encarcerados

Autor: Alexander Gordon Smith
Editora: Benvirá
Páginas:
 296
Classificação:
 4/5 estrelas

Antes de iniciar a resenha, uma confissão: eu adorei ver o protagonista se dar mal! Pelo menos nas primeiras páginas. Quem nunca foi assaltado não sabe como é gostoso imaginar algumas atrocidades acontecendo com o infeliz que cometeu o ato, do nervoso e medo que essas pessoas nos causam. Mas só uma pessoa sem coração pode ver em Furnace um bom lar, seja para quem for, e não demorou muito para que eu começasse a torcer por Alex, nosso protagonista.

Não cometam o erro de trazer o coração aqui para baixo; não há lugar para ele em Furnace.

Agora que desabafei, vamos a estória. Alex era o típico valentão da escola. Tudo começou quando ele tinha doze anos, com brincadeiras maldosas, e tomou outras dimensões até chegar aos quatorze, com o garoto já roubando residências e até sua própria família.

Quando ele e seu amigo, Toby, se unem novamente para roubar a casa de um comerciante, tudo os levava a crer que seria mais uma tarefa fácil, até Alex perceber que há mais gente na casa. Homens fortes, de ternos pretos, e um doido com uma máscara de gás, estão por todo o lado, e quando Toby é assassinado Alex leva a culpa e é preso e levado direto para Furnace.

A história de Furnace é complexa, mas basicamente ela foi criada para haver um lugar para jogar todos os jovens que não se encaixam na sociedade para que a mesma logo depois esquecessem deles. Chamar a penitenciária de inferno é ser bondoso. Repleto de guardas e criaturas monstruosas, além de gangues formadas pelos próprios detentos, escapar parece impossível, mas Alex está disposto a morrer tentando.

— Obrigado — ele falou, os olhos cheios de lágrimas.

— Pelo quê?

— Obrigado por me dar esperança.

Qual o custo da redenção, e quem em Furnace está disposto a pagá-lo? Na penitenciária, as dividas são pagas com sangue, e antes de Alex pensar em escapar ele deve sobreviver.

É preciso ter estômago, não com o que é descrito no livro, mas com o que o autor deixa a imaginação do leitor, e tem imaginação mais sacana do que a de um bookaholic?

Encarcerados é um alto jogo psicológico, chegava a trechos em que eu ficava tão desesperada com o que estava acontecendo, com os sentimentos passados, que ficava ofegante como se fosse eu correndo, rezando pela minha vida. O autor descreveu tudo tão bem que eu cheguei a sentir o cheiro de ferrugem quando os Ofegantes davam o ar da graça, todo o enredo foi adrenalina pura, repleto de ação e aventura. É insano, e eu adorei.

— Peguei você. — disse-me.

— Não — repliquei, sorrindo de modo insano para meu captor. — Eu peguei você.

Furnace também foi escrito para refletir em pontos da nossa realidade. O livro é um cenário fictício do que acontece quando a sociedade desiste de procurar uma solução e aponta o culpado para se sentirem mais donos de si, de que tudo está bem.

O livro termina com alguns pontos em aberto, mas com quatro livros pela frente páginas não vão faltar para supri-los. Encarcerados me deixou sem palavras e reação para tudo o que aconteceu. Não só eu finalmente entendo porquê há tantos viciados na saga, agora eu também faço parte deles.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
5454 pessoas visitaram
Publicado em 07/07/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. É pelo que pude notar o livro realmente é interessante. Fiquei curiosa com a história e vou querer saber como vai ser a vida de Alex nessa prisão. Adorei sua resenha. Foi bom de sua parte de nos proporcionar em conhecer este livro e os outros dois. Espero que todos eles sejam bons, como este. Beijos.

  2. Carol disse:

    Quero muito esse livro

  3. Poliana Vasconcelos disse:

    Mais um na minha listinha de livros pra ler esse ano.

