Jovem Adulto

Autora: Jennifer Rush
Editora: Gutenberg  
Páginas:
 240
Classificação:
 4/5 estrelas

Não acredito que esse livro finalmente chegou no Brasil! Eu adorei, e confesso que minha resenha continua a mesma de quando o li em inglês. A Gutenberg mais uma vez arrasou na tradução e revisão e trouxe ao Brasil uma edição digna. Então, o que mais posso dizer? Leia, leia, leia.

Em Amnésia, a vida de Anna é cheia de segredos. Seu pai trabalha para a Agência em seu mais recente projeto: monitorar o tratamento de quatro garotos geneticamente alterados em laboratório. Eles são Nick, Cas, Trev…  e Sam, o garoto que roubou seu coração. Quando a Agência decide que é hora de levar os garotos, Sam escapa, assassinando os agentes enviados para capturá-los. Já Anna está dividida entre seguir Sam ou continuar  sua vida segura. Mas seu pai pede para que ela vá, fazendo Sam prometer mantê-la longe da Agência, não importa o custo.

Para Sam, eu não era nada mais do que um fardo.

Há apenas um problema. Sam e os garotos não se lembram sobre a vida antes do laboratório, nem suas verdadeiras identidades. Agora em fuga, Anna logo descobre que ela e Sam estão ligados de um jeito que nenhum deles esperava. E se os dois querem sobreviver, eles devem descobrir sobre o passado antes que a Agência capture-os e acabe com tudo.

(mais…)


Autora:  Jana Oliver
Editora:  Farol Literário
Páginas:
 352
Classificação:
 5/5 estrelas

Acredito que eu nunca demorei TANTO para resenhar um livro. Ladrão de Almas foi lido há mais de um mês, entretanto assim que terminei a leitura fiquei tão chocada, sem palavras, extasiada, babando, e louca pelo próximo, que preferi esperar para escrever o que senti com o livro. O problema é que agora, semanas depois, meu medo é não conseguir passar nem a metade da loucura que foi esse livro.

Ele é o segundo da saga Apanhadores de Demônios e parte exatamente do ponto onde o anterior terminou, com Riley preocupada com Simon, seu namorado que quase foi morto (e realmente foi), e com o corpo de seu pai sendo usado para meio escusos por só Deus sabe quem.

Para piorar, Beck insiste que ela deve deixar a cidade e parece por pouca fé em suas habilidades como Apanhadora de Demônios, mas com a quantidade de demônios crescendo, e os mais poderosos com os olhos virados para Riley, talvez tenha chegado o momento de parar de duvidar das habilidades da garota e começar a colocá-las em prática. E com o Vaticano tomando parte em Atlanta, os erros deixaram de serem somente vergonhosos para tornarem-se mortais. Para Beck e Riley, dessa vez é tudo ou nada.

(mais…)


Autora: John Flanagan
Editora: Fundamento
Páginas: 
239
Classificação:
4/5 estrelas

Rangers: A Ordem dos Arqueiros – Ruínas de Gorlan conta a história de Will que, em razão de algumas limitações físicas, como o fato de ser pequeno, foi impedido de entrar na Escola de Guerra e as chances de torna-se um guerreiro como seu pai, que sequer conheceu, acabam ficando quase nulas. Até que ele é escolhido como aprendiz de Halt, famoso arqueiro e começa a aprender mais sobre os Rangers.

E essa é a premissa de uma ótima saga. Sabe aquele livro que você não tem muitas expectativas e acaba totalmente surpreendido? Bem, foi exatamente assim que eu me senti com Ruínas de Gorlan, o autor soube me fazer apaixonar pela história e por todos os personagens, além de que a escrita dele é muito envolvente, logo fiquei presa ao livro.

(mais…)


Autora:  Julie Halpern
Editora: Feiwel & Friends
Páginas: 256
Classificação: 5/5 estrelas se pudesse dar 20,30 eu daria

Não sei o que é, mas sei que estou em uma maré de livros muito bons a espetaculares. O livro do qual se trata essa review não se tornou só o meu preferido, mas me impactou muito. Me identifiquei tanto com a protagonista, com a personalidade dela que teve momentos em que tiver de rir sozinha por pensar tão como ela. A escrita da Julie é soberba, maravilhosa, ela soube tratar de assuntos tão delicados, tão assustadores, de uma forma que mesmo que quase mórbido, o leitor ri, mesmo com os olhos cheios de lágrimas, ele sorri e ri, e por vezes dá vazão a intensidade da trama, dos personagens e da escrita dela. E realmente, o título é perfeito para o livro, F— – It List, fuck-it list, fuck it.

Eu não estava pronta para fazer piadas sobre a Becca ter câncer, e fiquei um tanto desconcertada que ela estava.

O livro nos conta a história de Alexandra, Alex. Uma garota com uma personalidade um tanto sombria, sarcástica, irônica, cínica, ainda que engraçada. Tudo começa no dia do enterro do pai da Alex, um dia que não teve só a despedida do seu pai, como a traição da sua melhor amiga com o namorado que ela pretendia terminar. Obviamente, Alex dá um tempo na amizade com a Becca, afinal, ela tem de processar a morte do pai, assim como a traição da Becca, não que Alex não vá perdoa-la. Quando as férias de verão terminam Alex volta à escola esperando pela Becca, por dizer que tudo passou e blábláblá, só que ela não vem e por meio de outra pessoa Alex descobre que sua melhor amiga está com câncer. A culpa que ela sente é enorme, Alex rejeitou e ignorou cada tentativa de contato de Becca, quando a amiga mais precisava.

