Em março a Galera Record publicará a sequência de Anjo Mecânico, o livro Príncipe Mecânico, segundo volume da trilogia As Peças Infernais, prequel de Os Instrumentos Mortais, que gira em torno de Tessa, uma garota com estranhos poderes. E para quem já leu o livro, o Idris RJ traduziu a carta que o Will deixou pra Tessa, escrita na capa do livro O Conto das Duas Cidades. Antes de ler a carta, vale lembrar que contêm spoilers.

Confira a carta após a capa e sinopse do livro:

Em Clockwork Prince, com Mortmain desaparecido e o relógio em contagem regressiva do controle de Charlotte sobre o Instituto, Will, Jem e Tessa devem cavar o passado de Mortmain para prever o que ele está pretendendo fazer, mas segredos de Mortmain são mais do que eles encontram enterrado – Tessa começa a descobrir a verdade sobre seu próprio nascimento, e os fantasmas do passado de Will voltam para assombrá-lo e quanto mais próximos ficam Tessa e Jem, mais a beira da loucura pelo ciúme e pela culpa fica Will. Eles descobrirão a verdade a tempo de deter os planos sombrios de Mortmain?

Carta de Will para Tessa

Tess, Tess, Tessa,
Tem algo mais bonito que o som do seu nome? Só de dize-lo faz meu coração tocar como um sino. Coisa estranha de se imaginar, um coração tocando, mas quando você me toca é isso que eu sinto. Como se meu coração estivesse tocando no meu peito e todo o som ecoa pelas minhas veias e enche meus ossos de alegria.
Por que eu escrevi essas palavras nesse livro? Por causa de você. Você me ensinou a amar esse livro que eu tinha rejeitado. Quando eu li pela segunda vez, com um coração e uma mente abertas, eu senti o maior e mais completo desespero e inveja do Sidney Carton. Sim, Sidney, por que mesmo que ele não tivesse nenhuma esperança de que a mulher que ele ama amasse ele de volta, pelo menos ele podia dizer a ela do seu amor. Ele podia fazer alguma coisa para provar sua paixão, mesmo que essa coisa fosse morrer.
Eu teria escolhido a morte por uma chance de te dizer a verdade, Tessa, se eu pudesse ter a certeza que a morte seria a minha. E é por isso que eu invejo o Sidney, por que ele era livre.
E agora, finalmente, eu estou livre e eu finalmente posso te dizer, sem medo do perigo a você, tudo que eu sinto no meu coração.
Você não é último sonho da minha alma.
Você é o primeiro sonho, o único sonho que eu não fui capaz de me impedir de sonhar. Você é o primeiro sonho da minha alma, e desse sonho, eu espero que venham todos os outros sonhos, que valham uma vida inteira.
Com esperança finalmente,
Will Herondale.

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
4639 pessoas visitaram
Publicado em 14/01/2013
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Thainá disse:

    Gabi eu só fui ver isso agora!!!
    Lindoo :’)

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!