Adeus a Inocencia

Autor:  Drusilla Campbellt
Editora: Novo Conceito
Páginas:
 272
Classificação:
 3/5 estrelas

Já pegou um livro para ler com gosto pois trabalhava um tema que você adora ler e reler para após a leitura sentir um gosto amargo na boca? Pois foi assim que me senti com a trama criada por Drusilla Campbell.

Você é como um pequeno fantoche, não é, Madora, fazendo tudo o que Willis quer que você faça?

Madora era uma garota que acreditava que nada estava certo em sua vida até aparecer um desconhecido, Willis, e prometer uma nova vida, um recomeço onde juntos eles construíram algo melhor. E assim ela acredita durante anos, até que ela começa a perceber que há algo de errado em seu salvador.

Um dia, Willis sequestra uma adolescente grávida com o intuito de vender seu bebe, e Madora começa a colocar na balança todos os anos que passaram juntos e o que realmente aconteceu com sua vida. E então um órfão, Django, aparece em sua vida para relembrá-la do que é felicidade e quanto de si ela perdeu nas mãos de um monstro.

O que temos aqui é a história de um sociopata e uma garota que caiu em todas as suas histórias e promessas pois acreditava que a opção era melhor do que continuar com seus antigos problemas. Madora, após a morte de seu pai, enfrentou adversidades uma atrás da outras e, como qualquer adolescente sem apoio, a chance de seguir um caminho de drogas e más escolhas a seduziram e foi bem o que ela fez. Em contrapartida, temos Django, que sofreu um pouco dos mesmos problemas que ela, também perdeu o pai cedo, entretanto mesmo sendo um garoto problemático ele não deixa de ser corajoso  e batalhar pelo que acredita.

Às vezes me pergunto o que Deus pensa de mim.

Adeus à Inocência pode até trabalhar um bom tema, complexo e inteligente, mas sua leitura é desgastante, a protagonista é irritante e mesmo as histórias paralelas não são suficiente para que eu me jogasse na trama com maior prazer.

Talvez se a autora tivesse se estendido mais em Madora se reerguendo a nota final seria outra. De qualquer forma, há de se levar em conta que em pauta há uma protagonista que sofreu violência psicológica e moral em grande parte da vida e muitas de suas atitudes são perdoáveis. Ainda assim, o livro está longe de ficar entre os melhores do gênero.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1170 pessoas visitaram
Publicado em 20/10/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!