Lea Nolan, autora da série The Hoodoo Apprentice, concedeu uma entrevista ao blog Fade Into Fantasy. Confira abaixo a entrevista traduzida.

Theresa: Descreva seu livro em um tweet (140 caracteres ou menos).

Lea: ALLURE: 3 adolescentes usam a mágica Gullah hoodoo para quebrar maldições e lutar contra um monstro sugador de alma que não parará por nada até consumir sua presa.

De onde veio à ideia do seu livro?

Allure é o segundo livro da série The Hoodoo Apprentice, então as ideias desse livro vieram diretamente do que aconteceu (e o que foi deixado inacabável) em Conjure, o primeiro livro da série. Portanto, de várias maneiras foi muito mais fácil escrever porque eu já havia entendido completamente o mundo e as suas regras, os personagens, e sabia o que eu tinha que adicionar.

A história original me veio depois que eu perdi fast-food em um restaurante. Conforme eu estava dirigindo na estrada, minha filha mais velha leu a pequena informação educacional que veio na caixinha do fast food e perguntou: “Mamãe, você sabia que piratas costumavam enviar mensagens em garrafas?” Na verdade, eu não sabia disso, o que me fez questionar o porquê eles fariam isso considerando que seria muito difícil ter certeza que alguém recebeu a mensagem em uma garrafa, e mais difícil ainda para qualquer um respondê-la. Minha mente começou a trabalhar e antes que eu percebesse, eu tinha a história sobre um pirata que havia feito algo muito ruim e foi punido sendo amaldiçoado com um horrível consumo de carne. Conforme eu cavava mais a fundo a história, outras maldições antigas foram reveladas com monstros abomináveis, misteriosos caras malvados, poderosos trabalhadores de raiz e a magia de vodu que é legal, mas perversa.

Algum dos personagens foi inspirado por alguém na vida real?

Sim, mas eu não tinha percebido até eu terminar de escrever Conjure, o primeiro livro da série. Meu marido leu e disse que Miss Delia, a idosa trabalhadora de raiz Gullah que ensina Emma Guthrie a magia que ela precisa, foi a personificação de uma querida amiga que já faleceu. Eu fiquei totalmente em choque porque eu não havia percebido isso enquanto eu estava escrevendo. Agora, Miss Dela me faz sorrir cada vez mais porque eu sinto como se o espírito da minha amiga estivesse comigo.

Você pode nos contar sobre o momento que você decidiu que iria aventurar-se em escrever seu primeiro livro?

Minha melhorar amiga, Laura Kaye, e eu havíamos terminado a saga Crepúsculo e estávamos nos sentindo com uma séria abstinência. Ouvimos sobre a história pessoal de Stephenie Meyer: uma mãe e esposa, ela tinha um sonho sobre uma garota que esperava por um cara lindo e decidiu escrever. Desde que eu e Laura tínhamos avançados níveis e tínhamos que escrever artigos de não ficção e publicações para nosso trabalho, descobrimos que poderíamos dar uma chance a uma ficção. Eu vou confessar, se tornou mais difícil do que eu imaginava, e requereu incontáveis horas para escrever, reescrever, fazer aulas e sérias revisões. Dois anos depois que comecei, eu finalmente tinha um manuscrito que era bom o suficiente para despertar um ponto de interrogação nos agentes.

Escrever vem naturalmente para você, ou você teve que se empenhar muito para conseguir colocar a história de sua cabeça para o papel?

Eu não sei se vem naturalmente, mas uma vez que estou animada, eu sou imparável. A história passa a residir em meu cérebro e não me deixará até eu ter tudo escrito.  Isso ajuda a traçar o enredo, então eu realmente sei onde estou indo e que sementes de história eu preciso semear ao longo do caminho.

Qual foi o último livro que você comprou ou qual livro você mal pode esperar para ler?

Minha pilha de livros para ler é embaraçosamente grande. Eu peguei dois livros na minha lista de próximos: Thriteen Reasons Why de Jay Asher (sim, eu sei que estou muuuuuuito atrasada para ler esse daqui) e Sweet Legacy de Tera Lynn Childs, uma das minhas escritoras preferidas. É o livro final da série então eu saberei como a história se encerrará.

Quais pensamentos ou sentimentos você gostaria de ter colocado em um milhão de biscoitos da sorte?

Os três R’s:

  • Respeito por si mesmo;
  • Respeito por outros;
  • Responsabilidade por suas ações;

De todos os pequenos e simples prazeres na vida, qual deles você mais gosta?

Ficar com meu marido e as crianças. Eu amo assistir um filme a noite em nossa cama, com todas as três crianças sentadas perto de nós debaixo dos cobertores.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
1032 pessoas visitaram
Publicado em 15/10/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!