Suspense

Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 527
Classificação: 4.5/5 estrelas

Stephen King é muito conhecido por seus livros de terror, entretanto, ele é um autor que transcende o gênero pelo qual ele é mais famoso. Em suma, ele é um excelente contador de histórias, independente de um gênero que o define. Se você nunca leu nada do autor, e não sabe por qual romance começar, pode começar lendo um livro de contos. Eu comecei assim, lendo a coletânea Tudo é eventual, e recomendo Bazar dos Sonhos Ruins como um primeiro contato com a escrita do autor.

São 20 contos, e não se preocupe, os contos não são de terror como a capa pode sugerir. São séries de contos que remetem a pesadelos, é realmente um bazar de diversas situações ruins e estranhas. E uma das melhores coisas desse livro nem são os contos em si, e sim a introdução do autor e as explicações que ele dá antes de cada conto, adoro essas conversas que ele tem com nós leitores. Pois bem, vamos entrar nesse bazar e ver o que ele tem a nos oferecer:

– Milha 81:

O conto que abre essa coletânea é um dos meus preferidos. É sobre uma van cheia de lama que é do outro mundo (literalmente) e que “come” pessoas. Passamos por vários personagens e vemos seus encontros com a tal van. Não é um conto assustador, mas que dá sim um medinho, ele me lembrou muito um episódio de Doctor Who e o próprio Stephen King faz referência ao programa no conto. E também tem referência a outro carro do mal do próprio King;

– Premium Harmony:

Um conto sobre um casal juntos há muito tempo e desgastados pelo dia a dia, eles discutem principalmente sobre dinheiro e no caso a falta dele. Ao mesmo tempo que lava uma roupa suja sobre os gastos desnecessários de cada um, mas principalmente o do marido em cigarros (o nome do conto faz referência a uma marca de cigarros). Tem um final triste e é muito bom;

– Batman e Robin tem uma discussão:

Este é mais um conto sobre o cotidiano como o anterior, desta vez é sobre a relação pai e filho. O pai está numa casa de repouso e tem alzheimer e o filho faz uma visita e o leva para comer. É um conto triste e trágico ao mesmo tempo. Quem são o Batman e o Robin do título você precisa que ler para descobrir;

– Duna:

Um homem vai todos os dias para uma ilha com uma duna que revela nome de pessoas que estão para morrer. É um conto que brinca com o psicológico e termina de uma forma enigmática, deixando uma dúvida para sempre não resolvida na cabeça;

– Garotinho malvado:

Foi um conto que não gostei tanto, pessoalmente não é muito interessante. Contudo, esse menino com chapéu com uma hélice dá muito medo, e de crianças estranhas Stephen King entende;

A Bíblia diz que o diabo foi libertado para vagar pela terra, e que a mão de Deus não o segurava. Não sei se aquele garotinho malvado era o diabo, mas sei que era um diabo.

– Uma morte:

Um conto que trabalha totalmente o poder de persuasão e a manipulação. Já li livros sobre condenados e presidiários do King e sei como ele trabalha o tema da inocência. Só que neste livro ele brinca com essa noção de verdade;

– Igreja de ossos:

Este é um poema narrativo, primeira vez que vejo um poema do King. E dá pra perceber realmente uma inspiração em Robert Browning, poeta americano que escreveu Childe Roland à Torre Negra Chegou, poema que serviu de inspiração para a obra máxima do mestre;

– Moralidade:

Um dos melhores contos desta coletânea. Um casal vive apertado sem dinheiro, a mulher então recebe uma proposta irrecusável de ganhar duzentos mil dólares para cometer um pecado por outra pessoa. É um conto que questiona a noção de que o dinheiro supera qualquer remorso, e as consequências morais dessa escolha. Conto fantástico;

– Vida após a morte:

Uma visão de vida após a morte Kingniana, ou seja, sem apelo religioso ou de definitude. É uma visão burocrática e bem sarcástica da vida após a morte, cheio de descrença e um além que não tem nada de divino;

– UR:

Melhor conto disparado do livro! É um conto sobre um professor de literatura que resiste à leitura com dispositivos ou pelo computador. Depois que ele dá um tempo com sua namorada e como para provar que é moderno, ele acaba comprando um kindle. Ele então recebe esse kindle cor de rosa que aparentemente só ele tem, que possui uma sessão chamada UR, assim que ele acessa aparece uma torre e ele começa a ter acesso a livros de autores famosos que ele não conhecia e notícias do futuro. É um conto que tem ligação direta com a Torre negra. Este conto vale o livro inteiro;

– Herman Wouk ainda está vivo:

