Autora: Dora Heldt
Editora: Europa
Páginas: 336
Classificação:  3.5/5 estrelas

Em Mala Extra: Férias com Papai, Christine está de férias e pronta para ir à Norderney ajudar sua amiga Marleen a reformar sua pousada e o bar. Ela tem um plano perfeito para essas férias, com muito sol em uma ilha maravilhosa junto as suas amigas, e trabalhar é o de menos. Quem sabe ela até não se apaixone?

Mas o plano perfeito cai por terra quando sua mãe precisa fazer uma cirurgia e Christine fica encarregada de cuidar de seu pai. E mesmo ele sendo engraçado e amigável, ele também é teimoso, intrometido e mais do que inconveniente. Antes mesmo de começar a viagem Christine já passa por uma ou outra situação embaraçosa, e o que era para ser um verão maravilhoso está prestes a se tornar um pesadelo.

Christine está na faixa dos quarenta anos, seu pai já passou dos setenta, e aí você imagina que ambos já estão mais do que grandinhos para ter uma relação tranquila, sem muitas discussões. Mas não é esse o caso! Mesmo adulta, Christine ainda tem que fumar escondida, e mesmo idoso, Heinz, o pai de Christine, ainda precisa de ajuda para escolher suas roupas (ele é daltônico). Essa dupla, juntos, me fizeram passar vergonha no ônibus de tanto rir.

Mesmo os chick-lits escritos por alemães causarem uma certa estranheza no início, a leitura é igualmente viciante e de causar gargalhadas como qualquer outro bom livro do gênero. Mais uma vez causou um impacto de culturas, já que aqui no Brasil uma mulher com mais de quarenta anos divorciada recebe olhares tortos quando se predispõe a procurar um romance de verão, e já não acontece o mesmo lá. E em  Mala Extra: Férias com Papai, o romance na verdade é secundário, porque irresistível mesmo é Heinz.

O velhote é simplesmente louco, fora da realidade, apronta todas e sempre tem uma resposta na ponta da língua. Sua filha quase chega a ir presa logo quando se encontram. Para acompanhá-lo é preciso muita paciência e bom humor. E eu adorei essa personalidade.  Posso dizer que ele foi o verdadeiro protagonista desse romance, todo e qualquer outro personagem perdeu o brilho perto de Heinz.

Tempos malucos forçam laços fortes.

Dora Heldt não somente escreveu de forma a me sugar para a história, o jeito como descreveu cada individuo também me fez encontrar semelhanças com pessoas que convivo, mesmo com as situações absurdas. E cada novo trecho causa uma explosão de risadas, então o livro atingiu seu objetivo. Já o romance foi tratado de forma bastante artificial e o mesmo posso dizer do desfecho da história. Com um pouco de pesquisa, descobri que esse livro é, na realidade, o terceiro de uma saga, mas como o idioma original é alemão eu dificilmente vou conseguir ler os outros livros. Agora a esperança é que a Europa publique a saga completa dessa louca família para que eu possa continuar rindo e me encantando com as barbaridades que eles cometem.

Esse livro apareceu em boa hora. Sabe aquele momento em que você precisa de uma leitura colorida, alegre e doce? Pois é, Mala Extra: Férias com Papai me deixou com a alma leve e com a barriga doendo. Está mais do que recomendado.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
3695 pessoas visitaram
Publicado em 07/05/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. A editora Europa ta in love com os autores da Alemanha né? Tenho certas dificuldades de gostar de old chick-lit =( li uns que a protagonista era tão baixo astral… Mas nesse parece que o tchan é o Heinz! E eu adoro livros com pais e gargalhadas ahahahha.

  2. camila rosa disse:

    Eu não gostei da capa do livro, pois achei ela muito estranha, mas a historia dele parece ser muito divertida, já pensou você ter muitos planos em uma viagem e depois descobre que tem que tomar conta do pai.

  3. Adoro chick-lits, toda estante deveria ter um.

  4. Vanilda Procopio disse:

    Não conhecia esse livro mas se tem humor, se faz rir, já fiquei interessada. Faz tempo que não leio algo assim e com sua resenha até senti falta.

