Autora: Madeleine Wickham
Editora: Record
Páginas: 348
Classificação: 3.5/5 estrelas

Em Louca Para Casar, Madeleine Wickham, mais conhecida pelo pseudônimo de Sophie Kinsella, explora a busca pela perfeição e, no caso de nossa protagonista, como isso acarreta em mentiras atrás de mentiras. E a maior mentira de Milly é já ser casada… e mesmo assim pretende se casar novamente!

Dias antes de seu casamento, por uma brincadeira do destino, o fotógrafo contratado para seu novo casamento conhece seu maior segredo, e agora Milly deve correr para desfazer seu antigo erro.

Quando tinha dezoito anos, ela se casou com Allan, um americano que conheceu em Oxford e para permanecer na Inglaterra e continuar com seu amante, Rupert, pede ajuda para Milly. Quando tudo aconteceu, Milly achou tudo excitante e divertido, mas anos depois ela sabe que se Simon, seu noivo, descobrir que ela já é casada, o novo casamento ser cancelado é o menor dos seus problemas. Ela sabe que seu mundo está prestes a desmoronar, porém conforme os segredos começam a ser relevados, outros vem a tona e são desenterrados, e o que era para ser um simples divórcio impacta na vida de todos.

Bem, se você quer ler esse livro por amar o estilo divertido de Sophie Kinsella escrever, pare tudo e repense. Não é Sophie Kinsella quem assina esse romance, aliás o estilo não poderia ser mais diferente. Louca para Casar trata de dramas familiares, preconceitos diversos e um ou outro trecho é divertido.

No primeiro sinal de problema, ele foge. Na primeira dificuldade, desiste.

Logo nas primeiras páginas, nos deparamos com uma protagonista chata. É, isso mesmo, não tenho outra palavra para essa Milly dos primeiros capítulos. Não tem como não ficar com raiva pela futilidade e, de tabela, também ficar desanimada com o desenrolar que poderia dar a história. Já seu noivo, Simon, é pomposo ao extremo. Mas esse livro é muito mais que esses dois personagens e seus problemas. Isobel, a irmã de Milly, está grávida e não sabe se quer ter o bebe, os pais de Milly estão passando por uma crise, o pai de Simon continua batendo de frente com ele, e Esme, a madrinha de Milly, parece ser a única em quem se apoiar, livre de problemas. Mas aparências enganam.

Louca Para Casar tem uma visão bastante honesta de nossa sociedade. Wickham mostrou um amor que nem sempre pode fazer tudo terminar bem, como casamentos são desfeitos conforme o descaso impera dentro de casa, e a necessidade de ter um papel porque nem sempre aceitam quem você realmente é. É difícil não se identificar com um ou outro problema, e esse foi o grande trunfo desse romance.

Entretanto, diferente da vida real, tudo se resolveu em um estalar de dedos, como um passe de mágicas, e o que poderia ser um grande livro tornou-se algo artificial. É como uma novela onde tudo se resolve de uma hora para outra. Louca Para Casar é ideal para quem busca um bom entretenimento, um livro que espelha bem nosso cotidiano, porém já aviso que não vai muito além disso.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
5361 pessoas visitaram
Publicado em 27/04/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Eu já sabia que esse livro não seria like Sophie já que ela assinou com com o nome dela, como você explicou, e já esperava um draminha familiar e protagonista chata ahahaha. Li a sinopse quando divulgaram o lançamento e não fiquei morrendo de vontade de comprar, porém leria sem problemas só que tenho uma lista de prioridades da frente =).

    Bruna pela sua resenha já sei meio o que me espera e posso até aproveitar melhor a leitura, minhas expectativas não vão ultrapassar o intuito do livro.
    beijos!

  2. Dreeh Leal disse:

    huum. eu tinha gostado muito da capa e do titulo..
    agora ja estou meio na duvida..

    Beeijinho. Dreeh
    Livros e tudo o que há de bom

  3. Cris disse:

    Adorei a dica!

    (In)felizmente trabalho com casamentos e sou justamente fotógrafa. De fato, a gente vê de TUDO nessa profissão. E é tanta hipocrisia – fora o cansaço e outros problemas – que não vejo a hora de mudar de ramo, dentro da fotografia mesmo.

    Tenho a impressão que mesmo a protagonista sendo chata e o fim artificial, vou me divertir muito com esse livro. Mais uma que vai pra minha imensa lista, mas provavelmente passarei esse na frente.

  4. Van disse:

    Oi, boa noite.
    Terminei agora de ler esse livro. Li todos os da Sophie Kinsella, portanto, talvez, com algum conhecimento de causa eu possa dizer, que esse é o pior livro que eu me recorde de ter lido pelo menos nos ultimos dois anos. É tonto do inicio ao fim.
    (Estou apenas comentando porque eu gostaria de ter lido um comentario desse tipo para não ter perdido tempo lendo esse livro).

    1. Gabrielle disse:

      Eu gostei do meio por fim, então dificilmente faria esse comentário rsrs Mas eu não recomendo nada da Madeleine para quem espera algo “Sophie”

  5. Nattacha disse:

    Achei a enredo do livro super bacana, apesar de não ser do tipo super inovador, para o texto ele abria vaaarias alternativas para o desenrolar dele todo!
    Bem, não li muito títulos da autora até hoje, mas achei bem incrível ela escrever em terceira pessoa passando pelo ponto de vista de todo mundo ;D E achei ainda mais interessante que agora o livro não tem só o foco nos problemas da personagem principal, mas todo mundo tem um espacinho dentro do livro!
    Fiquei bem empolgada para conhecer a escrita da autora agora como Madeleine Wickham, que eu também só fiquei sabendo a pouco tempo que era o nome de verdade da Sophie Kinsella.
    Beijinhos

  6. Patricia Lima disse:

    Ok, eu amo os livros da Sophie então quando anunciaram o lançamento deste fiquei bem curiosa. No entanto, pelo que você falou a autora muda quando escreve como Madeleine, o que agora não sei se é uma coisa boa ou não.

