3 estrelas

Autor: Anna Fresu
Páginas: 66
Classificação:
3.5/5 estrelas

Olhar além é uma coleção de contos de Anna Fresu –- diretora, autora, atriz de teatro, tradutora e estudiosa de literatura africana. Composta por 15 contos, narra a história de pessoas que por certo período de tempo foram felizes e tiveram essa felicidade tirada de suas mãos. Nem sempre a vida é fácil e Anna deixou isso bem claro em sua escrita.

Em procura de um sorriso.

Dentre os contos, os que mais se destacaram foi Xiluva, que envolve a personagem que dá nome ao conto, abandonada e deixada com quase nada e, decidida a não deixar seu filho passar fome, é obrigada a aceitar qualquer forma de ganhar dinheiro – lê-se prostituição; Já em O Poeta, o personagem, real, é obrigado a ficar sem fazer o que mais gosta por ser considerado um “autor perigoso”. Isso não lembra alguns governos por aí que proíbem certas coisas porque na opinião deles serem “extremistas”?

Sequestro, assassinato, traumas e traição são só alguns dos temas que encontramos nessa coletânea. Anna Fresu escreveu diversos contos que possuem um tema atual e uma narrativa fascinante. “O que acontecerá? Quero saber mais!” São algumas das frases que não sairão de sua mente após cada capítulo.

A narração é feita em sua maioria em terceira pessoa, e, vez ou outra, em primeira pessoa. Em alguns capítulos encontramos crônicas também. E, segundo o posfácio, os últimos contos assemelham-se a vida da autora.

Um aspecto que complicou um pouco o desenrolar da leitura foi a escrita e o ritmo de Olhar Além, diferentes do que estou acostumada, mas, após alguns contos, rapidamente terminei sua leitura, visto que, o livro tem pouquíssimas páginas. Também fiquei com uma pulga atrás da orelha devido ao tamanho dos capítulos, acredito que poderiam ser um pouquinho maiores. Amei o enredo de cada um, mas gostaria de me aprofundar um pouco mais neles. Bom, resta apenas ficar na torcida para que a autora decida lançar um livro solo de algum deles. Já pensou que alegria?

 


Autor: Megan Maxwell
Editora: Suma de Letras
Páginas:
232
Classificação:
3/5 estrelas

Quase Um Romance é o mais novo livro de Megan Maxwell a chegar no Brasil, e ainda que ela seja conhecida por seus eróticos, dessa vez a autora pega um caminho diferente e escreve um romance leve, repleto de drama e até um toque de suspense.

A trama gira em torno de Rebecca, uma solteira convicta, sem tempo para nada além do trabalho, até encontrar certo dia uma cachorrinha que entra em sua vida para mudar algumas coisinhas. Anos se passam e ela então se esbarra com mais uma surpresa: Paul Stone, um campeão de Moto GP, pai de Lorena, que coincidentemente aparece em vários lugares que Rebecca frequenta. Uma amizade então nasce, mas logo ambos percebem que essa amizade está cada vez mais colorida.
(mais…)


Autora: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Páginas:
 117
Classificação:
 3.5/5 estrelas

Esse é um livro que eu não esperava e sequer desejava ler. Se você acompanha a série Rosemary Beach, então já está claro o tipo de personagem que Kiro é: egoísta, tão centrado em seu mundo que fica difícil pegar um carinho e se aproximar. Mas, quando a Arqueiro liberou o livro para download gratuito, não pensei duas vezes e me joguei na história (afinal, foi de graça né amigos!!), e que delícia foi morder a língua. Kiro, se não foi um dos melhores protagonistas dessa série, está perto de ser.

Nesse conto/livro, retornamos ao passado para ver como ocorre o primeiro encontro entre Kiro e Emily, e como a paixão cresce a partir de então até Emily tornar-se a única mulher que Kiro amaria para sempre, a única mulher que mudou a vida de Kiro. Esta é sua história.

Esta mulher é a minha salvação. Ela é a minha âncora neste mundo.

(mais…)


Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas:
 304
Classificação:
 3.5/5 estrelas

Anos e anos atrás, Julia Quinn estava entre as primeiras autoras que me proporcionaram o prazer de descobrir o gênero romance de época, e ainda que eu não aponte ela como a melhor entre todos os autores que já li desde então, confesso que tenho um certo apego por ela e toda a escrita doce que a acompanha.

O Conde Enfeitiçado foi meu retorno a uma de suas séries de maior sucesso. Eu não acompanho mais Os Bridgertons com tanto fervor. Na verdade desde seu primeiro livro, eu comecei a lê-la fora de ordem (comecei pelo terceiro), logo dou graças a Deus por essa família seguir  uma ordem alfabética em seus nomes, assim não me perco tão facilmente — vou seguir essa ideia para meus filhos também um dia, quem sabe. E o que eu já posso adiantar do livro é que o começo não é muito fácil, mas melhora, eu prometo.

Era algo na forma como ela se movia.
Algo na maneira de respirar.
Algo na sua forma de existir.
Ele achava que jamais superaria aquilo.

(mais…)


Autor: Paola Scott
Editora: Charme
Páginas:
310
Classificação:
3/5 estrelas

Provocante me ganhou por envolver um romance mais maduro, ou seja, com problemas e dramas bem distintos ao que encontramos nos new adults e romances juvenis.

A trama gira em torno de Paola, uma personagem linda, forte e decida,  que sabe o que quer e o que não quer. Com uma filha de dezessete anos, sua vida aparenta estar completamente estabilizada, tanto a nível pessoal quanto profissional. Até ele aparecer…

Pedro é um advogado que quer distância de relacionamentos — ainda que ele sempre esteja acompanhado de mulheres que estão disponíveis para ele a qualquer momento. Seguro de si, isso muda ao encontrar uma certa contadora que abala seu mundo e o faz desejar muito mais do que uma noite de sexo.

Com certeza aquela mulher seria minha. Eu ainda não sabia nada sobre ela, mas era só uma questão de tempo. Onde ela esteve esse tempo todo?

(mais…)


Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 390
Classificação: 3/5 estrelas

Só quem leu sabe o sofrimento para terminar esse livro, sério! Em minha opinião, Kiera errou ao fazer uma segunda parte para Seleção. Volto a repetir, se for para ter mais livros, que sejam sobre America e Maxon, e não sobre uma filha mimada que ao decorrer do livro até uma melhorada, mas não me emocionou nem um pouco — não rolou aquela empatia, saca? Faltou àquela pegada de emoção, a leitura ficou cansativa, e se houve alguma emoção da minha parte, isso se valeu mais por todo o drama envolvendo, adivinhem só, America!

— Eu tenho pavor do meu coração.

Eu não tive a intenção de dizer essas palavras em voz alta, mas havia algo nele que fez desta sala, e deste momento, o único lugar no qual eu poderia admitir a verdade.

Ele se inclinou para perto da minha orelha e sussurrou:

— Não há nada lá para temer.

(mais…)


EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!