Autora: Christina Lauren
Editora: Gallery Books
Páginas: 320
Classificação: 3/5 estrelas

 Uma mulher ambiciosa. Um executivo perfeccionista. E muitas discussões! Chloe Mills é uma mulher trabalhadora, competente, focada em seu MBA, com apenas um único problema: Bennett Ryan, seu chefe. Ele é exigente, irritante, e completamente prepotente. Um belo bastardo.

Inferno, nós nem sequer gostamos um do outro.

Bennett voltou da França para assumir um cargo vital no négocio da família. Ele nunca esperou que sua assistente fosse uma criatura linda, inocentemente provocativa — e completamente irritante. Pior, ele tem que aguentá-la todos os dias. Apesar dos rumores, ele nunca se relacionou com alguém do trabalho. Mas Chloe é tão tentadora que ele está disposto a quebrar uma ou duas regras. Com o apetite entre eles aumentando, Bennett e Chloe devem decidir o que eles estão dispostos a perder para ganhar um ao outro.

Beautiful Bastard é mais uma fanfic de Crepúsculo que deu certo, e seu lançamento é mais do que aguardado ao redor de todo o mundo. Eu não li Cinquenta Tons, e esse é tido como o irmão gêmeo do bestseller, mas Beautiful Bastard possui alguns pontos que podem fazer toda a diferença.

Logo no início os protagonistas fazem o sexo mais louco e desvairado da literatura. Preliminares? Isso é coisa para iniciantes. E a protagonista não é nenhuma bobinha virgem, e isso era exatamente o que eu esperava de Chloe: boba e submissa. Mas não, a garota tem garras, e morde também. E um provoca o outro, um puxa e estica envolvendo amor e ódio.

Chloe e Bennett discutem, e aí partem pro sexo, e aí eles discu… ops, não, era sexo novamente. Deu para vocês entederem? E a cada vez que transam, três coisas certamente vão sair da boca de um. Elas são: puta, foda-se, e não vai acontecer novamente. Mas acontece, logo na página seguinte, provavelmente.

O livro é setenta por cento sexo, mas os trinta por cento restantes tem uma trama divertida e gostosa, só que não forte o suficiente para durar mais dois livros. As autoras, Christina Lauren (são duas pessoas, um só nome), usaram e abusaram de clichês, como o mocinho que tenta ignorar seus sentimentos, e a mocinha que tenta dizer não enquanto seu corpo diz “sim, sim!”, e elas mesclaram um ou outro pequeno drama para disfarçar, mas, sinceramente, esse livro é sexo puro e não vai além disso.

Há pontos positivos, claro. É engraçado os dois protagonistas narrarem, isso acrescenta pontos ao livro, e eu gostei que Chloe não cai de amores pelo protagonista rico e gostoso logo de cara (ela só esqueceu de avisar a piriquita dela sobre isso!). Foi esse tipo de narrativa que fez os personagens mais verdadeiros, mesmo que o jeito descritivo e a forma como as autoras caracterizaram os protagonistas deixaram ambos bem juvenis.

É provável que você comece o livro, dê boas risadas e passe para outra, ou, como eu, há uma pequena chance que você vá até o fim esperando ser surpreendida. Afinal, o livro promete ser um sucesso. Bem, se você escolheu a segunda opção, boa sorte com ela.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
14317 pessoas visitaram
Publicado em 13/02/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Gabi eu li o livro e gostei! Olha, é muito difícil eu gostar das mocinhas de livros assim, pq na maioria das vezes elas são chatas, sem auto-estima, submissas e irritantes, mas a Chloe é diferente e por isso tbm gostei dela. Na minha opinião a trilogia cinza meio que roubou o mercado de livros hot contemporâneo, e mesmo que os posteriores sejam melhores sempre vão preferir o pioneiro (as fãs maníacas do Grey que o digam), que é uma pena…
    =D

    1. Gabrielle disse:

      Acho que esse livro ou se ama ou se odeia, né, Ho? rsrs eu não cheguei a odiar, mas me cansei do estica e puxa