  7. camila rosa disse:

    Esse livro parece ser muito divertido, ele ja esta na minha lista de desejados, pois além de ter essa capa super tem uma historia que parece ser muito legal.

  8. Eu gostei da capa, mas agora estou em dúvida.

  9. Vanilda Procopio disse:

    E eu que ainda não li nada da Sophie Kinsella? Sempre fui deixando pra lá e acabei que ainda não li nada da autora. Bem, me baseando pela sua resenha, fiquei bem animada para ler esse livro porque parece aquele tipo de história bacana, que diverte (emociona também) mas principalmente diverte. Nada muito profundo, mas acho que serve para relaxar.

  10. Mônica Oliveira disse:

    Fiquei curiosa com esse livro por se tratar de ser e não ser da Sophie mais depois da sua resenha e de algumas críticas do livro meio que me desanimou ler..Protagonista chata, não né ?? basta uma BELLA na minha vida, outra não rola.

  11. vannessa queiros disse:

    Oi Bruna, adorei o post,sou Fã de livros Chick Lits,adoro os livros da Sophie,adorei a resenha,a capa está super fofa e Milly uma protagonista daquelas do jeito que a gente gosta:perto da realidade,se mete em muitas aventuras e confusões mas acredita no amor e na amizade.
    Interessante ter um pouco de drama gostei de Vc mencionar que tem uma visão bastante honesta de nossa sociedade..

  12. Diana andrade disse:

    os romances da sophie são incríveis! estou muito ansiosa para ler outro livro dela 🙂

  13. Fabiéle Fernandes disse:

    Eu adoro Chick lits e tenho muita vontade de ler livros da Sophie, apesar de esse não ter me inspirado muito, principalmente depois de sua resenha.

  14. Paty disse:

    Adoro Chick list, mas sempre fico com um pé atrás com a Sophie Kinsella. Nunca li nenhum livro dela, mas assisti a adaptação de Delírios de consumo de Becky Boom e achei tãããão ruim que perdi o tesão de ler. Ok, sei que JAMAIS podemos julgar o livro pelo filme, mas sei lá isso de consumista e talz não me dá nenhuma vontade de ler, rs. Acho que a partir daí criei um bloqueio sempre que escuto o nome Sophie Kinsella apesar de 10 entre 10 blogueiras falarem super bem dela. Em relação a esse livro achei a sinopse meio morna e a capa bem se sal, rs. Mas apesar disso fiquei curiosa e já coloquei o livrinho na lista de livros pra ler 😉

  15. Viviane dos Anjos disse:

    Acho os livros da Sophie Kinsella bem divertidos, uma leitura bem leve, e até cheguei a pensar que tratava-se de uma história nesses moldes, mas pelo que li nessa resenha esse livro “Louca para Casar” parece ser aquele verdadeiro não leve gato por lebre.

  16. Rafaela S. disse:

    Eu Já faz um tempinho que estou de olho nesse livro, ele parece ser ótimo. A historia parece ser ótima, tenho quase certeza que vou amar esse livro, adoro tudo que tem haver com casamentos e etc. E eu amei essa capa. Eu acabei ontem de ler Fiquei com seu numero da autora e eu amei o livro. E agora quero conhecer mais livros dela!

  17. Dalila Souza disse:

    Nooossa! Mega choque em saber que a Sophie que é o pseudônimo!
    Tem muita diferença na escrita das duas?

    Li em algum blog (acho que foi o Feed Your Head) que a (acho que foi a Jordana mesmo) garota ficou meio que com medo de ler, porque também tinha se decepcionado com Quem Vai Dormir com Quem? (e eu louca pra ler, fiquei desanimada também!).

    Ele tá na wishlist, mas não é prioridade.

    =*

  18. Gabriela Alves disse:

    Os livros de Sophie são ótimos , creio que esse não vai ser diferente !

  19. Maicon disse:

    Confesso que a resenha me surpreendeu, porque mesmo nunca tendo lido nada da Sophie (chick-lit não é minha onda) a gente sempre ouve falar das características da escrita dela, e pelo que eu li aqui ela fugiu completamente desse estilo né?
    Sempre vi os livros dela como sendo desses que viram filmes da
    Sessão da Tarde, e acho que com esse não rola essa caracterização, o que por um lado pode ser bom, no final das contas.

  20. maria clara disse:

    Tinha me interessado pela sinopse do livro, mais sua resenha me deixou com o pé atrás, não gosto quando os livros ficam artificiais :/

  21. Dani Marjorie disse:

    Eu adoro os livros da Sophie Kinsella, e esse com certeza eu vou ler e vou gostar, mesmo com os pontos negativos apontados por vc, afinal, toda leitura é pra entretenimento.

  22. Thais Fogaça disse:

    Ótima resenha, mas só de ler a sinopse ele já parece chato, acho porque não sou louca para casar!

  23. Gizeli R. Meister disse:

    Gostei da resenha, e me interessei bastante, pois me pareceu uma leitura bem leve e agradável, pra relaxar mesmo, já que estou sempre lendo livros com suspense, psicológicos e aventuras, um livro mais leve me parece uma boa ideia.

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!