Autora: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 736
Classificação: 5/5 estrelas

Novembro de 63 conta a história de Jake Epping, um professor normal de Maine, que tem sua vida mudada quando seu amigo Al, dono de uma lanchonete próxima da escola que ele trabalha, revela para ele uma portal que permita retornar no tempo,  e ele vai para o ano de 1958, o tempo de Eisenhower e Elvis, carrões vermelhos, meias soquete e fumaça de cigarro. Além disso, Al faz com que Jake prometa impedir o assassinato de John Kennedy, sendo que esse também irá aproveitar para salvar Harry Dunning, faxineiro da escola que teve seu futuro destruído quando o pai dele entrou em sua casa e matou a sua família toda com uma marreta.

Agora que eu terminei Novembro de 63, a única coisa que posso pensar é o que eu estava fazendo com a minha vida e por que eu ainda não tinha lido o maravilhoso autor Stephen King? Sim, ele é tão bom assim. Acredito que eu tinha certo preconceito com o fato da maioria dos livros dele serem de horror, afinal eu não gosto muito desse gênero, além de um medo por causa de todo mundo amar ele e eu acabar não gostando.

Assim, foi uma grata surpresa descobrir por que Stephen King é um autor tão famoso, são raros os autores que tornam-se meus favoritos e fico feliz em dizer que King acabou de entrar para essa queridíssimo categoria. O autor sabe contar uma história como ninguém, é difícil colocar em palavras o quanto ele te encanta e te absorve dentro da trama, fazendo com que as 736 páginas passem muito rápido e nos deixando com um gostinho de quero mais.

O livro inteiro é uma delícia, o autor preocupa-se com todos os pormenores, construindo a trama aos poucos e te deixando preso dentro dela, assim nós vamos acompanhamos a história de Jake, segurando a respiração em momentos de tensão, encantando-se com as cidades e amando uns personagens e odiando outros. King sabe transmitir emoções como ninguém e acho que vocês já perceberam que eu estou apaixonada pela escrita do autor.

Assim, é difícil falar o quão bom foi esse livro e como a construção de todos os personagens foi maravilhosa, o autor deu a todos os personagens – mesmo com pequenas participações – uma personalidade única, assim foi fácil apegar-se a maioria deles e até entender um pouco os personagens mais odiáveis. Desse modo, todos os personagens parecem humanos, com defeitos e qualidades, sendo que até o protagonista nem é sempre certo ou o melhor em todas as situações.

Falando no Jake, ele é um personagem maravilhoso, mesmo que ele faça besteiras e erre várias vezes, só que até isso acrescenta um maior toque de personalidade nele e me fez gostar muito mais. Jake é cativante e isso tornou fácil torcer por ele em todos os momentos, sofrer com ele, gostar das pessoas ao seu redor e torcer para que tudo acabasse bem.

O autor também soube inovar com a história de viagem no tempo, retratando a década de cinquenta de uma maneira que até me fez querer ter vivido lá, porém mesmo com todos os elogios para esse período o autor soube relembrar o leitor que a vida boa nessa década era só para homens brancos e de classe média. Além disso, a forma como ele arquiteta tudo que envolve a viagem no tempo é simplesmente fantástica e bem pensada.

Gente, a única coisa que eu tenho para falar é que vocês devem ler esse livro, é maravilhoso e King vai te surpreender em cada oportunidade. É um daqueles livros que você necessita ler, porque é realmente incrível, sendo que para aqueles que, como eu, não curtam muito uma história de terror, como King é tão famoso por fazer, aqui só tem algumas páginas que abordam esse tema, mas são tão pequenas que acabam até sendo irrelevantes.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1264 pessoas visitaram
Publicado em 23/04/2014
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!