The Program (Program #1), de Suzanne Young

Sloane sabe melhor sobre chorar na frente de qualquer pessoa.

Com o suicídio agora sendo uma epidemia internacional, uma explosão levou-a até o The Program, o único tratamento comprovado. Os pais de Sloane já perderam um filho; Sloane sabe que deve fazer de tudo para continuar viva. Ela também sabe que todos que passaram pelo The Program voltaram como uma lousa em branco. Porque a depressão se foi—assim como as memórias.

Sob constante vigilância em casa e na escola, Sloane coloca sua cara de brava e mantém seus sentimentos enterrados enquanto ainda pode. A única pessoa com quem pode ser ela mesma é James. Ele prometeu manter ambos seguros e fora do tratamento, e Sloane sabe que o amor deles é forte o suficiente para suportar qualquer coisa. Mas, apesar das promessas que fizeram um ao outro, está ficando cada vez mais difícil esconder a verdade. Ambos estão cada vez mais fracos. A depressão está corroendo.

E THE PROGRAM ESTÁ VINDO ATRÁS DELES.

The Eternity Cure (Blood of Eden #2), de Julie Kagawa

Allison Sekemoto jurou resgatar seu criador, Kanin, que está sendo mantido refém e é torturado pelo vampiro Sarren. A chamada de sangue a leva de volta ao início — New Covington e o Fringe, e um príncipe vampiro que a quer morta ainda que seja um aliado.

Enquanto Allie enfrenta revelações chocantes e decepções como nunca antes, um novo tipo do vírus Red Lung que dizimou a humanidade está ameaçando tanto humanos quanto vampiros.

This Girl (Slammed #3), de Colleen Hoover

Livro onde Will narra os acontecimentos em Slammed

Life After Theft, de Aprilynne Pike

Mudar para uma nova escola é uma merda. Especialmente uma escola para garotos ricos. Com uniformes. Mas nada é pior do que descobrir que a primeira garota que você encontra está morta. E é uma cleptomaníaca.

Ninguém pode ver ou ouvir Kimberlee exceto Jeff, então ele concorda em ajudá-la a terminar seu negócio inacabado (ela roubou algumas coisas enquanto estava viva — e daí?) para poder seguir adiante. Mas Kimberlee está em duvida se deve concertar seus erros e finalmente enfrentar o que a espera do outro lado.

 

Someday, Someday, Maybe, de Lauren Graham

Franny Banks é uma atriz lutando por sua asserção em Nova York, com apenas seis meses restantes do prazo de três anos que ela deu a si mesma para fazer sucesso. Mas até agora, tudo o que ela conseguiu foi um anúncio para camisolas feias de Natal e um trabalho como garçonete. Ela vive em Brooklyn com dois companheiros de quarto — Jane, sua melhor amiga de faculdade, e Dan, um escritor de ficção científica, que definitivamente não é material para namorado — e está lutando por seus sentimentos por um homem suspeitamente encantador de sua aula de  atuação, e tudo isso enquanto tenta encontrar um produto de cabelo que realmente funciona. Enquanto isso, ela sonha em fazer um trabalho “importante”, mas apenas consegue ter audições para detergente líquido e comerciais de manteiga de amendoim.  É difícil dizer o que acabará primeiro, tempo ou dinheiro, mas de qualquer forma o fracasso significaria enfrentar o fato de que ela não tem absolutamente nenhuma habilidade para triunfar no mundo real. Seu pai quer que ela volte para casa e lecione, seu agente não vai chamá-la de volta, e sua amiga Penelope, seu ponto de apoio, pode vir a ser sua maior competição.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
2789 pessoas visitaram
Publicado em 30/04/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!