Autora: Keary Taylor
Editora: CreateSpace
Páginas: 336

What I Didn’t Say é um livro que não prometia nada, mas me fez rir e chorar, me surpreender e amar cada personagem. O livro gira em torno de uma garoto, Jake Hayes, que tem sua vida mudada em um acidente de carro. Ele é tão azarado que logo na primeira vez que ingere bebida alcoólica e toma coragem de ir atrás da garota que ama, ele bate e o carro e jamais será capaz de falar essas palavras novamente pois suas cordas vocais foram gravemente danificadas e ele será mudo enquanto viver. Só que há coisas piores na vida, e o que Jake vê como azar outras pessoas podem ver como sorte.

A vida pode ser muito cruel as vezes.

Agora que é tarde demais para dizer à Samantha Shay seus verdadeiros sentimentos, Jake tenta se acostumar a sua nova vida e a depressão que o assola. Mas sua família não é feita somente de seus seis irmãos e irmãs, o povoado inteiro está a seu lado para dar apoio quando ele não mais tiver forças para seguir em frente.  E conforme ele passa mais tempo com Samantha, ele vai aprender que não ser capaz de falar não é o pior que pode acontecer a uma pessoa.

Esse livro é bom de várias formas e chega até a ser uma estória baseada em fatos reais. Quando jovem, Keary Taylor perdeu parte de sua audição e ela decidiu colocar parte de sua alma em What I Didn’t Say. O resultado foi um romance que me fez rir muito e a nostalgia também foi latente com alguns trechos me recordando minha própria infância (fiz xixi nas calças quando estava no primeiro ano, confesso!), além de eu totalmente entender como é ter uma casa sempre lotada de pessoas. Com cinco irmãos, isso tem seus pontos altos e baixos.

Eu queria sussurrar um milhão de coisas para Sam, todas as coisas que não disse mas não pude. Assim que em vez disso me inclinei para frente e deixei meus lábios mostrarem.

Conforme a trama se desenrola, a sensação de amor platônico entre os protagonistas vai se perdendo. Eu realmente acreditava que era algo artificial entre eles, um olhar que cativou, mas através de flashbacks o leitor confere que os dois tem tudo haver um com o outro. Já faz um tempo que desde a última vez que encontrei um jovem adulto (que alguns podem classificar de new adult, mas não eu!) que gosta de pegar o leitor pelo cerne e ensinar uma boa lição. E é disso que esse livro basicamente consiste, de uma lição que todos deveríamos aprender. Mesmo que batida.

Não só a inconsequência envolvendo o alcool é discutida, mas a sempre presente mania de julgar sem nem se preocupar em saber o que realmente aconteceu, quem a pessoa realmente é. Sam chega a ser o personagem mais marcante, de uma forma agridoce até. A sinopse do livro pode ser enganosa, mas ela é a garota que é deixada de lado, que desaparece na multidão. Já Jake é o popular, adorado por todos e mesmo se dizendo apaixonado ele não conhece Sam, mas está prestes a ver quem ela realmente é e seu amor juvenil tomará outra dimensão quando ele, mesmo danificado, se tornar o salva-vidas dessa estranha menina.

Tive que tomar uma decisão. Podia deixar esse acidente, essa coisa louca que arruinou minha vida. Não seria tão difícil deixar que isso me consumisse. Seria fácil ficar com nojo da vida e me render. Seria infernalmente muito mais difícil fazer o que sempre fiz. Não seria fácil voltar a escola em poucos dias. Não seria fácil caminhar pela ilha, para fazer cada pessoa saber o que me passou. Porque é assim que seria.

Assim tomei uma decisão.

Vou escolher o caminho mais fácil, ou tomar o caminho mais difícil?

Ao som de Adelitas Way, que só me fez ainda mais vidrada na estória, What I Didn’t Say é um livro de amor, não só entre homem e mulher, mas fraterno, amor que surge nas maiores adversidades, e também um relato sobre luta, laços mais fortes que o sangue, cheio de risos e lágrimas. Se você der uma chance à esse livro, talvez se surpreenda.

Quero ver o que há no final desse túnel. Eventualmente o túnel precisa levar a luz, certo?

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
7556 pessoas visitaram
Publicado em 02/08/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Dalila Souza disse:

    Quedê editoras lançando???

    ps.: AMEI a música!

  2. Julia disse:

    Geente.. Necessito muito desse livro em português *_*
    Já mandei uma sugestão pra editora Novo Conceito de publicarem esse livro em português mas recusaram 🙁

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!