Autora:  Alexis Aubenque
Editora:  Vertigo
Páginas: 
352
Classificação:
 4/5 estrelas

Sete Dias em River Falls conta a história do xerife Logan, ele deixou Seattle para ficar longe de assassinatos ou serial killers macabros, no entanto, seu pequeno momento de paz acaba quando os corpos de duas jovens são descobertos e o que deveria ser um simples caso toma enormes proporções quando segredos da cidade e de jovens universitários começam  a vir a tona.

River Falls ou Sete Dias, como eu gosto de chamar, é um livro de assassinato, mortes, páginas escorrendo sangue e risadas maléficas ao fundo. Do jeitinho que eu gosto. Bem, o livro tem uma das entradas mais tristes e desesperadoras do mundo, além de me deixar com muita raiva, então eu recomendo que este livro não seja lido por quem tem estômago fraco.

Alexis Aubenque sabe construir uma trama e todo o livro é acompanhado de tensão. Afinal, a cidade tem muitos segredos para desenterrar e as coisas só ficam mais problemáticas a cada nova descoberta. Além disso, as pistas acabam sendo muitas vezes usadas para divergir a atenção dos policiais para o verdadeiro assassino, o que acaba dando um tom de veracidade a trama, porém é um ponto que me irritou bastante (paciência também talvez seja uma característica crucial para os leitores desse livro).

Falando de coisas que me irritaram, como assim jovens vão acampar quando tem uma assassino à solta? Tipo, os jovens são as pessoas que mais assistem filmes de terror e tudo mais, provavelmente seriamos as pessoas que sobreviveriam mais tempo em algum deles. Desculpa Alexis, mas veracidade mandou beijos de longe pra você.

Mas, retornando as características que tanto me conquistaram, os personagens são bem interessantes, principalmente  Hurley, que trabalha para o FBI e é uma das pessoas mais inteligentes de todo o livro. Sinceramente, não gostei dela no começo, talvez por não ter sido bem introduzida, mas ela definitivamente me conquistou no momento em que TODOS estavam correndo atrás de pistas erradas e ela fez seu próprio caminho.

Outro que não deixa nada a desejar é o assassino. O autor se aprofunda mais na caracterização dele e nos dá a sua visão do que aconteceu e o que levou ele a começar esses assassinatos, qual foi o gatilho para criar o monstro.  Junte isso as criticas do autor envolvendo a sociedade americana e como a midia pode ser enganosa e eu estava no céu com os comentários ácidos.

Por fim, devo dizer que o livro foi bem gostoso de ler, o autor consegue fluir a leitura, além de que com a mudança de narradores dá uma maior diversidade na narrativa e permite uma maior visão sobre como tudo acontece. Em um jogo de gato e rato, Sete Dias em River Falls destacou bem como a mídia pode ser o jogador de maior poder.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1999 pessoas visitaram
Publicado em 10/12/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!