aos meus filhos

Autor:  Mark M. Weber
Editora: Planeta
Páginas:
 268
Classificação:
5/5 estrelas

Há um certo preconceito geral com livros de não ficção. Apesar de não sofrer disso, sou do pensamento que meu tempo é valioso e só paro para ler um não ficção após escolher muito bem, e quando digo muito bem estou falando de pesquisar bem o que tem no mercado, buscar opiniões, e só depois comprá-lo — afinal estamos falando de algo verídico, não um romancinho bobo.

Mas Aos Meus Filhos – As Últimas Cartas de Um Pai não me chamou a atenção por sua alta classificação com seus leitores, muito menos por ser um bestseller. O livro me chamou a atenção por ser escrito por um pai, e como eu tenho um paizão, ele foi o escolhido, e até hoje não me arrependo. Jesus, que livro. Quantas lágrimas, e quanta emoção, em um livro que não chega a ter nem trezentas páginas.

A história verídica é contada por um pai com câncer terminal. Mark M. Weber é um militar que descobriu estar no estágio quatro de um câncer gastrointestinal. E com um toque de humor e muita coragem, ele conta as batalhas que travou contra a doença durante anos e, quando não havia mais esperanças e a morte espreitava a cada esquina, sua decisão de escrever cartas para seus filhos que crescerão sem ele. Em cada carta, ele conta por momentos que passou, mas também diz à seus filhos palavras que só um pai pode soltar e entender.

Esse é o relato de um soldado que não caiu no Afeganistão, mas em um campo de batalha que atinge cada vez mais pessoas, o câncer, algo que reflete não só na vitima, mas também em aqueles que ama, e um soldado que se foi como um herói. Mesmo com medo e raiva, ele relatou um outro lado da doença, onde ainda dá tempo de mostrar seu lado da história, de ser feliz e dar um último adeus.

E em lágrimas, eu digo que assim como muitos carregam a bíblia debaixo do braço, eu carrego livros como esse e outros e bato no peito para defendê-los pois trazem tanta fé e lições como o livro mais lido em todo o mundo. Porque certas vezes Deus não fala através de um padre ou pastor, mas de pessoas como Mark M. Weber, que possuem suas vidas viradas do avesso e fazem o melhor com isso, persistem e tem fé, e mesmo o final não sendo um felizes para sempre, dar seu máximo e lutar pelo que acredita é tão grande quanto um, e quando Mark se foi, pelo menos ele deixou a sensação de dever cumprido. E se esse livro não te atingir como me atingiu, ele no minimo vai te fazer pensar: se você morrer amanhã, qual legado deixará?

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
9068 pessoas visitaram
Publicado em 27/02/2014
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Jolamary disse:

    ola, adorei seu blog, estou seguindo voce no facebook.
    Adorooo livros, parabens pelo blog e cada dia mais sucesso.

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!