Existe por aí algum manual, Como agir com pessoas que tem câncer, porque eu não sabia o que era apropriado e o que era evidentemente um fora.

Mesmo temendo pelo pior, Alex vai atrás da amiga e a acompanha na luta contra o câncer. Mas, como as duas tem um lado dramático bem intenso, Becca vem com uma lista de coisas que ela quer fazer antes de morrer, mesmo que a probabilidade disso acontecer seja baixa e os médicos digam que ela tem grandes chances. As amigas acabam chamando a lista de Fuck-it list, que a Becca começou quando tinha mais ou menos 8 anos, e Becca precisa que sua melhor amiga faça algo por ela, ajude-a a realizar os desejos que estão ali, caso ela não consiga completar tudo. Com toda essa carga emocional, Alex acaba saindo por ai e encontrando com Leo Dietz, um crush dela que meio que ela stalkeia, e com quem ela completa alguns itens da lista da Becca, e se torna algo mais do que ela gostaria, mais do que ela pode lidar.

“[…] E se eu aprendesse sobre taxidermia, preenche-se você, e aí levasse você comigo em todos os lugares que eu fosse até completar a lista?”

Isto, não é uma história de amor cheia de frufrus e confetes, esta é a história de uma garota que passa por situações pesadas, que tem de lidar com perdas e com o medo de lidar com situações onde fica vulnerável. Assim como não é a história da garota com câncer, não, e sim da melhor amiga dela e como isso impacta a vida dela. De como a melhor amiga que ainda em luto tem de dar o melhor de si para não quebrar, mesmo que sem querer quebre alguém com quem ela se importa, mesmo não querendo. Alex não tem papas na língua, fala o que não deve nos piores momentos e mesmo sendo um tanto ‘escura’, é uma das melhores personagens que eu já li.

Como já comentei a escrita é soberba, surpreendente, emocionante, cruel, as vezes até atroz, ainda que delicada e vulnerável. Não tenho criticas e nem vi falhas, furos ou coisas absurdas. Não um livro de ‘e eles viveram felizes para sempre’, e sim de ‘eles viveram’, isto em um livro com tantas perdas, tanto luto, assim como luta, é tão real que me deixou sem palavras. Parabéns Julie, sua escrita, seus personagens e sua trama foram fodasticas. Afirmo que este se tornou um dos meus livros favoritos, assim como me apresentou mais dois personagens que nunca vou esquecer, Alex e Leo. Fiquem de olhos abertos para o que sair dessa autora, pois vale cada lágrima e risada.

Esquecer sobre aquele dia, assim como sobre muitos outros, parecia ser uma constante meta. Eu só esperava que chegasse um dia que eu quisesse me lembrar.


Autor: Nelson Lameiras
Editora: Novo Século
Páginas:
368
Classificação:
2/5 estrelas

Antes de começar a resenha gostaria de afirmar que esta é a MINHA opinião, ou seja, você pode pensar completamente diferente de mim. E, outra, se trata de uma crítica construtiva, portanto, não leve para o lado pessoal.

No livro, Matt e Karen são melhores e amigos e mal sabem a aventura que estão prestes a entrar. Durante uma confusão eles acabavam vendo o que não deveriam e conhecem a Escola de Magia – um colégio onde os adolescentes passam oito anos da vida, os primeiros são como o ensino médio e os próximos são o ensino superior. Apenas estudam nessa escola quem tem algum índice de magia em si. E no mesmo dia que descobrem a escola, o diretor faz um exame neles e descobre que eles possuem um grande poder dentro deles.

Tenham muito cuidado na escolha de qual lado seguirão em suas vidas.

Diferente de todos os outros alunos, Matt e Karen irão ingressar na escola depois de as aulas já terem iniciados – alguns não gostaram muito da ideia. Para decidirem para qual turma irão eles devem consultar O Livro Mágico, e após consulta-lo eles descobrem que são magos que há muito tempo não existiam: ambos possuem afinidades para vários elementos, não apenas um como os outros. Porém, para escolher a turma eles devem escolher apenas um elemento, e eles escolhem a água.

(mais…)


Autor: Sarah Cross
Editora: Verus
Páginas: 324
Classificação: 4/5 estrelas

Admito que o que me chamou atenção nesse livro foi o seu título: Encanto Mortal (Kill Me Softly, no original). Apesar de ter uma capa linda e uma sinopse louca, para dizer a verdade, eu não esperava muito dele. Achava que mais um livro seguindo uma história sem pé nem cabeça. No entanto, tudo que eu pensava sobre esse livro antes se mostrou um equívoco, pois, eu poderia dar qualquer definição para ele por meio de uma palavra, e clichê, seria a única não apropriada.

Parece que… o amor destrói você. Como se isso é tudo o que o amor faz.

O livro segue a história de Mira, prestes a fazer dezesseis anos quando decide decide fugir da casa de suas madrinhas e procurar pelo túmulo de seus pais – que morreram quando ela era apenas uma criança.

(mais…)


EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!