The Red Queen

Foram anunciadas pela Seguinte, editora responsável pelas publicações dos livros de A Rainha Vermelha no Brasil, informações sobre a tão esperada continuação da série escrita da autora Victoria Aveyard, entre eles o seu título: “A Prisão do Rei” será o nome do terceiro volume da série aqui no país. O lançamento foi confirmado para o dia 06 de março.
(mais…)


Foi revelada a sinopse do livro da autora Victoria Aveyard, o terceiro livro da série Rainha Vermelha, previsto para ser publicado em 07 de Fevereiro de 2017 — com lançamento simultâneo no Brasil pela editora Seguinte.

O titulo é King’s Cage, ou Gaiola do Rei (Em tradução livre).

(mais…)


Victoria Aveyard anunciou em suas redes sociais que prepara um livro para colorir envolvendo sua série A Rainha Vermelha, e ele deve sair ainda esse ano, em 20 de dezembro.

(mais…)


Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas:
496
Classificação:
5/5 estrelas

Em Espada de Vidro temos a continuação da história no exato momento em que A Rainha Vermelha termina. Mare Barrow está cada vez mais perto de uma guerra entre sangues, onde nem todos irão sobreviver.

Mare terá muitos desafios nessa busca pelos “sangue novos” para fazer parte da Guarda Escarlate, um grupo de rebeldes vermelhos. E isso não será tarefa fácil, os Vermelhos com dons especiais vivem em segredo e muitos sequer sabem que possuem algum poder dentro de si. Cabe a Mare Barrow, com a ajuda de Cal, colocar os Vermelhos na trilha certa para acabar com o reinado de Maven antes que ele os encontre, e então será cheque mate.

Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.

Neste segundo volume da série A Rainha Vermelha, conhecemos mais a fundo personagens que foram deixados de lado no livro anterior; um deles é Farley, uma personagem que instiga amor e ódio. E então há os novos personagens, novas descobertas, novos poderes, e ainda que a emoção tenha sido grade, preciso confessar que não foi fácil lidar com algumas dessas novidades e alguns desses personagens. Outro ponto que se destaca é a quantidade de sangue derramado entre os Vermelhos e Prateados neste livro. Ainda estamos no segundo livro de uma série de quatro e estou com medo do que pode acontecer nos próximos livros.

A escrita de Victoria Aveyard flui bem — por vezes posso apontar a construção como um pouco lenta, mas  nada que atrapalhasse minha leitura -, e mais uma vez ela se mostra uma autora fantástica, você se vê preso na leitura e me vi tão preso na leitura que quando parei para respirar mais da metade do livro foi lido. Com tantas reviravoltas e cenas de ação, ora eu me encontrei em agonia, desesperado para ver qual caminho a trama trilharia, e ora me encontrei completamente cativado. E claro, nem tudo são flores, e o sentimento mais presente em mim foi o luto.

Parecemos fracos porque queremos.

Mare Barrow também se mostrou uma protagonista repleta de nuances. Ela é forte, determinada, mas está longe de ser perfeita. Mare quer vencer a guerra mas está confusa, há toda uma gama de sentimentos e talvez seja complicado para alguns leitores lidar com isso. Muitos querem uma heroína perfeita, forte, acima de todos os erros, e o que encontramos foi uma garota que entre erros e acertos tenta mudar o destino de toda uma sociedade.

E o desfecho simplesmente não deixou por menos. Imprevisível, desesperador, uma explosão de sentimentos e foi preciso parar e respirar fundo. A autora deixou mais do que claro que essa será uma série que jorrará sangue, e ela não vai poupar ninguém. Estou louco para conferir o que ela vai aprontar na sequência, King’s Cage (A gaiola do rei, em tradução livre), mas longe de estar preparado para o que está por vir.

“Atenha-se ao seu destino, Mare Barrow.”
“Que é?”
“Se levantar. E se levantar sozinha.”


O nome Livros & Citações surgiu da minha necessidade de ler frases de livros antes de lê-los, sempre foi algo que fez diferença na escolha e agora, semanalmente, vou publicar frases de livros que podem fazer você querer lê-lo ou, claro, desistir de vez e passar para outra.

A série A Rainha Vermelha sem dúvidas é a nova promessa depois do insuperável Jogos Vorazes. Após ter os direitos adquiridos para o cinema, os produtores estão as pressas para fazer a franquia acontecer e aproveitar a onda de leitores que estão cada vez mais interessados pela história da pobre garota que surge para lutar contra uma ditadura que mata seu povo — e nem preciso dizer que essa premissa bate com franquias que deram super certo nos cinemas, como o já citado Jogos Vorazes e, não podemos esquecer, Divergente.

Se vai dar certo eu não sei, ainda há muito para acontecer, afinal são quatro livros, mas se tem algo que não falta a história de Victoria Aveyard é potencial; Potencial para chegar longe, ou cair fundo (porque a queda é pior quando você já está no topo, vamos concordar), mas eu aposto minhas fichas nessa mulher.

Nesta nova distopia o mundo é governado pelos Prateados -–  uma elite que compara-se aos deuses em poder. Por ter um sangue “especial”, eles acreditam que podem mandar e desprezar os Vermelhos, pessoas normais de sangue comum que vivem em extrema pobreza, obrigados a lutar em uma guerra que não é deles. E é esse o destino dos irmãos de Mare Barrow e em breve o seu também.

Erga-se, vermelha como a aurora.

Luta pelos que vieram antes para salvar os que ainda virão.

Nas histórias, nos antigos contos de fadas, um herói sempre aparece. Mas todos os meus heróis estão longe ou mortos. Ninguém vai aparecer pra mim.

Há vidas piores. Não lamente por mim.

(mais…)


Foi divulgada a capa nacional de Espada de vidro, que dá sequência a A Rainha Vermelha, livros que compõe a saga que leva o mesmo nome do primeiro livro e é escrita pela autora Victoria Aveyard. O livro chega às livrarias em 12 de fevereiro.

A série foi um sucesso de vendas em seu primeiro volume e a Universal já garantiu os direitos de adaptação para o cinema e o roteiro está sendo escrito por Gennifer Hutchison (Breaking Bad), e a produção ficará sob responsabilidade de Benderspink (Efeito Borboleta) e Pouya Shahbazian (Divergente). Elizabeth Banks, que recentemente dirigiu “Pitch Perfect 2″, está sendo cotada para dirigir.

(mais…)


EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!