  5. Mônica Oliveira disse:

    Pela sua resenha e sua nota nem parece que se trata de um mesmo assunto.. HAHAHAHAHA
    Parece ser bem legal a história e tipo dar boas gargalhadas como você mesma disse, só tenho que dizer A CAPA É HORRÍVEL !

    1. Gabrielle disse:

      Eu acho essa capa TÃO engraçada! rsrs esse velho me encanta!

  6. Diana andrade disse:

    amo o gênero chick-lit e essa parece ser uma historia muito interessante

  7. Paty disse:

    Achei essa capa bem engraçada (e nada bonita, rs.). Sei lá a capa me lembrar aqueles seriados americanos de comédia com velhinhos fazendo piadinhas de duplo sentido que ninguém acha graça hahaha. Fiquei curiosa para ler, mas não com vontade de ler, rs. Será que isso é possível? haha

  8. Dani Marjorie disse:

    A capa é muto engraçada e pelo jeito a leitura também… Adoro comédias!!! Se realmente vou ler ainda não sei, mas gostei do enredo.

  9. vannessa queiros disse:

    Gabi,nossa deve ser uma comédia a vida da Christine,adoro chick-lits porque a leitura é leve e divertida,os personagens cativantes e várias situações engraçada!

  10. Viviane dos Anjos disse:

    Adoro livros chick-lits com essa vibe alegre, do tipo que te prende com situações hilárias e proporciona boas risadas,e apenas lendo a resenha e vendo essa capa já dá pra rir um pouco, aguardo a recomendação de outros livros desse tipo!!!!:)

  11. Gabriela Alves disse:

    Adoro livros engraçados e leves como esse !

  12. Dalila Souza disse:

    “Me fez passar vergonha no ônibus” e “explosão de risadas”. Não precisa dizer mais nada: VOU LER!

  13. Maicon disse:

    Essas resenhas, que dá vontade de ler o livro…
    É muito bom quando a gente acha um livro pra relaxar assim, mas devo dizer que eu também achei essa capa tenebrosa @.@

    A propósito, apesar dos livros serem escritos em alemão, eles já foram todos traduzidos para o inglês, então, se a Planeta não lançar…

    1. Gabrielle disse:

      Acho que só eu amo essa capa rsrs

  14. Fabiéle Fernandes disse:

    Nossa fiquei com muita vontade de ler o livro… ótima resenha.

  15. Rafaela S. disse:

    Eu fiquei bem curiosa com esse livro, adoro livros engraçados e esse parece ser muito, nunca tinha ouvido falar dele, mas parece interessante. Só achei essa capa feia.

  16. Thais Fogaça disse:

    Ótima resenha, bateu ate vontade de ler algo mais leve, descontraído para variar!

  17. Gizeli R. Meister disse:

    É a primeira resenha que leio, capa chama atenção. Gosto de ler chick-lits depois que termino uma série ou saga, para dar uma relaxada. Com certeza vai vai para minha lissssssttttiiiiinnnnhhhaaaa…..

  18. Nattacha disse:

    Acho que essa é a primeira vez que leio uma resenha sobre um chick-lit de outra cultura, a alemã no caso, nunca tinha desconfiado eu disso, e pelo que pude notar na sua resenha o choque entre as culturas é notório né! Para eles super normal mulheres de 40 anos procurem um romance de verão, já por aqui… é tia já!
    Acho que esse livro deve ser muito engraçado, uma filha que apesar de grandinha ainda faz coisas escondida de seu pai e um pai daltônico não é a coisa mais normal do mundo né.
    Acho super bacana quando livros assim chegam em nossas vidas sabe, andamos meio para baixo e dai do nada lemos um livro super engraçado e divertido que acaba nos alegrando e melhorando nosso dia. É como li um dia: livros são como remédios, e nem nos damos conta disso!
    Adorei sua resenha sobre o livro e principalmente por conhecer ele!
    :*

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!