  4. Bianca... disse:

    Eu disse que o livro era muito bom ♥
    E imaginei que você mudaria de ideia a respeito de o Alex merecer tudo aquilo.
    Assim como você eu me envolvi tanto com esse livro que passei a me sentir como o protagonista, sentia todas as suas angústias e medos.
    O autor simplesmente tem esse poder.
    Outro ponto super positivo foram os personagens. Adorei cada um deles e sua relação!
    Bem-vinda ao clube dos apaixonados pela série 😀
    Beijos

  5. Karla CG disse:

    Fiquei surpresa de ver a resenha de Encarcerados aqui, apenas alguns dias que eu terminei a leitura dele, coincidência!
    Enfim, muito boa a resenha, e esse livro é realmente bom, a escrita do autor é muito boa e em vário momentos fiquei super aflita com os acontecimentos, e torcendo por todos, para que tudo desse certo, adorei cada personagem que apareceu (menos o Gary) e espero que o segundo seja tão empolgante quanto o primeiro.
    Gabi, parabéns pelo blog, adoro ele, um dos únicos que eu entro conferir todos os dias.

    1. Gabrielle disse:

      MUUUITO obrigada, Karla. Olha, quando a editora me perguntou se eu queria resenhá-lo não pensei duas vezes, e gostei demais, nossa, o Donovan partiu meu coração e eu estou louca aguardando o quarto.Leia os próximos pq é um melhor q o outro!

  6. claudio bueno disse:

    A vontade de ler essa série só aumenta! Amei a resenha!

  7. Hannah disse:

    Sendo honesta eu não gostei muito desse livro… Esperava uma coisa super assustadora e na verdade foi bem fraquinho 🙁

    1. Gabrielle disse:

      Sério?
      Já eu detesto coisas assustadoras O,o tenho um medo danado. Mas o livro está mais para distopia (conforme a saga vai seguindo)

  8. Shadai Vieira disse:

    Adorei essa resenha pois não conhecia esse livro e fiquei muito interessado, já que faz todo meu tipo de leitura, adoro coisas pesadas psicologicamente perturbadoras até. E, a capa desse livro é linda, sinistra demais!

  9. Jessica M. disse:

    Em quase toda a resenha eu não deixei de pensar num livro que li, a muito, de Stephen King. Na verdade um conto em especial, me lembrou muito a história deste livro, e também me lembrou de um seriado penitenciário bastante violento chamado O.Z (eu acho, assisti a poucos capítulos). E fiquei bastante pensativa… Não tenho um gosto definido, mas geralmente esse tipo de livro pede um pouco mais de fôlego, vamos ver se futuramente ele entra na minha listinha…

  10. Auristela disse:

    Parabéns pela resenha!
    Eu quero muito ler essa série. Me recomendaram e só foram elogios, que não conseguiam parar de ler. Espero ler em breve!

  11. Cris Aragão disse:

    Gostei de tudo que você descreveu, adoro essas leituras tensas que me deixam com o coração na mão e que é preciso fazer uma pausa para respirar e assimilar o que acabei de ler mas que dá ao mesmo tempo vontade de devorar até a última página. Só não gostei de serem 5 livros no total.

  12. Andressa Nunes disse:

    Resenha bem estruturada, abordando pontos importantes do livro, nos dando uma boa noção sobre o enredo, facilitando o entendimento por parte de quem lê, boa pedida para os leitores.

  13. Quero começar esta série, até mesmo porque, a premissa parece ser boa. Ele parece ser um bom terror psicológico, e já estou imaginando como deve ser Furnace, kk – esse cara da capa me dá medo, uahuhausas. – Enfim, se tanta gente aprovou livro, deve ser bom meso 😀

  14. Hortência disse:

    Ixii que me empolguei! Nunca li nada assim mas já assisti vários filmes e séries, e gostei pra caramba. O Alex vai sofrer um bocadinho em Furnace e a sede de vingança vai só crescendo e já imagino que o resto da saga seja incrível com ele fora da prisão! UOW!!

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!