Autora: Michelle ZInk
Editora: Dial Books
Páginas:
 368
Classificação:
 5/5 estrelas

 

Um pouquinho de voodoo não faz mal pra ninguém, certo?!

No que depender de Claire, parente de sangue da rainha voodoo Marie Laveau, a primeira, não importa. Afinal, mesmo que sua familia esteja há anos nos negócios do voodoo, ela não sabe se acredita, se não, ou em que. O que ela sabe é o que quer da vida dela, mas será que sabe mesmo?

Apresento a vocês um livro um tanto diferente, quase que do submundo, com um clima todo dele, uma escrita ótima, personagens maravilhosos e uma trama de tirar o chapéu. This Wicked Game da Michelle Zink — vai sair no Brasil pela Rocco. Peeps, se preparem pois este jogo é um jogo perverso e cruel.

[…] Desde acender velas roxas para conhecimento até queimando ervas para saúde ou usando gris-gris como um talismã contra o diabo, as pessoas querem acreditar que existe algo mais no mundo, alguma coisa que a ciência não pode explicar, assim como as religiões convencionais.

Claire Kincaid cresceu no meio do Guild, uma sociedade secreta de voodoo, eles dirigem o voodoo ‘legalizado’ no mundo inteiro, mas ela cresceu em meio a isto em New Orleans. Para entrar oficialmente no Guild, deve-se ter dezoito anos, ou ser filhos dos cabeças da organização, onde são sediadas as reuniões, ou ainda alguém ir na loja da sua família e solicitar por um produto que se refere à magia negra. Claire tinha esperanças de conseguir escapar do Guild indo para a faculdade, mas quando uma mulher muito elegante entra na loja da familia dela solicitando por um ingrediente de magia negra, ela se vê dentro do Guild antes da hora.

[…] Apesar do sigilo da missão deles, Xander segurou a mão dela, ficando do lado de fora da calçada e geralmente fazendo tudo possível para Claire se sentir como uma frágil garota que precisa de proteção. Pedir para ele parar não é uma opção. O cavalheirismo de Xander foi criado profundamente nele, assim como sua crença no voodoo.

Mas não é só isso que tem acontecido de estranho entre os top do Guild, casas tem sido arrombadas e, o mais estranho de tudo, nada é levado, ou pelo menos nada que seja muito perceptível. Só que, por mais que os membros adultos do Guild tenham estranhado a solicitação do ingrediente, nada foi realmente feito para averiguar quem é, e por que solicitaram isso. Assim, Claire muito curiosa, encontra um papel, tipo um cartão, com um nome e endereço, e claro que Claire quer investigar, afinal, não é todo dia que uma pessoa que não é membro do Guild entra em um loja onde precisa de uma chave para entrar, e só os membros tem tal chave, e ainda solicita um ingrediente de magia negra.

Lágrimas picaram suas pálpebras enquanto o medo crescia. Ela queria sua mãe com sua voz confiante e mãos suaves. Seu pai com seu sorriso sincero. Xander, que nunca permitiria que nada de ruim acontecesse com ela, se estivesse ao alcance dele. Sasha e até mesmo Allegra, que a fizeram perceber que ela não estava tão sozinha quanto uma vez pensou.

Claire vai mais a fundo disso, com seu namorado e filho dos principais cabeças do Guild, Xander. Eles vão até a casa, conseguem invadir ela para investigar, só que ao invés de terem respostas, eles tem mais perguntas. Até porque em um dos quartos eles encontraram fotos dos primogênitos do Guild, alguns com um X marcado, outras sem, isso sem contar cartas antigas em francês de Marie Laveau com um tal de Sorina, falando sobre magia negra. Então, soma-se aí mais perguntas que eles vão buscando responder, investigando mais, descobrindo mais e mais segredos do Guild, e chegando a conclusão de que as vidas deles estão em risco, literalmente por um fio. Claire, mesmo cética, acaba indo para encantos de insights. E tudo isso acontece, sem que os adultos do Guild, os pais deles, saibam o que eles estão fazendo e descobrindo alguns segredos deles.

[…] A presença cresceu, exigindo libertação, enquanto ela continuava a evocar, preenchendo-a até que ela parecia transbordar, derramando através de suas mãos e dedos, no chão ao seus pés, escapando no ar que ela respirava. Isto voou ao redor dela, pegando fumaça das velas, flutuando ao redor e ao redor deles como um tornado até que eles estavam dentro de uma coluna sólida de vento, o rugido disto preenchendo cada fenda do corpo de Claire.

Um livro cheio de magia, suspense, ação… quase como um quebra cabeça que você leitor quer montar junto com Claire, Xander, Allegra, Sasha, Eddie… Particularmente falando, eu nunca tinha tido a oportunidade de ler um livro que se passasse dentro do mundo do voodoo, e este não mostra o lado ruim, mas o voodoo bom, de proteção e tudo mais. Além de apresentar uma super proteção dos pais com os filhos, não os deixando preparados para enfrentar o que eles tem de enfrentar, e como esses segredos que eles guardam, podem se voltar contra eles mesmos. Este livro é muito bem escrito, muito mesmo, daqueles que não se larga nem se o mundo acabar na sua frente. E um ponto crucial, o romance entre a Claire e o Xander não é o ponto focal, mesmo que apareça bastante, mas no final, precisava ser assim para que o leitor torcesse por eles, entendesse  o que a Claire sentia e o motivo dela ser meio reticente em relação a eles. E, sem contar que os personagens, mesmo sendo adolescentes, não são mimados, chatos e superficiais, até porque eles estão dentro de um mundo com um poder surreal.

AMEI! Chorei e, admito, em momentos que tinham descrição de rituais entrei tanto na história que sentia que estava ali participando junto. E no final tudo que eu sentia era aquele famoso vazio, e uma sensação de por favor, mais mais mais mais. Enfim, uma leitura que, para mim, uma amante do sobrenatural, fantasia e culturas diferentes, foi tudo que sempre quis. Afinal, fala sério… voodoo, Marie Laveau… era um super pedido, isso sem contar a capa. Michelle Zink, parabéns!! E por favor, continue.

Era surpreendentemente assustador. Saber que o que você quer também significa a possibilidade de perde-lo.

Ela deve aprender a viver com isto, também.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
5737 pessoas visitaram
Publicado em 05/12/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Helena disse:

    Adorei a resenha!! É série?

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!