo livro e dar um passo a frente e usar o humor como ferramenta para algo maior. Put Some Farofa pode até ser um livro para se fazer rir, mas também  para se pensar.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1526 pessoas visitaram
Publicado em 12/02/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!