Autor: Daniel de Carvalho
Editora: Baraúna 
Páginas:
 398
Classificação:
 2.5/5 estrelas

Sombras na Parede narra a história de duas famílias distintas que tem suas vidas cruzadas pelo destino e acabam se tornando um sucesso na história. Conhecemos primeiro a família Bradford, donos de uma fazenda no Condado de Santa Anna. O chefe da família é Ernest,  casado com Charlotte, e residem com sua irmã Maggi e com os sobrinhos Lucy e Dick. Ernest possuía um estúdio e era obcecado por fotografia. Seu sobrinho segue o mesmo caminho e então eles decidem dar um emprego à Dick no estúdio. Porém, iriam ficar sem ninguém para ajudar na fazenda, assim decidem ajudar Bolger que se tornou um filho querido para o casal.

Do outro lado, há o Golden Brothers Circus, administrado por Billy Barney, esposo de Lita. Infelizmente o circo conhecido há gerações não está passando por uma fase muito boa devido as grandes despesas dos últimos tempos. Dessa forma, o lucro não está cobrindo tudo e Billy decide cortar gastos no circo. Começando por diminuir o nível do espetáculo, tirando os animais e outros atrativos. No entanto, o circo ainda continua com um bom número de telespectadores -– um pouco decepcionados –- em razão da grande fama que haviam obtido anos atrás.

Todo negócio é um risco e eu estou disposto a arriscar.

Em uma viagem com sua esposa, Ernest descobre a preciosidade do cinematógrafo, até então desconhecido por várias pessoas, mas que logo de cara o conquistou. Como foi descrito por todos, o cinematógrafo utilizava de uma nova tecnologia de sombras na parede, as fotografias se mexiam e todos ficaram impressionados. Ernest decide mudar para Hollywood, uma pequena cidade dos Estados Unidos, e começar a trabalhar no ramo do cinema, como foi por ele abreviado. Ao mesmo tempo, o Golden Brothers Circus está se instalando na mesma cidade para a mais nova temporada que inclui teatro após as apresentações convencionais. E aí as famílias se cruzam e os negócios e relacionamentos amorosos se iniciam.

Ao fazer a narração em terceira pessoa, Daniel de Carvalho buscou explicar a história tanto quanto podia. Porém pecou em alguns aspectos. No início da obra, cada capítulo tem certo período de tempo de diferença entre eles, o que fez com que perdêssemos a essência dos personagens, visto que não íamos conhecendo-os pouco a pouco e nem vendo seu amadurecimento. E, por ter tantos personagens para se abordar, acabamos conhecendo-os superficialmente. Não é possível se conectar com a história a ponto de você sentir como se estivesse vivendo a trama no lugar deles.

Gostei muito da premissa do cinema, de como surgiu e do primeiro filme, além de toda a dificuldade para conseguir obter o sucesso. No entanto, acredito que ao juntar as histórias de ambas às famílias acabou prejudicando um pouco a trama. Se Daniel tivesse apostado na história de apenas uma família, enriquecido os detalhes e a consistência dos personagens, a nota para o livro, teria sido, sem dúvidas, muito maior.

Mas, para aqueles que são apaixonados por cinema, nada melhor do que um livro que fale um pouquinho da experiência do início dessa inestimável obra para o ser humano e a sua união com o teatro. Então para esses o livro está mais do que recomendado.

O circo e o teatro são preciosidades, são patrimônios da humanidade que estarão sempre presentes para alegrar o coração de todos os seres humanos.

 

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
2982 pessoas visitaram
Publicado em 02/06/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Eu prefiro quando me sinto conectada com o enredo, estes são os livros que realmente me arrebatam.
    Bjs, Rose.

    1. bianca guimaras disse:

      vc expressou realmente como me sinto, quando me deparo com alguns generos literarios.

  2. Naty C disse:

    Adoro cinema e achei interessante essa temática do começo do cinema. Confesso que só lendo a sua resenha eu já fiquei perdida com tantos personagens, imagina então no livro.

  3. Mônica Oliveira disse:

    Ai achei legal a história do cinema ser contada como surgiu e tals..mais não curti o enredo e pelo o que vc escreveu o autor peca em alguns aspectos e isso desanima e muito a se empolgar a ler algo tão diferente.

  4. Cristiane Silva disse:

    Meio estranho….Humm, não sei se leria, morno demais pra mim. sinopse não chamou muita atenção também…

  5. Juliana Jesus disse:

    Bom eu não gostei muito não, não me atraiu e pela sua resenha o pouco interesse que eu tinha sumiu. Não compraria não. =/

  6. Amanda Ishi disse:

    É interessante o tema que o autor abordou, só que mesmo assim a história não me chamou atenção.
    Beijoos

  7. paulino disse:

    Deve ser muito interessante ver mais sobre o cinema e sua história,mas acho q só esse pano de fundo não basta e pelo que vi a historia dos personagens não me interessou

  8. Gabriella Alvim disse:

    Provavelmente não lerei este livro, não me agradou. Sua resenha me deu a certeza de que eu não gostaria, ainda mais por saber que o autor pecou em alguns aspctos

  9. Bom mesmo com algumas falhas do autor, acho que deve ser um bom livro. Você destacou alguns pontos positivos nele e isso me interessou. Quero conhecer a história dessas famílias e desfrutar da leitura. Beijos.

  10. Romances nacionais não me agradam muito, depois de ler sua resenha fiquei com os dois pés atrás :/

  11. Nattacha disse:

    Achei o livro muito interessante por contar como surgiu o primeiro filme, basicamente uma história do cinema né. Mas fora isso não leria o livro, me pareceu bem fraco, como você mesma comentou ai em cima, se ele tivesse focado em apenas uma família e enriquecido mais com detalhes e tudo o mais, teria ficado bom. Pelo menos é um prato cheio para quem curte muito cinema né!
    :*

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!