Autora: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito
Páginas:
432
Classificação:
 5/5 estrelas

Uma música que gosto muito do Charlie Brown Jr é Meu Novo Mundo, onde Chorão canta: “Cuidado com o destino ele brinca com as pessoas”. E hoje eu posso dizer que realmente vi essas palavras acontecerem, pois, em Uma Prova de Amor é simplesmente isso que acontece. O destino resolveu brincar com Claudia Parr e com isso a trouxe uma grande lição.

Claudia Parr é uma bem-sucedida editora de Nova Iorque – ela decide quais serão os próximos manuscritos que se tornarão romances de sucesso. Ela é uma ex nerd que tem foco no que quer e desde criança só sabe de uma coisa: ela nunca terá filhos. Por esse motivo, ela nunca teve um namoro tão consistente, porque sempre que dizia essas palavras, o cara a deixava. Mas um dia, Claudia encontrou Ben, e logo no primeiro encontro ela já disse que não que não pretendia ser mãe. A grande surpresa? Ben tampouco queria ter filhos. Depois disso, ambos foram se apaixonando mais e mais até se casarem. Claudia percebeu que aos trinta anos tinha finalmente encontrado sua alma gêmea.

O que você mais teme pode acontecer a qualquer momento. E, quando acontece, você sente que foi traída, já que sentiu todo aquele medo no início.

Se não fosse perfeita, a vida dos recém-casados era bem próxima disso. Viagens e mais viagens, passeios e nenhuma preocupação com bebês. Claudia mal podia acreditar em tamanha sorte que tinha. Até que um casal amigos deles resolve ter um filho. Claudia se sente traída por sua amiga enquanto Ben fica fascinado. E acaba mudando de ideia com relação a nunca ser pai. Mas Cláudia sempre foi bem clara: NUNCA ter filhos. E por isso faz com que Ben escolha: ela ou um bebê. Será que foi a melhor decisão para Claudia?

Nunca sabemos o que realmente queremos na vida até sermos postos a prova. Emily Giffin nos mostra isso em sua nova obra. Claudia é uma personagem difícil, cabeça-dura e que não entende nada a não ser de sua maneira. Porém a medida que o enredo é desenvolvido, percebemos o crescimento dela. É simplesmente cativante a leitura de como Claudia descobre quais são as coisas mais importante pra ela, o que realmente tem mais valor em sua vida.

Com todo aquele sofrimento, aprendi que ficar com raiva era mais fácil do que ficar triste. A raiva era algo que eu podia controlar. Podia entrar em um ritmo fácil de culpa e ódio. Focar minha energia em algo que não doesse em meu peito.

Mais uma vez, Emily traz sua narrativa envolvente que faz com que você não largue o livro nem ao menos um segundo! Passei raiva, tristeza, felicidade e até mesmo chorei junto com Claudia, porque é isso que Emily faz. Ela te leva ao mundo imaginário e faz você sentir na pele tudo que está acontecendo em sua obra. Em certos momentos, você sente vontade de rir do que o destino traz a Claudia, tenho vontade de comentar mas vou me segurar para não revelar spoilers…

Enfim, é um livro que vale muito a pena ler. Capa magnifica, narrativa envolvente, enredo comovente, personagens reais… já da para imaginar a obra que temos aí né? Recomendo a todos que amam romances com o amadurecimento dos personagens — onde aprendemos a lição do que realmente importa na vida.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
4759 pessoas visitaram
Publicado em 10/10/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!