Autora: Cate Tiernan
Editora: Galera Record
Páginas: 256
Classificação: 5/5  estrelas

Estamos de volta a River’s Edge e nesse livro Nastasya está mais hilária do que nunca e bastante confusa também. Como lidar com mais de 400 anos de maus hábitos? Tendo seu passado atirado na sua cara de hora em hora é ÓBVIO!

O que havia de errado comigo?

Você pode fugir do passado (e do seu legado e herança de família imortal), mas ele sempre vai te pegar, essa frase nunca esteve tão certa e Nastasya sabe disso muito bem nesse livro.(risos)

Mas ainda há Reyn (vem em mim seu lindo), o viking (Ai que calor!!), o açougueiro do inverno e o homem que ajudou a assassinar a sua família. Mas não importa o quanto tente não gostar dele, ela simplesmente não consegue ficar longe e para alguém que está tentando evitá-lo, ela consegue sentir muitos ciúmes quando qualquer mulher olha para ele (E quem não?).

E depois também há Incy, seu melhor amigo (com um amigo desses não se precisa de inimigos) que ela duramente descobre que tornou-se um viciado nela e quer trazê-la de volta a qualquer custo. Nastasya sabe que ele não é bom, mas é apenas um sentimento, não há provas sobre o lado sombrio de Incy e de repente coisas sombrias acontecem em River’s Edge sem nenhuma explicação e Nas começa a achar que sua herança de família está causando esses problemas.

Se você não consegue encarar seus sentimentos, todos eles, então nunca vai ser forte o bastante para se libertar do passado.

Tenho que mencionar que estou muito satisfeita com o ritmo dessa série, Cate Tiernan segue a mesma caminhada iniciada em Amada Imortal, levando a “recuperação” de Nastasya a níveis profundos em Cair das trevas. Aqui a síndrome do segundo livro não aconteceu, a dinâmica dos personagens não foi alterada, o que me deixou bem feliz, pois Cate tem uma forma muito particular de narrativa e escrita.

Conseguindo manter o sarcasmo que é a marca registrada de Nas (umas das coisas que tanto amo nessa série), e em alguns momentos o excesso de drama que confesso me incomodou, mas não é algo que atrapalhe a leitura, ela está aprendendo e com isso vêm dor e decepção, além de um grande reconhecimento interior (quando você lê vai entender).

O final? Um dos melhores eu já li para o segundo livro de uma série, as 100 páginas finais foram de tirar o fôlego e foi LINDO (não conseguia nem levantar para fazer xixi!), e acho que dessa vez Nas está pronta para seguir em frente e ao que parece o seu relacionamento com Reyn também, mas paz reinará em River’s Edge até quando? E quem e o que são as Trevas que Nas sentiu quando entrou naquela boate? Acho que essas perguntas serão respondidas somente no terceiro livro e eu nem vejo a hora de ler e matar a saudade que já é grande desses ótimos personagens criados por Cate Tiernan.

Eu acho… que posso estar pronto para lutar contra o tempo de novo. Que posso estar forte o bastante para me arriscar.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
3296 pessoas visitaram
Publicado em 11/12/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Lu disse:

    Ahhh, eu adorei esse livro, eu tava doida pela continuação e quando saiu, fiquei louca!! O Reyn é lindo mesmo, omg! *-*
    Apesar do Incy ser mauzinho, no primeiro livro, eu fiquei apaixonada por ele e fiquei triste por ele agir daquela maneira! TT’
    Também amei o final!

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!