Adaptações

The Hollywood Reporter divulgou que após uma longa disputa, a Warner Bros. comprou os direitos de adaptação do bestseller Belo Desastre de Jamie McGuire. O romance foi lançado inicialmente em formato ebook e com o sucesso várias editoras ao redor do mundo compraram os direitos de publicação. No Brasil o livro foi lançado através do selo Verus do Grupo Editorial Record.

A obra conta a história de Abby Abernathy,  uma garota aparentemente simples e sem sal mas ela possui um segredo. Ela mudou de cidade e foi para uma faculdade qualquer para recomeçar. Ela quer distância de toda e qualquer encrenca e evita ao máximo chamar atenção. Ela só não contava em conhecer Travis Maddox e entrar em uma aposta para passar um mês na casa do garotão. Nesses trinta dias, ambos terão a chance de se conhecerem enquanto descobrem o que eles realmente querem e quem realmente são.


O site Just Jared divulgou com exclusividade que Kevin Zegers, de vinte e sete anos, será Alec Lightwood, o irmão de Isabelle, na adaptação cinematográfica de Cidade dos Ossos. O ator recentemente estrelou a mini-série Titanic: Blood and Steel. Já adianto que achei muito estranho a autora, Cassandra Clare, não haver divulgado nada sobre isso em seu tumblr. Será que é boato?

 Lembrando que Jemima West será Isabelle Lightwood, Godfrey Gao será Magnus Bane, Jamie Campbell Bower será Jace Wayland, Lily Collins será Clary Fray, Robert Sheehan  será Simon, Kevin Durand será Pangborn e Robert Maillet será Blackwell

A primeira parte, uma trilogia, da saga Os Instrumentos Mortais conta a história de Clary Fray, uma adolescente que acreditava não ter nada de incomum até que descobre que ela vem de uma longa linhagem de Caçadores de Sombras. A produção da adaptação do primeiro livro, Cidade dos Ossos, está prevista para começar em agosto.

No Brasil, a editora Galera Record estará lançando o quarto volume da saga, Cidade dos Anjos Caídos, em setembro, e também já começou a lançar a saga prequel, As Peças Infernais.

[toggle_simple title=”Notícias de Peças Infernais” width=”600″]

[catlist id=308]

[/toggle_simple]

[toggle_simple title=”Notícias de Instrumentos Mortais” width=”600″]

[catlist id=35]

[/toggle_simple]


Wild West Picture Show Productions adquiriu os direitos de adaptação do livro The Risk Agent de Ridley Pearson. O livro recém lançado será produzido por Vince Vaughn e Victoria Vaughn da Wild West juntamente com Sandra J. Smith. O roteirista será Michael Lerner.

O projeto será desenvolvido para a Universal. No thriller, primeiro volume da saga Grace Chu & John Knox, quando um cidadão chinês morre nas ruas de Xangai e estão subornando uma multinacional norte-americana, a Rutherford Risk é chamada. A empresa é especializada em extração de reféns, desde a negociação até a recuperação. Sendo a investigação ilegal na China, eles contratam dois experts. Uma, Grace Chu, contadora forense que segue o dinheiro; o outro, John Knox, treinado tanto no combate quanto na cultura. Eles tentam superar suas diferenças enquanto tentam recuperar os reféns antes que seja tarde demais.


Deadline divulgou que Michael Ross estará adaptando o livro BZRK, romance de Michael Grant e Shadow Gang, em um filme para a Sony Pictures e produtores Sam Raimi e Josh Donen. O livro é o primeiro volume de uma trilogia de Grant, também autor de Gone – sendo lançado no Brasil através da Galera Record. BZRK é sobre uma equipe de jovens talentosos que controlam nanorrobôs biológicos e lutam com outro grupo controlado por gêmeos univitelinos cujos nanorrobôs estão fazendo lavagem cerebral em líderes mundiais. Os gêmeos megalomaníacos estão tentando dominar o mundo.

Gostou? Confira capa e uma sinopse mais completa:

Situado em um futuro próximo, BZRK é a história de uma guerra pelo controle da mente humana. Charles e Benjamin Armstrong, gêmeos univitelinos e proprietários da Corporação Armstrong Fancy Gifts, possuem um objetivo: transformar o mundo em sua visão utópica. Sem guerras, sem conflitos, sem fome. E livre arbitrio. Contra isso está um grupo guerrilheiro de adolescentes, codinome BZRK, que estão lutando para proteger o direito da desordem, de serem humanos. Esta não é uma guerra comum, no entanto. Armas são a nano tecnologia. E não há impasses nisso: é a vitória… ou a loucura.

