Autora: Bella Andre
Editora: Novo Conceito
Páginas: 272
Classificação: 3/5 estrelas

O Jeito Que Me Olha inicia uma nova etapa da saga Os Sullivans. Dessa vez, Bella Andre vai escrever sobre o Clã de Seattle, a começar por Rafe e uma antiga amiga de infância.

Meu Deus, ele era lindo. Forte. Adorável. E um pouco ferido, como todo mundo.

Rafe, após construir uma sólida carreira como detetive particular, está cansado de todos os casos de traição que investigou e cético quanto a sua carreira e o amor verdadeiro, mas quando a casa onde sua família passou os verões é colocada a venda, sua irmã Mia acredita que lá é o lugar perfeito para ele tomar distância do trabalho e repensar em sua vida.

Brooke passou toda sua vida amando a casa do lago de seus avós e quando, em um trágico acidente, eles falecem, ela decide que é hora de mudar de vida e se mudar para o local onde sempre se sentiu em casa. Deixando seus pais e emprego para trás, ela se torna uma confeiteira e vende suas trufas por toda a cidade. Para ela, tudo está bem e correndo as mil maravilhas, parece não faltar nada, até que o passado chega a sua porta em forma de Rafe Sullivan.

E é aí que temos o choque de duas personalidades completamente diferentes. Rafe, após se tornar policial e depois detetive particular, perdeu a fé na humanidade, acredita que todos escondem algo e vão mentir se ele der a oportunidade, já Brooke se entrega demais, não vê malícia no mundo e tenta ser feliz com pequenas coisas, e esse casal é a receita perfeita para muito romance, um homem sombrio com uma garota cheia de vida é algo sempre bem vindo em livros do gênero, só que a autora decidiu não fazer muito esforço para criar uma trama que tornasse sua história algo inesquecível. Esse, meus queridos, é só mais um livro dos Sullivans, passável e escrito para trazer algumas boas horas de sossego e leitura para quem gosta de acompanhar a saga da família.

Pensei que pudesse curar Rafe. Pensei que pudesse amá-lo o bastante para fazer as trevas partirem. Mas e se eu não puder?

Creio que aí reside o grande problema nos livros de Bella Andre, aparentemente ela escreve para preencher lacunas, falar sobre a família, mas sem se aprofundar muito e evoluir sua escrita ao ponto de torná-los grandes romances, com algumas exceções, claro, mas se a cada cinco livros dos Sullivans, somente um é inesquecível, fico me perguntando até onde vai a paciência do leitor de acompanhar toda essa saga em vez de focar em outras que cumprem com o que prometem e realmente fazer o leitor respirar e viver o amor através das páginas.

Não me entendam mal, se você precisa ler algo breve, sem muita trama e um romance suave, esse é seu livro, mas se você quer um livro que te faça sentir algo mais profundo, O Jeito Que Me Olha não é sua melhor opção.

“Se as pessoas choram assim quando terminam casamento ruins, então tenho certeza que nunca vou querer ver como é quando o verdadeiro amor da errado.”
“Mas, se é amor verdadeiro, como pode dar errado?”

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
2584 pessoas visitaram
Publicado em 13/11/2014
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!