Eu não sei se vocês sabem ou ainda se  lembram, mas no ano passado houve a divulgação de que a Amazon, famoso site e-commerce estrangeiro, estaria desembarcando no Brasil. Não sei vocês, mas essa notícia me deixou extremamente feliz e já comecei a ter sonhos utópicos de livros mais baratos, tanto os de nossa língua quanto em outras. Mas até agora nada de Amazon. E bisbilhotando no blog Cheiro de Livro, descobri o porquê. Confira:

“Quero ir à Lua. E ao Brasil”, tem dito Jeff Bezos, fundador da gigante do comércio eletrônico Amazon, aos interlocutores próximos. O segundo desejo de Bezos está perto de acontecer. No segundo semestre de 2012, a Amazon desembarca no Brasil para disputar o comércio eletrônico, que movimentou R$ 20 bilhões em 2011 e deve dobrar de tamanho nos próximos quatro anos. O primeiro alvo de Bezos é o setor de livros, que vendeu cerca de R$ 4,5 bilhões em 2010. O escolhido para orientar os primeiros passos da Amazon no país é o engenheiro eletrônico Mauro Widman, cuja meta era estrear o site da empresa no Brasil em abril deste ano, com acordos assinados com 100 editoras. Até agora, fechou com apenas 10 selos – sendo apenas um de uma grande editora. O entrave para a rápida entrada responde pelo nome de Livraria Saraiva. Segundo fontes ouvidas pela DINHEIRO, a empresa, dona da maior rede de livrarias do país, com 102 pontos de venda, estaria usando seu poder de barganha junto às editoras locais para dificultar a chegada da americana. Um executivo do setor, que pediu para não ser identificado com medo de sofrer represália, tem aproximadamente 50% de seu faturamento advindo das vendas pela Saraiva e recusou contrato com a Amazon. “Eles ameaçaram colocar nossos livros nas prateleiras obscuras do fundo das lojas”, diz o executivo. O CEO da Saraiva, Marcílio Pousada, nega que esteja fazendo esse tipo de pressão. “Jamais falaríamos isso”, afirma. A Amazon estuda entrar com uma ação contra a Saraiva no Cade, órgão de defesa da concorrência. Outra hipótese é ir além do e-book e entrar de sola na venda de livros de papel.

[Isto É Dinheiro – 23/03/2012 – Por João Varella]

Após ler essa notícia, o pior de tudo foi que não fiquei espantada. E vocês, o que acharam?

Cadastre-se e receba novidades e ofertas
960 pessoas visitaram
Publicado em 27/03/2012
Deixe seu comentário com o Facebook
Comentários
  1. Dalila disse:

    Faria um compradora de livros compulsiva muito feliz, isso eu te garanto!
    De vez em quando ainda dou uma olhada no site da Amazon, mas desde que descobri a Book Depository, diminuí bastante as visitas.

    Saraiva maldosa!

Deixe um comentário

EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!