      1. kkkkk Gabi é bom ler um livro pra desopilar da tensão diária hahaha

  2. Alessandra Alvis disse:

    Acho que livros eróticos vão ficar no auge, por um bom tempo ok o problema é tudo é comparado a Cinquenta tons isso realmente irrita, AMO Sr.Grey mas não aguento mais essas comparações, até as próprias capas as vezes citam 50 tons, ok sobre Beautiful Bastard eu amei a resenha, tentarei ler o livro é bom ver uma protagonista com atitude pra variar, o livro parece realmente interessante, nenhum problema contra o setenta por cento de sexo, desde que tenha uma boa historia

  3. Brenda disse:

    Adorei a resenha.Gostei deles dois narrarem como se sentem.kkk
    Ilário. Eu nao gostei de uma coisa:o Ryan literalmente esculhamba,denegra,taca o pau na Chloe chamando-a de puta,chata,vadia.Nossa!!Eu nao sei se aguentaria isso nao,mas…
    Eu fiquei muito surpresa quando eles fazem sexo,Tipo WOWWW.

  4. MORRI COM ESSE TRECHO: Chloe não cai de amores pelo protagonista rico e gostoso logo de cara (ela só esqueceu de avisar a piriquita dela sobre isso!)
    o.K, MORRI, NÃO! TÔ VIVA!
    Será que vão publicá-lo também?
    E vão usar um slogan tipo: Tão… fenomenal quanto Cinquenta Tons, o bastardo que roubará seu ‘coração’ (ou outras coisas) de Grey!?!
    #Brisei, vou ir dormir!

    :*

    1. ERRATA, é: Será que vão publicá-lo por aqui rapidamente? E…

  5. VIVIANTRAVISANI disse:

    O LIVRO JÁ TEM VERSÃO EM PORTUGUES????

  6. Kyara disse:

    eu li a fanfic msm, e se depender desse roteiro eu acharei o livro fraco. Logo de cara temos uma cena de sexo, assim, do nada, como vc disse sem muitas preliminares. Normalmente, livros eróticos tendem a segurar um pouco a cena de sexo pra prender a atenção do leitor, este não foi o caso.

    Poderia ser até um ponto positivo, se ele não saturasse tanto com cenas de sexo!! eles mal brigam e já tão transando. e no meio da trama você enjoa de tantas as vezes que brigam, transam, falam “nunca mais”, se odeiam, brigam e transam…

    E quando aparece uma trama que vai além do sexo, é fraca e cheia de cliches. abandonei a fic, mas espero que pras livrarias elas tenham adaptado melhor.

    1. Gabrielle disse:

      Não, Ky, o livro não foi longe disso ;B

  7. Helena disse:

    Gostei.
    A questão do sexo nao me incomodou muito .O que me irritou mesmo foi que toda vez que o Bennett iria narrar ele repetia toda uma sequencia pelo ponto de vista dele, ficou cansativo. Como se tivesse lendo tudo 2 vezes…

  8. ananda disse:

    Eu li a fanfic dessa historia e achei mto boa! Um livro que fala sobre sexo de uma forma singular. Pois não tem aquela coisa mocinha bobinha, homem dominador! Por isso gostei tanto! Quero ler o livro para ver como que ficou a historia! Na fanfic não achei cansativo ser narrado pelos 2 personagens, achei que complementou. E isso tudo num livro só.

  9. Bruna disse:

    Terminei o livro em dois dias, achei muito bom, diferente de algumas opiniões. Muita gente fala que não gostou muito mas acho que é porque há uma comparação constante com 50 tons, e dessa vez não tem como comparar, são histórias diferentes. Super recomendo! Gostei até mais do que os livros Crossfire.. Quero logo a sequencia, mas só em abril =[

  10. Bruna disse:

    Ha, e eu não achei que as narrativas eram repetidas, sempre eram de partes diferentes, e isso tornou o livro bem interessante.

  11. Annie disse:

    AMEII O LIVRO

  12. Mariana disse:

    Tem previsão do livro sair aqui?!

    1. Gabrielle disse:

      segundo semestre, provavelmente

  13. Kyara disse:

    e surpreendentemente, a continuação desse livro é muito bom!!!

  14. Anne disse:

    Olha, gostei demais desse livro. Foi um dos melhores que eu li do gênero hot. Quando nome começo ja começaram com o sexo, eu pensei que o livro ia ser uma bosta, baseado só nisso e pronto. Mas não foi o que aconteceu. O livro é muito bom. Só achei que o final ficou meio no ar…meio sem graça.

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!