Histórico

lev

Autor: Julie Garwood
Editora:  Universo dos Livros
Páginas: 400
Classificação: 3.5/5 estrelas

Uma jovem viúva. Um guerreiro escocês fascinante. Duas vidas transformadas pelo amor e por uma paixão avassaladora. Quando Lady Johanna descobriu-se viúva, muitas pensaram que seu silêncio foi pela tristeza de perder seu marido ainda tão jovem, mas por dentro ela vibrava por finalmente escapar de um relacionamento abusivo, e ela prometeu que jamais se casaria novamente.

Obediência não é submissão.

Com apenas dezesseis anos, ela já possuía uma força de vontade que impressionava a todos que enxergavam além de sua beleza avassaladora. Contudo, quando o Rei John ordenou que ela se casasse outra vez – e selecionou um noivo para ela – pareceu que a moça deveria se conformar com esse destino. Seu irmão, no entanto, sugere ao Rei um novo pretendente: o belo guerreiro escocês Gabriel MacBain. E ainda que ninguém acredite que esse casamento pode dar certo, Johanna pelo menos escaparia do rei e estaria segura nas Terras Altas, mas o que ela descobre lá é que ela finalmente vai encontrar um lugar onde será livre para viver e ser a garota que realmente é: bocuda e disposta a enfrentar quem for por aquilo que acredita e aqueles que ama.

(mais…)


Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas:
272
Classificação:
3.5/5 estrelas

Durante toda a série os Bridgetons, Hyacinth Bridgeton, irmã mais nova da família, sempre demonstrava ser diferente das suas irmãs. Seus comentários ácidos e sarcásticos, sua falta de filtro que em muitas vezes era o alivio cômico dos livros de seus irmãos, então possuía altas expectativas para Um beijo inesquecível.

Começamos o livro conhecendo Gareth St. Clair, ele possui muitos problemas com o pai e vive uma situação difícil com um casamento arranjado. Ele possui uma carga muito difícil nos ombros e tem que lidar com a humilhação que o pai o faz passar, e que homem detestável este pai.

Dez anos se passaram e conhecemos a nossa heroína que – é preciso dizer – nunca foi considerada uma florzinha tímida e discreta.

(mais…)


Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas:
 304
Classificação:
 3.5/5 estrelas

Anos e anos atrás, Julia Quinn estava entre as primeiras autoras que me proporcionaram o prazer de descobrir o gênero romance de época, e ainda que eu não aponte ela como a melhor entre todos os autores que já li desde então, confesso que tenho um certo apego por ela e toda a escrita doce que a acompanha.

O Conde Enfeitiçado foi meu retorno a uma de suas séries de maior sucesso. Eu não acompanho mais Os Bridgertons com tanto fervor. Na verdade desde seu primeiro livro, eu comecei a lê-la fora de ordem (comecei pelo terceiro), logo dou graças a Deus por essa família seguir  uma ordem alfabética em seus nomes, assim não me perco tão facilmente — vou seguir essa ideia para meus filhos também um dia, quem sabe. E o que eu já posso adiantar do livro é que o começo não é muito fácil, mas melhora, eu prometo.

Era algo na forma como ela se movia.
Algo na maneira de respirar.
Algo na sua forma de existir.
Ele achava que jamais superaria aquilo.

(mais…)


Autora: Marie Rutkoski
Editora: Farrar Straus Giroux
Páginas:
 328
Classificação:
4/5 estrelas

Era uma vez uma menina, que já estava desanimada com suas leituras sempre tão repetitivas, histórias chatas e romances impossíveis. Era uma vez uma série, uma sequência de livros que prometiam mais do mesmo.

“Minha alma é sua”, disse ele. “Você sabe disso.”

A garota, ainda assim, decidiu ir em frente. Leu só algumas páginas. Depois, ela leu 100, 200, terminou o primeiro livro, começou o próximo, e, em dois dias, terminou toda a série e aprendeu que nem tudo é o mesmo, que há histórias que surpreendem e brilham, principalmente quando a dor de cada personagem se torna a sua própria. Terminei essa trilogia querendo esquecê-la para então poder passar por tudo novamente.

(mais…)


Autor: Jessie Burton
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Classificação: 3.5/5 estrelas

Vi esse título pela primeira vez na votação de melhores do ano do Goodreads em 2014. Na época, fiquei encantada com a capa, mas com um pé atrás porque estava na categoria de melhor ficção histórica, que não é lá meu gênero favorito. O grande diferencial? O livro também era indicado como fantasia e fantasia já é bem mais a minha praia, então sempre ficou ali, na fila, meio à espreita. No final do ano, a Intrínseca trouxe o título para o Brasil e eu enfim agarrei a chance da leitura.

A primeira coisa a se mencionar é que ele está mesmo muito melhor classificado como ficção histórica do que como fantasia, de fato. O pouco de “sobrenatural” que há no livro, para mim, não é sobrenatural em absoluto, embora haja espaço para interpretação. Miniaturista, na verdade, é um caso bem clássico de um livro que cada leitor vai ler de uma maneira diferente, então pode ser que outra pessoa veja as coisas de outra forma, mas fiquei com a impressão de que tudo podia ser racionalizado.

“Mulheres a bordo trazem azar”.

“Elas só trazem o azar que os homens dão a elas”.

(mais…)


Autor: Guy Gavriel Kay
Editora: Arqueiro
Páginas:
368
Classificação:
3/5 estrelas

Tigana, de Guy Gavriel Kay, é o primeiro livro de uma duologia que propõe uma aventura cheia de camadas para o leitor desvendar. Antes publicado pela Saída de Emergência, o título agora faz parte da Arqueiro, editora do Grupo Sextante.

O fundo principal da história se baseia em sentimentos como o amor e o ódio extremos, a defesa dos valores e origens enraizadas dos personagens, retratando de forma bela e crua a busca de seus personagens pela vingança em nome de “Tigana”, que após sua derrota sumiu do mapa e apenas seus antigos habitantes lembram de sua existência e nome.

Aquilo durou desde aquela primeira noite por toda a primavera, e durante o começo do verão. O pecado dos deuses, como era chamado o que fizeram.

(mais…)


EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!