Autora: Gail Carriger
Editora: Valentina
Páginas:
 320
Classificação:
 5/5 estrelas

Sabe quando um livro te envolve tanto que você precisa, certas vezes, parar de lê-lo e olhar ao redor para ver se alguém está te olhando estranho porque você sente que fala junto com o livro, se move junto com ele e até suas feições mudam conforme algo acontece? Pois é, precisei fazer isso diversas vezes com Metamorfose?.

Aliás, esse livro é o segundo da maravilhosa saga O Protetorado da Sombrinha, então se você ainda não leu, há duas opções: compre o primeiro agora, ou leia a resenha dele aqui e compre ele logo depois!

Nessa segunda parte da saga que acompanha Alexia, agora não mais solteirona, mas sim vivendo como Lady Maccon, a sem alma se envolve em novos problemas enquanto encara situações desconhecidas até mesmo para os sobrenaturais mais antigos. Quando seu marido — o super gostoso e mais do que amado pelas leitoras –, Conde de Woolsey, a acorda aos berros discutindo um acontecimento incomum e grave que anda se estendendo por todo o país, é mais do que claro que a preternatural deve ajudá-lo a sair dessa mais nova enrascada, mesmo que contra a vontade de seu belo homem.

— Mas a senhora e Lorde Maccon se casaram por amor.

Ela suspirou.

— E como é que sabe?

— Ninguém mais o aguentaria.

Esse livro, basicamente, dá a guinada para os próximos. Eu não só o terminei com a cabeça mais cheia de perguntas do que respostas, como também fui louca atrás da sequência e tive que me segurar para escrever a resenha pois o terceiro livro ainda estava muito em mim há uma semana — se você amou Metamorfose?, provavelmente você vai cair da cadeira com sua sequência, se tem algo que Gail Carriger faz bem é surpreender e sempre, SEMPRE MESMO, o próximo livro mostra-se ainda melhor que o anterior, por mais apaixonante que ele tenha sido.

O Protetorado da Sombrinha é tão bom e fica fácil entender o porque de ser um dos maiores e mais lido steampunk por todo o mundo. Gail apresenta um mundo novo e completamente insano de forma natural e é até mesmo difícil explicar todo o encanto que rodeia seus livros pois eles tem uma linguagem própria e só quem leu entende todo o humor e genialidade da autora.

— É obrigado a reconhecer que tenho razão.

O conde se virou para ela e franziu o cenho.

— Odeio quando você tem razão.

Aliás, tenho que mencionar como é gostoso morder a língua quando o assunto é a editora que publica os livros no Brasil. O que, inicialmente, foi bem estranho, hoje se encaixa perfeitamente em todos os livros da saga: o ponto de interrogação, padrão agora no Brasil, se encaixa melhor na trama do que algo como “Sem Alma”, “Sem Mudanças” e por aí vai.

O que dá para adicionar sobre esse segundo livro é que ele se aprofunda bastante no que é o ser preternatural, seu real poder, e é mais uma oportunidade para dar muitas risadas com cada atuação de Alexia e companhia. Sem dúvidas, me tornou ainda mais fã de Gail Carriger, a mulher é fera e sua escrita é mais do que singular, é anormal de tão assombrosa. Para todos os fãs de livros que não seguem o clichê,  O Protetorado da Sombrinha é para vocês.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1827 pessoas visitaram
Publicado em 27/11/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!