Autora:  Rebecca James
Editora: Intrínseca
Páginas: 302

Bela Maldade conta a história de Katherine, uma garota de 17 anos que muda de cidade para viver com a tia e escapar de uma tragédia que assola sua vida. Mesmo tentando ficar invisível no novo colégio, Katherine faz amizade com a garota mais popular, Alice, e seu “namorado”, Robbie. Juntos, os três saem e se divertem, mas Alice é falsa e manipuladora e, após suas constantes mudanças de humor, demonstra não ser a boa pessoa que aparentava.

Tudo piora especialmente quando Katherine sai e começa a fazer mais novos amigos e até mesmo arruma um namorado. Alice começa a demonstrar sua verdadeira face e ela trás a tona tudo o que Katherine quer deixar enterrado em seu passado.

…toda a raiva que eu vinha sentido de Alice desaparecera. Ela havia feito minha mãe feliz, e, em vez de me sentir infantilmente enciumada, eu deveria estar agradecida. Eu havia sido irracional, egocêntrica e mesquinha. Ao voltar para o andar de cima, prometo a mim mesma que serei muito mais generosa e compreensiva em relação à Alice no futuro. Afinal, ela tem as melhores intenções. É uma boa amiga, devotada e generosa, e seu coração está sempre no lugar.

O enredo nos mostra que muitas vezes ninguém quem nós pensamos que fosse. Explora a face da psicopatia que poucos livros abordam, o psicopata “passivo”, não o serial killer comum, e sim aquele tipo de pessoa que chamamos de sem caráter. A história evoca muitas emoções, enquanto você está lendo em parte  deseja que Katherine finalmente experimente a felicidade, mas, em seguida, quando você descobre do que ela está tentando fugir, então você começa a se perguntar se ela realmente merece ou não.

O final é o mais surpreendente, fiquei louca pra abrir o jogo sobre várias coisas do enredo aqui, mas, como o livro alterna passado e presente e é cheio de mistérios que o leitor vai descobrindo aos poucos, acabaria com a graça e o suspense da trama. Bela Maldade é volume único, mas deixa com gostinho de quero mais.

 Por um instante penso em enfrentá-la, perguntar por que está tão decidida a me ferir, mas desisto rapidamente. É inútil. Não quero ouvir suas explicações – não há uma desculpa racional ou aceitável para o que ela fez – e não quero ouvir uma de suas justificativas insinceras. Só quero que saia daqui.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
28459 pessoas visitaram
Publicado em 21/04/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Nattacha disse:

    Faz um tempinho já que li esse livro, e quando vi a recomendação não pude deixar de não olhar, o livro é realmente muiito bom, altermando entre passado, presente e futuro, a autora conseguie explorar muiito bem os “tempos” e apesar de todos os acontecimentos, aquela psicopata, o livro termina de uma forma bacana, que para mim na verdade foi bem previsível. Mas eu achei que fosse só eu, mas realmente termina com gostinho de quero mais né ;D
    Recomendo também, com certeza!
    :*

  2. Sarah Souza disse:

    Quando comecei a ler a resenha pensei que fosse só mais um livro de adolescente mas ai fui lendo e percebi que era mais que isso que aborda outros assuntos. Mas não é um livro que eu leria, vou ver outras resenhas quem sabe.

  3. Choque é o que resume minha opinião a respeito desse livro. Sim, é mesmo muito bom e recomendado, mas alguns detalhes são tão… realistas, que me deixaram arrasada. Fiquei tipo: é, preciso tomar cuidado com quem compartilho minha vida.

    Bjs

  4. kyara disse:

    Adorei a resenha, mas achei a capa fraca para uma história tão boa.

  5. Sou louca pra ler este e nunca tive a oportunidade.

  6. http://www./ disse:

    Que honra ser seu amigo,,,,,,vc é uma criatura especial meu vei!!!!!! Que Deus sempre te proteja dando mutia PAZ e SAUDE e um abraço musical entao né,,,,,rs

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!