Autora: Alice Clayton
Editora: Benvirá
Páginas: 256
Classificação: 4/5 estrelas

Subindo pelas paredes — mais conhecido por Wallbanger – é mais uma fanfic de Twilight que deu certo e o sucesso foi tão grande que está conquistando o mundo, sem exageros. O que tem de tão diferente nesse livro? Bem, é um new adult que deixa de lado os dramas quase sempre presentes nos romances do gênero para tentar divertir o leitor. Se a autora consegue esse intento? Oh, você nem faz ideia do quanto.

Tum
– Ai, meu Deus.
Tum, Tum….

O livro é narrado por Caroline, uma mulher feliz com sua carreira, com amigas maravilhosas e um novo apartamento. Mas nem tudo são flores em sua vida. Depois de uma mal fadada transa, ter um orgasmo é um sonho distante.

Para piorar a situação, seu novo vizinho não a deixa dormir. Por várias noites seguidas, esse viciado em sexo vem espancando sua parede de uma forma que ela jamais ouviu falar. Após discutir com Simon Parker — vulgo Wallbanger para os íntimos –, a parede fina entre eles deixa a tensão cada vez maior. Talvez a solução dos problemas de Caroline esteja na casa ao lado. Talvez seja a hora de dar um fim a seca. E Wallbanger está mais do que disposto em dar uma mão.

De forma leve, Alice Clayton narra a história de um casal que nasceu para estarem juntos. Caroline, apesar de ter uma boa autoestima, faz uma malfadada escolha que deixa sua vida sexual em frangalhos. Em contrapartida, há Simon, um cara charmoso e sexy como o diabo, que está sempre em dia com suas atividades — se é que vocês me entendem –, e isso tira o sono de sua adorável vizinha.

“Você vai bater em minhas paredes, Simon?” Eu suspirei.
“Você não tem ideia,” ele prometeu.”

Mas aí você pensa “oh, que trama mais idiota, tudo gira em torno do orgasmo perdido de Caroline?” Pois é, não é bem isso. Esse livro gira em torno da amizade, do receio de tentar encontrar uma alma gêmea, e enquanto o leitor percebe isso dar umas boas risadas nunca é demais.

Subindo pelas paredes é perfeito para quem cansou de tanto drama e quer uma pausa de todo esse clichê. Muitos me recomendaram esse livro, e dou total razão a eles. Mas a história não é assim tão viciante, só é diferente. Entretanto, é um livro tão bom que você precisa comprar e ter na estante, mesmo com essa capa horrorosa,  me entendem? É, eu sei, estou te deixando confuso!

Acontece que a relação entre os protagonistas se desenvolve de uma forma tão simples e sedutora que é difícil o leitor não se apegar a ela, querer reler a história de tempos em tempos. Entre uma insinuação e outra, Caroline e Simon se conhecem, e tentam ser sinceros com o que sentem. Mesmo se aproximando muito da vida real, com personagens que encontramos em nosso dia a dia, Alice Clayton escreveu um conto de fadas, e esse foi o Ás na manga da autora. De tiquinho em tiquinho, até um livro que nem é assim tão maravilhoso consegue conquistar. Com muitas risadas e uma narrativa sexy, esse foi o caso com nosso Wallbanger.

— Por que você é tão galinha e idiota? – perguntei, meu rosto a centímetros do dele.
— E por que você é tão puritana e empata-foda? – ele replicou, e, quando abri a boca para dizer exatamente o que eu pensava, o desgraçado me beijou.
Ele me beijou.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
8308 pessoas visitaram
Publicado em 29/08/2014
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. nathalia disse:

    Olá Gabrielle, você sabe quando irá lançar no Brasil o Rusty Nailed??? Obrigada, amo suas resenhas e indicações!!!

  2. Gis disse:

    Gabrielle, sempre procuro suas resenhas quando quero algo novo pra ler. Estava aqui pensando em “chega de dramas” e achei mais um post seu que se encaixa no que procuro.

    Só queria agradecer e dizer ‘parabéns’. Adoro o site/blog de vcs.
    Bjos.

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!