Lauren Weisberger falou um pouco sobre A vingança veste Prada (Revenge Wears Prada: The Devil Returns, no original), sequência do romance de estreia da autora, O Diabo Veste Prada, que deve sair ainda em agosto no Brasil.

O livro inspirou o filme de mesmo nome,  protagonizado pelas maravilhosas Meryl Streep e Anne Hathaway. O romance, inspirado nas próprias experiencias da autora como segunda assistente da editora chefe da Vogue, conta a história de Andy, uma aspirante a jornalista que deve lidar com sua chefe, Miranda, e seus loucos pedidos.

Confira a entrevista cedida ao Entertainment Weekly traduzida:

A versão do filme O Diabo Veste Prada ainda é muito popular, e é diferente do livro em muitas maneiras. Isso afetou a continuação?

Sim! Eu escrevi o primeiro livro há 10 anos, e eu definitivamente vi o filme mais recentemente do que li o livro. Está na TV constantemente, e eu não consigo não assistir. E acaba me confundindo muito – eu tenho que perguntar, “Isso acontece no livro?”

Você imaginou Hathaway como Andy ou Streep como Miranda enquanto escrevia?

Na maioria das vezes não. Eu penso em Andy como Andy e Anne como a fenomenalmente talentosa e amada atriz  que conheci no set. E mesmo o trabalho incrível que Meryl Streep fez interpretando Miranda, eu também não a imagino quando estou escrevendo. Eu diria que a única atriz que realmente influenciou minha escrita dessa vez foi Emily Blunt como minha Emily. Por alguma razão, eu estava imaginando ela durante o tempo inteiro em que escrevia esse livro.

O que fez você querer escrever uma sequência para O Diabo Veste Prada?

Esse é o meu quinto livro – eu nunca havia escrito uma continuação antes, e eu sempre tive vontade. Tanta coisa muda na vida de todos em 10 anos, especialmente nos seus vinte. Esse livro não começa exatamente de onde paramos, com o grande momento de Andy em Paris. São 10 anos depois, e foi divertido criar o que aconteceu com ela depois daquela década. Andy se tornou melhor amiga de Emily, sua ex-arqui-inimiga, e elas encontraram The Plunge, uma revista de noivas sofisticada. E Miranda está operando com um poder muito maior como editora-chefe da Runway, então agora ela pode aterrorizar Andy.

A inspiração real de Miranda, a editora chefe da Vogue, Anna Wintour, recentemente ganhou uma grande promoção também.

Vida imitando arte! Revenge foi assinado, selado e enviado antes de eu saber disso, mas é engraçado que algo similar tenha acontecido de verdade.

Você frequentemente fala de fofoca de celebridades em seus livros, incluindo esse. Você é viciada nos tabloides?

Eu quero dizer não, mas eu sou. Eu conheço o mundo acima dos 25. Se eles são menores que 25, a menos que sejam Justin Bieber, eu estou começando a ficar confusa com todas as Mães Adolescentes e quem é estrela de reality e quem está no The Hills e quem é cantor. Mas estou por dentro de todas as celebridades atuais.

Muitos fãs estão esperando por outro filme – você sentiu alguma pressão para fazer Revenge de uma forma que fosse fácil para a versão cinematográfica?

Bom, Miranda é o diabo do livro, então as cenas com ela foram especialmente divertidas para escrever – o ritmo acelerou. Mas eu realmente não pensei desse jeito, até mesmo porque eu não entendo sobre roteiros -– eu não sou desse mundo. Claro que seria incrível se eles fizessem outro filme, mas… Quais são as chances de conseguir todos aqueles atores no mesmo lugar e no mesmo tempo de novo?

Mas o primeiro filme lançou ou revitalizou muitas carreiras. Deve haver conversas sobre isso.

 [Sorriso] As pessoas falam. Elas sempre falam.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
2634 pessoas visitaram
Publicado em 12/06/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!