BZRK se desenrola com a força de um furacão em torno de temas como conspiração e mistério, loucura e novas realidades, acoplamento e empoderamento, e o impacto de nossas próprias escolhas. Qual lado você escolheria? Até onde você iria para ganhar?


Já deve ter dado à perceber que não há escassez de romances distópicos para jovens atualmente. O gênero passou a ser uma tendência, e agora está alcançando um ponto de saturação. Mas, segundo os críticos, mesmo que recentemente você tenha lido muitos romances pós-apocalípticos, abra espaço em sua prateleira para Puros, primeiro livro da saga de mesmo nome de Julianna Baggott, porquê, conforme eles dizem, ele é único. Sombrio e descontroladamente construtivo, conta a história de Pressia, uma garota de 16 anos gravemente queimada pelas Detonações, uma catástrofe produzida pelo homem que mudou o curso da história. As Detonações dividiram o mundo em dois: onde há Pressia e outras pessoas feridas que vivem em um perigoso e cinzento mundo, e os Puros, que vivem protegidos na Domo.

Os direitos de produção já foram comprados pela Fox depois de uma guerra de lances para ver quem sairia vencedor. Se você pensa que Lisbeth Salander (Trilogia Millenium) foi uma heroína de aparência bizarra, é porque você ainda não conheceu Pressia!

A editora Intrínseca estará lançando o livro em agosto. Já o segundo volume, Fuse, está previsto para ser lançado em 19 de fevereiro nos Estados Unidos.

Pressia pouco se lembra das Explosões ou de sua vida no Antes. Deitada no armário de dormir, nos fundos de uma antiga barbearia em ruínas onde se esconde com o avô, ela pensa em tudo o que foi perdido — como um mundo com parques incríveis, cinemas, festas de aniversário, pais e mães foi reduzido a somente cinzas e poeira, cicatrizes, queimaduras, corpos mutilados e fundidos. Agora, em uma época em que todos os jovens são obrigados a se entregar às milícias para, com sorte, serem treinados ou, se tiverem azar, abatidos, Pressia não pode mais fingir que ainda é uma criança. Sua única saída é fugir.

Houve, porém, quem escapasse ileso do Apocalipse.

Esses são os Puros, mantidos a salvo das cinzas pelo Domo, que protege seus corpos saudáveis e superiores. Partridge é um desses privilegiados, mas não se sente assim. Filho de um dos homens mais influentes do Domo, ele, assim como Pressia, pensa nas perdas. Talvez porque sua própria família se desfez: o pai é emocionalmente distante, o irmão cometeu o suicídio e a mãe não conseguiu chegar ao abrigo do Domo. Ou talvez seja a claustrofobia, a sensação de que o Domo se transformou em uma prisão de regras extremamente rígidas. Quando uma frase dita sem querer dá a entender que sua mãe pode estar viva, ele arrisca tudo e sai à sua procura.

Dois universos opostos se chocam quando Pressia e Partridge se encontram. Porém, eles logo percebem que para alcançarem o que desejam — e continuar vivos — precisarão unir suas forças.


Foi divulgada a capa inglesa de  Days of Blood and  Starlight, segundo volume da trilogia Daughter of Smoke and Bone, de Laini Taylor, com previsão de lançamento para 06 de novembro. A trilogia, que foi um sucesso de vendas em seu primeiro volume, teve seus direitos de adaptação comprados pela Universal, sendo que no Brasil ela estará sendo publicada através da Intrínseca. Confira a capa:


Capa inglesa e americana

Nessa sequência deslumbrante do aclamado Daughter of Smoke and Bone, Karou deve entender o que e quem ela é, e o quão longe ela chegará para vingar seu povo. Cheio de mágoa e beleza, mistérios e segredos, novos personagens e antigos favoritos, Days of Blood and Starlight traz a riqueza, cor e intensidade do primeiro livro em uma nova tela.


EDITORAS & PARCEIROS

Copyright © 2016 Livros&Citações. Todos os direitos reservados
Notícias, resenhas e indicações de livros!