Jovem Adulto

Autora: Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Classificação: 5/5 estrelas

Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem então rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.

Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.

Ao contrário de várias séries que caiem na maldição do segundo livro, Ransom Riggs eleva sua obra a outro nível. A sequência da trilogia Orfanato da Srta Peregrine começa exatamente a partir do ponto em que o primeiro terminou. A surreal saga das crianças peculiares finalmente teve a sua vez no Brasil, ostentando uma edição luxuosa de capa dura, publicada pela editora Intrínseca.

(mais…)


Autora: Renee Ahdieh
Editora: Globo Alt
Páginas:
 336
Classificação:
 3/5 estrelas

A Fúria e a Aurora é uma recontagem de As Mil e Uma Noites e, como eu sou uma fracote quando se trata de retellings de contos que eu gosto, e esse livro ainda estava concorrendo na primeira etapa dos melhores do ano no Goodreads, resolvi experimentar. Ruim não podia ser, não é? Beeeem…

Não, o livro não é ruim. Só que também não é tudo que eu imaginava.

Eu te amo, milhares de vezes. E eu nunca vou me desculpar por isso

Todas as noites o califa se casa com alguma jovem, e todas as manhãs sua nova esposa é morta. Aparentemente, ele poderia fazer isso por quanto tempo quisesse, desde que não escolhesse a melhor amiga de Sharzad como noiva. Sharzad, aliás, é a nossa protagonista, uma jovem inteligente e corajosa, admirada por todos que a conhecem por sua determinação e força de vontade, e que não aceita que o assassino de Shiva, sua melhor amiga desde a mais tenra idade, saia impune, mesmo sendo o rei e, aparentemente, louco. Ela se voluntaria como noiva e promete para sua família e amigos que vai sobreviver a quantas noites forem necessárias para descobrir os segredos dele e matá-lo, não importam as consequências… E é assim que o livro começa.

(mais…)


Autora: Kim Holden
Editora:  Planeta
Páginas: 448
Classificação: 5/5 estrelas

Esse era um livro que não parecia ter nada demais em suas primeiras páginas, NADA, porque a garota em dor com um belo amigo é algo que já li repetidas vezes e, sim, deveria ser só mais um new adult. E então a história acontece, e puta merda, que “só mais um” que nada. Não é sobre uma capa bonita ou primeiras páginas perfeitas, é sobre o conjunto da obra, e que obra.

Você é corajoso. Repita comigo: você é corajoso.

Nesse livro vamos conhecer Kate “Raio de Sol” Sedgwick, que está mudando-se para uma nova cidade para, vamos dizer, recomeçar, bem como dar largada em um de seus grandes sonhos: frequentar a universidade; e enquanto acompanhamos essa garota maravilhosa, divertida, super protetora, seu passado ainda é um ponto de interrogação.

Hoje, minha vida é maravilhosa. Eu não quero pensar no amanhã. Ou no dia após ele. Então eu repito para mim mesma: Hoje, minha vida é maravilhosa.

(mais…)


Autora: Marie Rutkoski
Editora: Farrar Straus Giroux
Páginas:
 328
Classificação:
4/5 estrelas

Era uma vez uma menina, que já estava desanimada com suas leituras sempre tão repetitivas, histórias chatas e romances impossíveis. Era uma vez uma série, uma sequência de livros que prometiam mais do mesmo.

“Minha alma é sua”, disse ele. “Você sabe disso.”

A garota, ainda assim, decidiu ir em frente. Leu só algumas páginas. Depois, ela leu 100, 200, terminou o primeiro livro, começou o próximo, e, em dois dias, terminou toda a série e aprendeu que nem tudo é o mesmo, que há histórias que surpreendem e brilham, principalmente quando a dor de cada personagem se torna a sua própria. Terminei essa trilogia querendo esquecê-la para então poder passar por tudo novamente.

