Autora:  J. C. Reed
Editora: Única
Páginas: 
288
Classificação:
2/5 estrelas

Sempre senti vontade de ler os romances de J.C. Reed pelo sucesso que a autora faz lá fora. Seus livros recebem sempre notas altíssimas e ela vende como água, mas se todos seguirem a linha de Devoção já posso dizer desde já que não vou adiante com seus livros, se eu ler mais um será um milagre.

Do que você tem medo?

A história é típica, há uma protagonista, Brooke, que se diz forte e sem tempo para o amor, completamente focada em sua carreira em ascensão. E então temos o bilionário maravilhoso que faz qualquer mulher tirar a calcinha, Jett, e é claro que ele seria o cara que colocaria todas as crenças de Brooke em jogo e estremeceria seu coração.

Se você leu algum erótico essa minha pequena introdução pode te trazer uma sensação de familiaridade, 70% dos livros do gênero tem essa pegada, mas alguns se destacam, a escrita do autor transforma todo um clichê em algo singular e você só quer mais. Pois é, não é o caso desse livro.

Começamos a história com mais uma mocinha que tem problemas em seu passado; Brooke é ressentida e não quer se apaixonar e aí reside sua fortaleza, mas descrever uma personagem forte e diferente nem sempre significa que a personagem realmente será assim. J. C. Reed na verdade apresenta uma personagem pedante, preconceituosa e muito chata. Para ilustrar melhor, assim que encontra Jett, Brooke o descreve como um caipira arrogante e trata-o de forma mesquinha, e alguns capítulos adiante descobre-se que o cara é podre de rico. O que acontece então? Um laço se forma, viva o amor a primeira vista! É duro dizer tudo isso? Pode até ser, mas nem sequer mencionei os trechos onde Brooke aceita calada a humilhação e é submissa ao ponto do ridículo, atitudes que não se encaixam na descrição que a autora tentou forçar na personagem.

“Você está brincando com fogo, Brooke.”

“Você prometeu fogo. Eu não me importo com um pouco de dor.”

E não para por aí, Jett também não se salva. Não há química entre eles, mesmo com todo o pacote de homem perfeito, rico e de sorriso perfeito, a imagem desse homem não se forma e o laço entre leitor e personagem novamente se perde, assim como minha vontade de continuar a leitura.

Sou uma cética no amor, é verdade, mas posso fazer listas de livros que me fizeram suspirar, mas Devoção, a cada página, me instigava, no máximo, a jogar o livro longe e passar para o próximo. Tudo foi tratado de forma superficial, uma tal de conexão se formou entre dois desconhecidos, em 3 a 5 dias Jett curou as feridas do coração de Brooke e basicamente é nisso onde se apoia o romance até que a trama se desenvolva para os segredos sombrios que Jett esconde e que vai colocar o amor entre eles a prova — e esse foi o ponto alto da história, sem dúvidas.

No fundo, só posso ver esse livro como a junção de pequenos detalhes que podem definir um bom livro, mas foram jogados na história sem que a autora trabalhasse para formar uma harmonia que unisse tudo e o moldasse para atingir tal objetivo. E apesar de Devoção ser um livro bem querido por alguns, meus sentimentos para com ele são bem diferentes, não senti o clima, muito menos minha imaginação foi atiçada. Foi duro seguir adiante e me sinto vitoriosa por ter terminado.

Meu coração iria se curar.  Talvez um dia encontrasse alguém que me provasse que de fato me amava. Alguém que me segurasse em vez de me deixar cair.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
3682 pessoas visitaram
Publicado em 25/02/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Mariana Azevedo disse:

    Olha.. nunca li uma resenha tão verdadeira..
    Eu li o primeiro me arrastando.. o segundo tbm.. o terceiro ta lá parado esperando que eu comece a lê-lo ahaauahauahaua achei que seria bem melhor.. ma fazer o que.

  2. Alice disse:

    Oi, adorei sua resenha. Estou tão cansada deste “amor a primeira vista” de todos os livros e de sempre o cara ser um jovem bilionário. Fala sério!!!
    Fiquei curiosa mesmo em saber os livros que faz você suspirar, kkkk

    1. Gabrielle disse:

      HAHAHAHAH o mais recente foram os livros de Kate Daniels, ai me abana que tô apaixonada hahahahah

  3. Paula Rafaela disse:

    Oii, você descreveu tudo o q eu acho desse livro nessa resenha! Quando me indicaram esse livro disseram q era muito bom, mas eu simplesmente odiei, achei o livro muito chato. Li esse livro me arrastando só pra terminar mesmo, e não tenho coragem de ler o segundo kkk..

    1. Gabrielle disse:

      Eu comecei até sabe ahahahah fui guerreira mas não fui adiante, não melhorou em nada UGHHHH

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!