Sabe aquelas notícias estranhas que vira e mexe vemos no noticiário e ficamos imaginando como aquilo teria acontecido? Este conto é a ficcionalização de uma notícia que o King viu no jornal, é bem interessante e ele faz com que tudo faça sentido;

– Indisposta:

Um homem narrando seu casamento em crise, e da indisposição frequente da sua mulher. Para não estragar o conto, só posso dizer que me lembrou um tal de Norman;

– Blockade Billy:

Este é um conto sobre beisebol, que leva muito pelo lado técnico, se você não conhece a dinâmica do esporte pode ficar perdido. Eu conheço por alto e o conto em si não foi interessante, mas o final foi surpreendente. O legal é que o King é um personagem dentro da história;

– Você pode atingir a pessoa, mas não pode atingir o mal – disse Wesley. A voz dele parecia estar vindo de outro lugar. – O mal sempre sobrevive. Sai voando como um pássaro enorme e pousa em outra pessoa…

– Mister Delicia:

Este personagem numa casa de repouso conversa com um dos cuidadores sobre o fato de ser gay e também sobre a AIDS, contando a história desse rapaz que ele chamava Mister Delícia;

– Tommy:

Mais um poema narrativo, desta vez sobre os anos 60 e a morte de Tommy. Não tem muito o que dizer até porque é muito curto;

– O pequeno deus verde da agonia:

O Stephen king sofreu um acidente muito sério em 1999 e com uma recuperação muito difícil. Este conto trata deste paciente em recuperação e para mim pareceu de certa forma uma tentativa do autor de tentar dar um encerramento a essa fase da sua vida;

– Aquele ônibus é do outro mundo:

Quando se anda muito de ônibus acabamos observando pessoas e o King pensou este conto como um desses encontros casuais da vida;

– Obituários:

Outro conto espetacular, desta vez é deste jornalista que na falta de emprego melhor vai trabalhar num site de fofoca de celebridade, como o Ego ou TMZ. Dentro deste site ele começa a criar obituários falsos de celebridades não lá muito legais. Só que ele acaba descobrindo que ele tem o poder de escrever sobre a morte da pessoa e ela morrer de verdade. Lembra um pouco Death Note, mas só na premissa;

– Fogos de artificio e bebedeira:

Um conto sobre essa família que vive de fogos de artifícios e faz rivalidade com outra família, e bebem muito nesse interim. Não é um dos melhores desta coletânea;

– Trovão de verão:

O conto que fecha essa coletânea é um conto pós apocalíptico sobre um homem e seu cachorro chamado Gandalf vivendo nesse mundo que foi destruído por uma bomba. É um conto muito simples e bonito, gostei muito.

A natureza humana não tem fundo. É tão profunda e misteriosa quanto a mente de Deus.


Autora: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca
Páginas:
496
Classificação:
4/5 estrelas

Chris, Casey, Terry, Drew, Alex, Ellis, ou como aqueles que a caçam a conhecem, A Química. Ela não pode se manter muito tempo com o mesmo nome, ou na mesma cidade, é perigoso demais, alguém a encontraria. Ela já esteve uma vez do outro lado da força, os intitulados como “bonzinhos” na equação, o departamento do governo que ela servia, mas as cartas mudaram de uma hora para outra e tudo que conhecia virou de cabeça para baixo quando se tornou a caça daqueles que deveriam protege-la, daqueles a quem ela jurou lealdade um dia. Porém não é à toa que as pessoas morriam de medo dela, nem que a menção de seu apelido acarretasse tanto medo para suas vítimas. Ela sabia muito bem o que fazer para se proteger com os devidos compostos químicos nas mãos. Podia não ser nenhuma grande agente no corpo a corpo, mas ela não precisava lutar para matar.

No contexto de sua vida atual, matar significava ganhar. (…) O coração de outra pessoa deixaria de bater e o dela continuaria pulsando. Alguém iria atrás dela e, em vez de uma vítima, encontraria um predador. Uma aranha-marrom, invisível por trás de sua teia traiçoeira.

Depois de anos fugindo, finalmente aparece uma saída para essa vida. Seu antigo Mentor lhe faz uma proposta para que ela deixe de ser a caça e retorne para o lado do caçador. Porém ela não sobreviveu todos esses anos por ter confiado em qualquer um que lhe oferecesse ajuda, ela sabia que nada poderia ser tão fácil como ele insinuava. Mas apesar de tudo, ela não podia deixar de se sentir aliviada ao ver uma ponta de esperança, será que ela realmente poderia parar de fugir? Ou essa seria só mais uma tentativa para assassina-la?

Esqueça servir ao seu país, esqueça salvar vidas inocentes, esqueça instalações top de linha, ciência revolucionária e orçamentos ilimitados. Esqueça salário de sete dígitos. Que tal não ser assassinada?