(mais…)


Autora:  Danielle Paige
Editora:  Rocco
Páginas: 384
Classificação:
5/5 estrelas

Você viu os filmes, ouviu as músicas, leu sobre a estrada de tijolos dourados que leva a Cidade de Esmeralda. Amy Gumm também.

Amy é mais uma garota do Kansas, com seus cabelos rosa e moradora de um trailer com uma mãe depressiva e com certeza não é a garota mais popular da escola, e com tudo isso ela tinha lá seus planos pra fugir dali. Até o momento em que chega o tornado.

Eu não pedi por nada disso. Eu não pedi pra ser algum tipo de herói.

Então Amy vai parar em Oz, acontece que Oz não é a mesma Maravilhosa Terra; a estrada de tijolos amarelos está desmoronando, magia é proibida e você não sabe mais o que (e quem) é Bom e Mal.

(mais…)


The Song of David

Autora: Amy Harmon
Editora:  CreateSpace
Páginas: 260
Classificação: 5/5 estrelas

Essa é a sequência de The Law of Moses, e teoricamente irá girar em torno do melhor amigo de Moses, David “Tag”, mas logo ao começar o livro você se pega envolvido mais uma vez com Moses e pouco a pouco percebe que The Song of David vai muito além de Tag.

Você vai me devastar, David?

Por um lado fica um ponta de decepção porque o livro em nenhum momento foi o que eu esperava. De supetão, nas primeiras páginas, já ficamos a par de como está a vida de Tag. O grande mistério está em seu recente desaparecimento, e aos poucos vamos descobrir o que levou-o a esse ponto de ruptura.

Tag construiu um império, está a caminho de lutar pelo cinturão do MMA em sua categoria, e ainda conheceu uma dançarina especial de diversas formas diferentes. Quando ele deixa tudo para trás, a autora nos joga em suas memórias, os encontros e desencontros, as vitórias e o evento que trouxe a infeliz partida. Mas um terço da história também é sobre Moses, seu dom, e a ligação com Tag.

Entretanto, diferente do livro anterior, a leitura de The Song of David se arrastou, quando você lê tanto de uma autora, você sempre espera ela em seu melhor e duvidei disso em alguns momentos, até perceber que essa á uma história que vai muito além da escrita, de uma simples união de frases, e precisei parar para entender e sentir toda a gama de sentimentos que Amy Harmon preparou para os leitores dessa vez.

O que ela não sabia, o que não poderia ver, era que ela me derrubava, eu poderia estar em pé ao seu lado, mas eu já estava caindo.

Sim, meu entrosamento e ligação com os personagens não aconteceu em um estalar de dedos, mas mesmo com essa barreira, isso não foi suficiente para impedir as lágrimas de caírem. Tudo é muito intenso, cru; os obstáculos, as batalhas, a ideia de conseguir se reerguer no pior cenário e ir em frente, de ser empurrado até não aguentar mais, e ao cair, aceitar que certas vezes é preciso de ajuda para se reerguer. E essa não será uma viagem fácil, nem para o leitor, muito menos para os personagens.

É estúpido destacar isso, mas essa resenha não é suficiente para o que a autora quer mostrar, seu livro ora é doce, repleto de sensações, e ora é dilacerador e magoa porque coloca por terra o sonho encantado de que tudo dará certo.

“Eu não posso ver o caminho a seguir.”

“Eu também não. Mas isso não me parou.”

E preciso manter um pouco de distância dos livros dessa autora porque o fardo é pesado, nunca é “só mais um livro” ou “só mais uma história“, parece louco explicar dessa forma, mas não é, sério. Talvez seja complicado entender e até colocar em palavras como um livro que aparentemente não gostei se tornou algo tão grande, minha vontade ao terminar foi só ir atrás de algo mais “feliz” para ler, mas a verdade é que esse livro é sobre a vida, e mesmo com as tragedias, as alegrias tomam tudo ao olhar para trás. Essa é a maior mensagem de Amy. Não é para ser fácil, é para ser inesquecível, e isso The Song of David com certeza foi.

Assim nossa jornada começou. E assim foi onde terminou.


EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!