Autora: Vi Keeland
Editora: Charme
Páginas:
 277
Classificação:
3.5/5 estrelas

O Destruidor de Corações é mais um livro envolvendo a febre de new adults protagonizadas por lutadores que iniciou-se com Travis Maddox, de Belo Desastre. Dessa vez, esse é o primeiro de uma série onde cada livro será protagonizado por casais diferentes e olha, confesso, eu gostei.

Você preencheu todas as rachaduras no meu coração e me fez melhor.

Narrado pelo ponto de vista de Elle e Nico, conhecemos duas pessoas que estão perturbadas pelo seu passado. Nico, em um trágico acidente, matou um garoto durante uma luta e desde então não voltou mais aos ringues. Já Elle acredita ter uma boa vida, o trabalho perfeito, um namorado que não pede muito além do que ela está disposta a dar. E tudo bem que sua vida seja chata, é disso que ela precisa e ela espera que continue assim…. até conhecer Nico “Destruidor de Corações” Hunter e perceber que está disposta a entrar em uma boa luta por esse cara e até mesmo a ter seu coração destruído por ele, como ocorreu com tantas outras garotas. Mas, para Nico, ela não será como as outras.

Nós dois sabemos que muito pode mudar em um único minuto. O curso de toda uma vida pode ser redirecionado, um homem pode escolher viver, um homem pode morrer inesperadamente. Nada é definitivo até que se dê o último suspiro.

Garota perturbada, garoto perturbado, um amor súbito, a lutar por ele, esses são ingredientes comuns do gênero, mas a grande diferença foi a química que rolou solta nas páginas desse livro. É realmente estranho Elle ser tão convicta em não se envolver em dramas para logo no primeiro encontro com Nico começar  a ter suas dúvidas, não posso classificar essa história como crível, mas a forma como um balança a vida do outro e todo o romance água com açúcar é algo que me deixou com um sorriso bobo por algumas horas.

E Nico é tão, tão, tão não Travis, não-bad-boy, o garoto certinho que cresceu em uma boa família, e é exatamente por isso que fica tão abalado após o acidente no ringue e isso também é um dos pontos altos da trama, o que tornou pelo menos esse personagem mais real. Aliás, o jeito como a autora narrou tudo o que envolvia MMA foi ótimo, eu conseguia ouvir a voz de Bruce Buffer (para quem não conhece, ele narra as lutas de MMA) cada vez que Vi Keeland se adentrava um pouco mais a esse mundo.

O Destruidor de Corações, em suma, superou as expectativas, tanto em relação ao livro quanto em relação a editora com sua diagramação, revisão e etc — há erros, mas na linha do comum. E o romance em si também pode não ser perfeito, mas Elle e Nico são perfeitos um para o outro, eles seguem em frente graças ao amor entre eles, e mesmo o drama não é rival para todo o humor que deixou toda a história mais leve. No fim, Nico era realmente um superman para Elle, e ele encontrou nela a supergirl que precisava para ser feliz.

“O que está a fim de comer? Eu entrego.”
“Você.”

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
5319 pessoas visitaram
Publicado em 17/12/2014
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!