(mais…)


Autor: Gregg Hurwitz
Editora: Planeta
Páginas: 336
Classificação: 4.5/5 estrelas

Quando garoto, Evan Smoak foi recrutado no orfanato onde vivia para fazer parte de um programa americano ultrassecreto ele foi rebatizado de Órfão X, ele foi treinado para ser um exímio assassino e enviado aos piores lugares do mundo para missões que ninguém mais conseguia executar. Depois de longos anos de atividade, Evan deixa o programa e usa as habilidades de agente secreto para “desaparecer” e viver para um único propósito, agora sob o codinome de “Homem de lugar nenhum”: salvar e proteger pessoas pobres e indefesas como ele havia sido. No entanto, seu passado de matador sangrento passará a assombrá-lo e também a seus protegidos. Alguém tão bem treinado quanto ele – talvez um ex-colega de programa? Está na sua cola, para tentar eliminá-lo.

Trate a si mesmo como se fosse alguém que é sua responsabilidade de ajudar.

Eu esperava que fosse uma leitura emocionante e foi, mas nunca esperei que fosse tão engraçado. Evan Smoak pode ser um assassino, mas ele não é um assassino de coração frio. Ele vive para ajudar as pessoas com problemas que precisam ser resolvidos.
(mais…)


Autora: Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Classificação: 5/5 estrelas

Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem então rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.

Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.

Ao contrário de várias séries que caiem na maldição do segundo livro, Ransom Riggs eleva sua obra a outro nível. A sequência da trilogia Orfanato da Srta Peregrine começa exatamente a partir do ponto em que o primeiro terminou. A surreal saga das crianças peculiares finalmente teve a sua vez no Brasil, ostentando uma edição luxuosa de capa dura, publicada pela editora Intrínseca.

(mais…)


Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras  
Páginas:
 400 
Classificação:
 5/5 estrelas

Nas frigidas madrugadas, em uma angustiante cidade do Centro-Oeste, centenas de pessoas desempregadas estão na fila para uma vaga numa feira de empregos. Sem qualquer aviso um motorista solitário irrompe no meio da multidão em um Mercedes roubado, atropelando os inocentes, dando ré e voltando a atropelá-los. Oito pessoas são mortas, quinze feridos. Em outra parte da cidade, meses mais tarde, um policial aposentado chamado Bill Hodges é ainda assombrado por um crime sem solução. Quando ele recebe uma carta enlouquecida de alguém que se auto-identifica como privilegiado e ameaça um ataque ainda mais diabólico, Hodges acorda de sua deprimente e vaga aposentadoria, empenhado em evitar outra tragédia.

Não é por acaso que Stephen King é considerado o Rei do Terror. Esse simpático senhor é autor de nada menos do que dezenas e dezenas de histórias do gênero, entre outros, como suspense e drama. Mas com Mr. Mercedes, King decidiu quebrar duas de suas raízes de construção: dividiu sua história em uma trilogia e abriu mão do sobrenatural, o que aconteceu em raras ocasiões. Lançado recentemente pela Suma de Letras, o livro mexe ainda mais com o leitor pelo sabor de realidade que proporciona. Mesmo com diversos seres fantásticos que o nosso imaginário construiu como objetos de horror, ainda é de nossos próprios semelhantes que sentimos mais medo. O ser humano, armado constantemente de rótulos e comportamentos privados, sempre será uma caixinha de surpresa, por isso Mr. Mercedes nos causa uma sensação de vertigem.

(mais…)


Autora: J.A. Redmerski
Editora: Suma de Letras  
Páginas:
 248 
Classificação:
 4/5 estrelas

Esse livro é o terceiro da série Na Companhia de Assassinos, e ainda que você possa lê-lo sem ler os anteriores, indico fortemente que não faça isso.

Em O Cisne e o Chacal vamos mergulhar fundo na história de Fredrik Gustavsson e a caçada que inicia para encontrar, e matar, sua esposa, Seraphina, a mulher que ele mais amou na vida — o que só fez sua traição ainda pior.

Meu belo cisnei. Minha salvadora e minha perdição.

E a única pessoa que pode levá-lo diretamente à ela é Cassia, uma doce e inocente garota que pode ser a chave de tudo. Mas Cassia está ferida após escapar de um incêndio, e não se lembra de nada. Fredrik não tem escolha a não ser manter a mulher por perto, porém, depois de um ano convivendo com seu jeito delicado e piedoso, ele se descobre em uma batalha interna entre o que sente por Seraphina e o que sente por Cassia. Porque ele sabe que, para manter o amor de uma, a outra deve morrer.

(mais…)


EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!