Autor: Philip Pullman
Editora: Alfaguara
Páginas:
416
Classificação:
4/5 estrelas

Contos de Grimm Para Todas as Idades é uma coletânea de contos editada e comentada por Philip Pullman e reúne cinquenta contos, alguns bem famosos, como Rumpelstiltskin, Cinderella, João e Maria, e outros nem tanto. É um livro que tenta apresentar uma outra visão de histórias que foram apresentadas a nós, seja através da Disney, seja através dos livros, e agora, principalmente, através dos vários filmes e séries de tv que usam e abusam desses contos.

Trabalhe com o que tem nas mãos.

É claro que eu eu esperava mais uma adaptação desses contos já conhecidos e não uma junção de todos eles em um só lugar, afinal eu cresci ouvindo grande parte dessas histórias e acreditava já sabê-las nos mínimos detalhes; ledo engano, Pullman dessa vez surpreende não por criar uma fantasia completamente inesperada, mas sim ao nos fazer pensar em algo já antigo e como a história vai além de uma garota que perdeu um sapatinho ou jogou suas tranças do terraço de sua casa, como surgiu e algumas de suas versões.

Todo o engenho do autor se voltou para reescrever os contos de Grimm para um público mais atual e isso veio acompanhado de seus comentários sobre cada obra para que fosse possível o leitor reler com outros olhos essas histórias de uma forma mais profunda, perceber a verdadeira natureza, nem sempre algo muito bonito, vale destacar.

Cego no coração e arrasado no espírito, o príncipe foi embora.

E entre tantas histórias, é claro que algumas não acabam muito bem, ou parecem pouco desenvolvidos, e é aí que o autor se destaca novamente ao dizer sua própria versão ou como complementária os acontecimentos nos comentários e tornar tudo um tanto mais… sangrento, para não dizer interessante.

Basicamente, acredito que Contos de Grimm Para Todas as Idades é a união de velho com o novo, para todos os públicos e idades.

Por um lado, estou feliz por ter em mãos uma antologia que une cinquenta contos e estar munida para o resto de minha vida para contar histórias para as crianças que apareçam de visita, por outro lado também estou contente simples e puramente por conhecer clássicos que eu sequer sabia de sua existência — praticamente metade dos contos eu sequer conhecia. Foi uma experiência divertida perceber quão absurdos são alguns contos e nostálgico ler alguns outros.

 O conto de fadas é um perpétuo vir-a-ser e alterar-se. Conservar uma única versão ou uma única tradução é prender um pássaro na prisão.

Esse é um livro para quem sente falta de Pullman, mas também para pequetuxos que ainda nao caíram de amor pela leitura. Apesar de estar restringido aos comentários, seus comentários continuam tão ácidos e mágicos quanto antes.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1738 pessoas visitaram
Publicado em 23/01/2015
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!